Máfias já usam call centers para vender droga na Europa

A apreensão de um envelope utilizado para enviar encomendas, no final do ano passado, é o exemplo de uma das novas formas de tráfico de droga na Europa.

Quando os inspetores da Polícia Judiciária inspecionaram o envelope, encontraram largas centenas de comprimidos de MDMA – mais conhecida como ecstasy – e uma embalagem com o equivalente a mil doses individuais da mesma substância em pó.

Esta apreensão, que levou à detenção de duas pessoas, é o exemplo de uma das novas formas de tráfico de droga que estão a desenvolver-se na Europa.

E se esta tendência já está implantada em Portugal, como confirmou ao Diário de Notícias o responsável pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da PJ, Artur Vaz, há uma que ainda não chegou ao nosso país: a criação de call centers para onde se pode telefonar a pedir a entrega de uma determinada quantidade em local combinado.

É a entrega “mais rápida em qualquer lugar, a qualquer hora”, como lhe chama o Observatório Europeu da Droga e Toxicodependência num documento em que analisa as “Mudanças recentes no mercado europeu de cocaína”.

Estas alterações passam pela possibilidade de um consumidor de cocaína – que tem na Europa o seu segundo mercado depois dos EUA – fazer a encomenda por telefone e indicar o local onde quer que lhe seja entregue.

São centrais telefónicas com sede nos Balcãs e em Espanha e ligações a outros países onde estão os correios que transportam e entregam a droga. Ou então enviam os estupefacientes como encomenda postal.

O relatório adianta que as autoridades francesas também já detetaram serviços destes em Paris e no Reino Unido, onde se estima que existam mais de mil linhas telefónicas para este tipo de serviço.

Redes sociais como Twitter, Facebook, WhatsApp e Telegram também são utilizadas para estes contactos, o que torna as investigações das autoridades difíceis.

Dificuldades agravadas com o aumento da utilização pelas redes criminosas da Dark Web – redes encriptadas a que só se acede com software e configurações específicas. Em Portugal, “não temos call centers, mas há utilização da Dark Web, não só para a cocaína”, adianta Artur Vaz.

Os elevados proveitos do tráfico de cocaína – a produção tem batido recordes nos últimos anos, principalmente na Colômbia – faz que existam cada vez mais redes criminosas a entrar no negócio.

Há cada vez mais redes organizadas envolvidas – incluindo as famílias da máfia italiana, Ndrangheta e a Camorra. Estas têm uma especificidade: criaram as próprias redes de tráfico na América do Sul.

Há, porém, grupos ingleses, holandeses, irlandeses e espanhóis que procuram criar as suas rotas indo comprar a cocaína aos produtores e depois transportam-na para a Europa, onde aproveitam a livre circulação de pessoas e bens para transportar a droga.

Uma concorrência que está a provocar um aumento da violência, pois o mercado está altamente competitivo.

Portugal a perder importância

Neste cenário de presença forte de grupos do centro da Europa, Portugal está a deixar de ter importância no tráfico, com esse poder a transferir-se para Amesterdão. Antuérpia, Algeciras, Le Havre (França) e Hamburgo (Alemanha).

“Somos um ponto de trânsito que está a perder relevância, também devido ao trabalho das polícias”, frisa o diretor da UNCTE. Em Portugal, a principal droga traficada “é o haxixe”. Há ainda problemas com as drogas sintéticas e as novas substâncias psicoativas.

Uma das formas de tráfico detetadas em Portugal – além do aumento “das encomendas postais” – passa pela utilização de veleiros no verão e pelos contentores que chegam em navios e onde a droga está “disfarçada” entre produtos legais. Há ainda as ligações aéreas com o Brasil, um ponto importante de origem dos correios humanos que a transportam para a Europa.

“O que tem aumentado é o uso da Internet. Temos tido situações de encomendas que vêm do estrangeiro e depois são entregues por empresas de distribuição”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …

Há um ano, 12 jovens ficaram presos numa caverna da Tailândia. Hoje, é um local turístico

Há um ano, 11 meninos foram explorar a província de Chiang Rai, na Tailândia, com o seu treinador de futebol, e acabaram presos no fundo de uma caverna sob uma montanha. Depois de terminar o …

Alemães compraram toda a cerveja de Ostritz para "secar" neonazis

Os habitantes de Ostritz, na Alemanha, impediram os participantes de um festival neonazi de beber álcool, esvaziando todas as prateleiras dos supermercados. Num protesto inédito contra a comemoração do aniversário de Hitler naquela localidade, os habitantes  …