Novos e-mails mostram que Manuel Pinho quis esconder patrocínio da EDP

José Sena Goulão / Lusa

Terá sido o próprio Manuel Pinho, ex-ministro da Economia, a oferecer-se para dar aulas na Universidade de Columbia, à qual sugeriu o patrocínio da subsidiária americana da EDP para pagar o seu salário.

A informação foi avançada pelo Observador, que teve acesso a um conjunto de novos ‘e-mails’ que foram apensos ao processo das “rendas excessivas” da EDP, depois de a referida instituição de ensino ter-se mostrado disponível para partilhar com o Ministério Público toda a documentação relacionada com a contratação de Manuel Pinho.

A documentação obtida pelo jornal coloca em causa a garantia feita várias vezes pela EDP de que tanto a proposta para o patrocínio de 1,2 milhões de dólares (cerca de 980 mil euros), como a contratação de Manuel Pinho, deram-se por iniciativa da Universidade de Columbia.

Por outro lado, reforça, segundo o Ministério Público, os indícios da prática de um crime de corrupção e de participação económica em negócio que recaem sobre António Mexia e João Manso Neto e os indícios da prática de corrupção ativa imputados a Manuel Pinho. As aulas na universidade são vistas como uma contrapartida pelos alegados favorecimentos de Manuel Pinho à EDP nos contratos CMEC que a empresa tem com o Estado.

Os e-mails enviados pela Universidade de Columbia revelam também que o ex-ministro da Economia pediu várias vezes aos responsáveis norte-americanos para não contarem à imprensa portuguesa que foi a EDP quem patrocinou o curso de Manuel Pinho.

“Em Portugal, a situação é semelhante à da Alemanha antes da II Guerra Mundial. É muito perturbadora e perigosa”, escreveu Pinho em março de 2012 a um destes responsáveis. “É por isso que gostaria que existisse controlo total se os jornalistas portugueses ligarem, as respostas têm de ser muito claras: não”, acrescentou o antigo ministro. O “não” referia-se a “não, não era a EDP que estava a pagar o curso”.

A revista Visão já tinha noticiado em dezembro de 2018 que a EDP tinha dado conhecimento antecipado a Manuel Pinho do Memorando de Entendimento que assinou com a Universidade de Columbia.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …