Mãe e mulher de suspeito de liderar milícia trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro

Depois de as autoridades terem revelado a detenção de cinco pessoas suspeitas no envolvimento no assassínio de Marielle Franco, a imprensa brasileira revelou que há duas ligações entre um dos líderes dessa organização criminosa e Flávio Bolsonaro.

Esta terça-feira, a polícia brasileira anunciou a detenção de cinco pessoas suspeitas no envolvimento no assassínio da vereadora Marielle Franco. No mesmo dia, os jornais do país avançaram que há pelo menos duas ligações entre um dos líderes dessa organização criminosa e Flávio Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil.

A Operação Intocáveis decorreu no Rio de Janeiro e resultou na captura de cinco pessoas suspeitas de pertencerem à organização Escritório do Crime.

Segundo o Público, este grupo é procurado por extorsão a moradores e comerciantes com cobranças ilegais na favela de Rio das Pedras e é também suspeito de envolvimento em assassínios, nomeadamente o de Marielle Franco.

Esta terça-feira, a Folha de S. Paulo, o Globo e a revista Veja adiantaram que a mãe e a mulher de um dos líderes do grupo, Adriano Magalhães da Nóbrega, trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro até novembro do ano passado, quando o filho do atual Presidente brasileiro era deputado federal pelo Rio de Janeiro.

As mulheres pediram para ser exoneradas no ano passado, o que aconteceu a 13 de novembro.

Raimunda Veras Magalhães, mãe do ex-capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, é também uma das pessoas que fez transferências de dinheiro para a conta do ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, que está agora a ser investigado por “movimentações atípicas” no valor e 1,2 milhões de reais (280 mil euros).

Flávio Bolsonaro foi também implicado neste caso. No entanto, a investigação foi suspensa por um juiz do Supremo Tribunal na semana passada, a pedido do próprio.

O filho de Jair Bolsonaro argumentou que o Ministério Público pediu informação sigilosa sobre a sua pessoa ao Conselho de Controlo de Atividades Financeiras (Coafe) já depois de ter sido confirmado como senador, cargo que lhe confere imunidade.

Adriano Magalhães da Nóbrega é um dos oito suspeitos que continuam a monte na sequência da operação desta terça-feira. O suspeito é um ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), expulso da Polícia Militar em 2014.

Nesse ano foi considerado culpado de envolvimento numa organização suspeita de cometer homicídios e outros crimes no meio de uma guerra de poder entre máfias do jogo, em 2011.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Google impediu acidentalmente a venda de uma antiguidade roubada

No início deste mês, uma tentativa de contrabandear uma antiga pedra esculpida foi frustrada por uma simples busca no Google. O funcionário da alfândega em Heathrow achou que a alegação era suspeita. O contrabandista escreveu num …

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …