Mais de 5 mil mortos confirmados no Nepal

Narendra Shrestha / EPA

As violentas réplicas do sismo causam pânico junto da população nepalesa

As violentas réplicas do sismo causam pânico junto da população nepalesa

O primeiro-ministro do Nepal, Sushil Koirala, decretou esta terça-feira três dias de luto nacional em memória das vítimas do forte sismo que afetou no sábado aquele país e que provocou, até ao momento, mais de cinco mil mortos.

“Em memória dos nepaleses, dos irmãos e das irmãs estrangeiras, dos idosos e das crianças que perderam a vida no sismo mortífero, decidimos observar três dias de luto nacional a partir de hoje”, afirmou Sushil Koirala, durante uma intervenção transmitida pela televisão, na qual também agradeceu aos doadores internacionais que prestaram ajuda ao povo nepalês.

Segundo o mais recente balanço do Ministério do Interior nepalês, hoje divulgado, o número oficial de mortos na sequência do sismo situa-se nos 5.057.

O forte abalo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, também fez 10.915 mil feridos, precisou, em declarações à agência francesa, o responsável pelo departamento de gestão de catástrofes do ministério nepalês, Rameshwor Dangal.

As autoridades nepalesas informaram ainda que existem, até ao momento, mais de 450 mil deslocados internos.

O anterior balanço dava conta de 4.358 vítimas mortais e de 8.174 feridos.

O sismo foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros da capital nepalesa de Katmandu.

O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias. Quase cem réplicas, com uma intensidade que oscilou entre 4 e 6 graus, foram sentidas depois do sismo.

As operações de resgate no Nepal continuam a estar dificultadas por causa das más condições meteorológicas e pelas grandes carências deste país asiático para responder a um desastre destas dimensões.

Os trabalhos de resgate também estão a ser uma corrida contra o tempo. A Equipa de Coordenação e Avaliação de Desastres das Nações Unidas (UNDAC) alertou que o tempo se está a esgotar para encontrar pessoas com vida.

Arjun Katoch, membro da UNDAC, referiu, em declarações à agência espanhola EFE, que é pouco provável que as pessoas se mantenham vivas após mais de 96 horas debaixo dos escombros, prazo que é hoje atingido.

O sismo de sábado foi o de maior magnitude registado no Nepal nas últimas oito décadas e o pior que a região viveu nos últimos 10 ano, desde que, em 2005, um forte abalo causou uma tragédia de grandes dimensões em Caxemira, com mais de 84.000 mortos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maduro acusa EUA de provocarem "perigoso momento de tensão" no continente

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, enviou na segunda-feira uma carta aos governantes internacionais, alertando que os Estados Unidos (EUA), ao oferecerem uma recompensa por informações que levem à sua detenção, conduzem a "um perigoso …

Prestações ao banco vão subir para quem recorrer à moratória

As prestações dos créditos à habitação vão subir para empresas e clientes particulares que pedirem a sua suspensão no âmbito da moratória criada pelo Governo. Os juros vencidos durante os seis meses da moratória serão …

BE e PCP querem isenção do pagamento de propinas durante estado de emergência

O Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português consideram que os alunos do Ensino Superior devem ficar isentos do pagamento de propinas durante o estado de emergência. Tanto o BE como o PCP sempre defenderam …

Menina de 12 anos morre na Bélgica vítima da covid-19

Uma menina de 12 anos morreu esta segunda-feira na Bélgica devido à pandemia de covid-19, anunciaram esta terça-feira as autoridades de saúde deste país. "É um caso muito raro, mas que nos afeta muito, é um …

"Bomba" de Graça Freitas rebentou-lhe nas mãos. Governo rejeita cerco sanitário ao Porto

O Secretário de Estado da Saúde, António Sales, rejeitou, nesta terça-feira, a possibilidade de impor um cerco sanitário ao Porto. Esta hipótese foi avançada pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, e foi fortemente criticada por …

Novo máximo diário. Covid-19 mata mais 849 pessoas em Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 849 mortos com o novo coronavírus, um novo recorde de falecidos num só dia, elevando o balanço total para 8189. Os números do Ministério da Saúde espanhol revelam ainda um …

Termina esta terça-feira o prazo para reclamar das despesas para IRS

O prazo para consultar e reclamar das despesas gerais e familiares apuradas pelo fisco para efeitos de deduções à coleta termina esta terça-feira. Os contribuintes têm até esta terça-feira, 31 de março, para consultar e reclamar …

Ryanair avança com lay-off em Portugal a partir de 1 de abril

A Ryanair vai avançar com o lay-off simplificado, considerando o recurso à medida "indispensável para a manutenção da viabilidade e preservação dos postos de trabalho". Segundo a comunicação da sucursal em Portugal aos sindicatos relativamente à …

Recibos verdes arriscam ficar sem apoio em abril

A Segurança Social só vai disponibilizar o formulário para requerer apoio por paragem total de atividade a partir de 1 de abril. O apoio para minimizar os danos económicos dos trabalhadores independentes que enfrentem paragem …

Ex-benfiquista Jiménez só sai do Wolves por 90 milhões

O Wolverhampton só está disposto a negociar Raul Jiménez por uma verba a rondar os 90 milhões de euros. O antigo jogador do Benfica é perseguido por Arsenal e Manchester United. Raul Jiménez tem dado que …