Portugal com mais 17 mortes e 3773 casos de covid-19

Portugal registou, esta quarta-feira, mais 17 mortes e 3773 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da DGS, dos 3773 novos casos, 1126 são na região de Lisboa e Vale do Tejo, 1090 no Norte, 912 no Centro, 284 no Algarve, 186 no Alentejo, 105 nos Açores e 70 na Madeira.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 1.130.091. Há, neste momento, 48.032 casos ativos, mais 2262 do que na terça-feira.

O boletim da DGS também indica que se registaram mais 17 mortes nas últimas 24 horas, sendo que sete ocorreram na região Centro, seis em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Norte e outras duas na Madeira. No total, já morreram 18.370 pessoas devido à covid-19 em Portugal.

Tal como recorda o jornal online Observador, trata-se do maior número de casos diários desde 23 de julho (dia em que se registaram 3794 casos). E desde o fim-de-semana que o país regista um número de mortes na casa dos dois dígitos (um total de 60 mortes desde domingo).

Neste momento, existem 681 doentes internados (mais 32 do que ontem), dos quais 105 se encontram nos cuidados intensivos (mais 12 pessoas do que há 24 horas).

O boletim da DGS também aponta para mais 1494 doentes recuperados, verificando-se já um total de 1.063.689. Há ainda 49.654 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, mais 2296 em relação ao dia de ontem.

O país está na chamada zona vermelha. Tem uma média de 251,1 casos de infeção por 100 mil habitantes a nível nacional (antes era de 228,9) e de 251,3 casos no continente (antes era de 228,8). Neste momento, o índice de transmissibilidade (Rt) é de 1,20 tanto a nível nacional como no continente (antes era de 1,19 e de 1,20, respetivamente).

Esta terça e quarta-feira, o primeiro-ministro esteve a ouvir os representantes dos partidos com assento parlamentar para discutir a situação epidemiológica em Portugal, antes de o Governo aprovar novas medidas, o que poderá acontecer no Conselho de Ministros desta quinta-feira.

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 5.165.289 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China no final de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

  Filipa Mesquita, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE