Maior edição de sempre do Festival de Cinema Queer Lisboa vai chegar ao Porto

DR New Line Cinema

Polyester (1981), de John Waters

O Queer Lisboa – Festival Internacional de Cinema Queer vai exibir, a partir de 19 de setembro, 135 filmes de 38 países, a maior edição de sempre, segundo a organização, que estenderá o certame ao Porto, pela primeira vez.

A programação completa da 18.ª edição foi hoje divulgada, numa conferência de imprensa, em Lisboa, por João Ferreira, diretor do festival, que considera a mostra de cinema queer deste ano “um ponto de viragem”, com “mais um salto qualitativo”.

Uma das novidades desta edição é o alargamento do festival ao Porto, a 03 e 04 de outubro, na Casa das Artes, numa colaboração do Queer Lisboa com o Cineclube do Porto e a Direcção Regional de Cultura do Norte.

Uma retrospetiva da primeira fase da obra do realizador norte-americano John Waters, a filmografia completa do britânico Ron Peck, um programa especial sobre o cinema queer africano e a estreia de alguns filmes estrangeiros são outros dos destaques desta 18.ª edição.

Figura de culto do universo “queer-trash”, o norte-americano John Waters estará em foco num programa que recupera cinco títulos de referência da primeira fase da sua filmografia, a serem exibidos na Cinemateca Portuguesa.

Entre os títulos desta retrospetiva conta-se “Polyester” (1981), filme em cuja estreia foram distribuídos, entre os espectadores, “cartões-raspadinha” que replicavam alguns dos odores menos convencionais do filme.

A experiência vai ser recuperada pelo Festival Queer Lisboa, distribuindo o cartão “Odorama” entre o público.

Programa

Está prevista a estreia nacional de títulos como “Party girl”, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis (França), vencedor da Câmara de Ouro do festival de Cannes deste ano, e de “Xenia“, de Panos H. Koutras (Grécia).

Estes filmes irão competir pela melhor longa-metragem com, entre outros, “Something must break”, de Ester Martin Bergsmark (Suécia), que conquistou um dos Hivos Tiger Awards, no Festival de Cinema de Roterdão.

O júri da 18.ª edição do Queer Lisboa, nas longas-metragens, será composto pelo realizador Manuel Mozos, o programador do British Film Institute Michael Blyth e a diretora do Mix Copenhagen, Lene Thomsen Andino.

A programadora Ana Isabel Strindberg, o performer Miguel Bonneville e o ensaísta Martin P. Botha constituem o júri da competição de documentários.

O realizador André Godinho, a produtora Joana Ferreira e o jornalista britânico Ben Walters são o júri da competição das curtas-metragens.

Fernando Vendrell, Joana de Verona e o diretor do Curtas Vila do Conde, Nuno Rodrigues, compõem o júri da competição de filmes europeus de escola.

Este ano, a secção Queer Focus é dedicada ao continente africano – numa parceria com a plataforma Africa.Cont – reunindo uma filmografia de produção exclusivamente africana que revela questões políticas e culturais do continente, assim como as formas como o seu cinema tem lidado com as questões ligadas à sexualidade e ao género.

Este programa decorrerá na Cinemateca Portuguesa que, entre 20 e 27 de setembro, será palco também de exposições da egípcia Amanda Kerdahi e do franco-argelino Kader Attia.

Os clássicos “Touki Bouki”, realizado por Djibril Diop Mambety (Senegal), em 1973, cujo restauro digital Martin Scorsese supervisionou, e “Appunti per un´Orestiade Africana”, do italiano Pier Paolo Pasolini (Itália, Marrocos), assim como “2 Men and a Wedding”, da sul-africana Sara Blecher, são alguns dos filmes programados.

Hoje eu quero voltar sozinho“, de Daniel Ribeiro, e “Flores raras“, de Bruno Barreto, ambos do Brasil, serão os filmes de abertura e de encerramento do festival, a 19 e a 27 de setembro, em Lisboa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …

Siza Vieira anuncia que Programa Apoiar vai ser reforçado e alargado

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia da covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, anunciou o ministro da Economia, indicando que as medidas vão ser anunciadas na próxima semana. "Queremos reforçar …

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …

EUA aprovam vacina unidose da Johnson & Johnson. Nova Zelândia volta ao confinamento

O regulador do medicamento norte-americano aprovou, este sábado, a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson, a terceira autorizada nos Estados Unidos. A vacina em causa da Johnson & Johnson é de dose única e junta-se …

Estes traços psicológicos podem ajudar a identificar pessoas vulneráveis ao extremismo

As características dos cérebros das pessoas podem oferecer pistas sobre as suas crenças políticas, sugere um novo estudo científico. Num estudo com cerca de 350 cidadãos norte-americanos, uma equipa de investigadores examinou a relação entre as …

Fóssil de lula vampiro perdido durante a Revolução Húngara foi redescoberto

Em 2019, uma equipa de investigadores encontrou o fóssil que estava perdido nas coleções do Museu de História Natural da Hungria, enquanto procurava fósseis de ancestrais de chocos. Contudo, o fóssil foi descoberto originalmente em 1942 …

Após escalada de suicídios, Japão nomeia Ministro da Solidão

O Japão nomeou um Ministro da Solidão após um recente aumento no número de suicídios, exacerbado pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Estudos recentes mostraram que o Japão tem altos níveis de isolamento social, em …

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …