Maduro acusa Bolsonaro de ser um “Hitler dos tempos modernos”

Cristian Hernandez / Lusa

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou esta segunda-feira que o seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, é um “Hitler dos tempos modernos” e condenou as iniciativas económicas que tomou desde a sua chegada à presidência do Brasil.

“Temos o Brasil nas mãos de um fascista (…). Bolsonaro é um Hitler dos tempos modernos. O que ele não tem é coragem ou decisão própria, é um fantoche de grupos e seitas”, disse Nicolás Maduro.

Apesar de ter criticado as “privatizações” de Bolsonaro, o Presidente da Venezuela salientou que são os brasileiros que têm de se preocupar com estas questões. “O povo brasileiro vai encarregar-se dele, vamos deixar o tema Bolsonaro para o belo povo brasileiro, que vai lutar e vai encarregar-se dele”, salientou.

Jair Bolsonaro, que assumiu a presidência brasileira no dia 1 de janeiro, acredita que a Venezuela vive numa “ditadura” e reiterou o seu total apoio à Assembleia Nacional (controlada pela oposição), “órgão constitucional eleito democraticamente”.

Já Maduro, que tomou posse para um segundo mandato na quinta-feira perante o Supremo Tribunal no meio de vozes críticas que não reconhecem a sua legitimidade, acusou o seu homólogo de receber ordens dos Estados Unidos da América, “para provocações militares no sul da Venezuela”, na fronteira dos dois países.

Maduro também criticou esta segunda-feira o Presidente colombiano, Ivan Duque — outro adversário político que o aponta como ilegítimo -, a quem chamou de “demónio e a personificação do mal”.

Aumento de 300% no salário mínimo

Também nesta segunda-feira Maduro, fixou o valor do “Petro” (criptomoeda venezuelana) em 36 mil bolívares soberanos e aumentou o salário mínimo dos venezuelanos em 300%. Com o aumento, o salário dos venezuelanos passou de 4.500 para 18 mil bolívares soberanos (de 4,5 para 18,18 euros) à taxa oficial.

“O salário mínimo estará em meio Petro (criptomoeda Venezuela), 18 mil bolívares soberanos para a classe trabalhadora da Venezuela”, precisou.

Nicolás Maduro falava na Assembleia Constituinte – composta unicamente por simpatizantes do seu Governo -, durante uma sessão em que apresentou as “memórias e contas” de 2018 e o “Plano da Pátria 2019 – 2015”, que contém o seu programa de Governo. “Começa o processo de adaptação automática de todas as tabelas salariais da administração pública do país”, frisou.

Nicolás Maduro explicou que decidiu começar o ano aumentado para 36 bolívares soberanos o valor do Petro, “para dinamizar a luta contra os fatores de guerra económica”.

Por outro lado, disse que o aumento do salário entrará em vigor a partir de terça-feira e que manterá o pagamento da diferença do aumento do salário às empresas privadas que o solicitem, tal como vinha fazendo desde agosto de 2018.

Na Venezuela, desde o segundo semestre de 2018 que o salário mínimo dos venezuelanos está ancorado ao Petro. Em paralelo ao aumento do salário, aumentam também as pensões dos venezuelanos.

Os venezuelanos queixam-se da alta inflação no país, que em 2018 foi de 1.698.488,2%, entre janeiro e dezembro de 2018. Segundo a imprensa local os organismos advertem que em 2019 a inflação rondará os 10.000.000%.

Vários organismos internacionais dão conta de que mais de 3 milhões de venezuelanos abandonaram o país, desde 2015, escapando da crise política, económica e social.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Identificado 12.º caso suspeito de coronavírus em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou, esta terça-feira, que foi validado um novo caso suspeito de infeção por novo coronavírus (Covid-19) em Portugal. De acordo com o comunicado da Direção-Geral da Saúde (DGS), citado pelo jornal …

Autoridade Tributária alerta contribuintes para novo e-mail fraudulento

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou, esta terça-feira, para um e-mail que está a ser enviado aos contribuintes, solicitando-lhes que regularizem dívidas fiscais e avisa que a mensagem é falsa e deve ser apagada. Num …

União Europeia acrescenta quatro paraísos fiscais à "lista negra"

Ilhas Caimão, Palau, Panamá e Seicheles juntam-se a Samoa Americana, Fiji, Guame, Samoa, Omã, Trindade e Tobago, Vanuatu e Ilhas Virgens Americanas na lista de não respeitadores das regras comunitárias. O Conselho da União Europeia (UE) …

"Relação estava cristalizada". PS satisfeito com retoma do "diálogo cordial" com CDS

O presidente do PS saudou, esta terça-feira, a "retoma" de um relacionamento "cordial" com a nova direção do CDS-PP em torno de matérias de interesse nacional, considerando que se verificou uma transição e acabou uma …

Ministra espanhola não pensa "nem um segundo" em substituir Centeno

A ministra dos Assuntos Económicos de Espanha, Nadia Calviño, assegurou que não dedica “nem um segundo” a pensar numa candidatura à presidência do Eurogrupo, apontando que Mário Centeno “está a fazer um excelente trabalho”. A cerca …

Grupo alemão de extrema-direita tinha planos "assustadores" para atacar mesquitas

Um grupo alemão de extrema-direita, em que 12 elementos foram detidos na semana passada, é suspeito de planear ataques em larga escala "assustadores e chocantes" contra muçulmanos, semelhantes aos realizados na Nova Zelândia no ano …

Novo Banco deverá pedir perto de mil milhões de euros ao Fundo de Resolução

O Novo Banco prepara-se para pedir uma nova injeção ao Fundo de Resolução a rondar os mil milhões de euros. Com este montante, o banco atinge o teto definido na venda ao fundo Lone Star. O …

"Nunca tive um processo como este". Juiz Carlos Alexandre "surpreendido" com o caso Tancos

O juiz Carlos Alexandre assumiu, em pleno tribunal, estar "surpreendido" com os meandros que envolvem ocaso de Tancos. "Nunca tive um processo como este", terá desabafado em mais uma audiência, notando que o caso "mostra …

Maduro anuncia exercícios militares permanentes e de surpresa

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira que o país fará exercícios militares "de surpresa" e de maneira permanente, em manobras que poderão incluir centenas de milhares de membros da Força Armada Nacional Bolivariana …

Bolsonaro recebe Jorge Jesus, mas muitos não gostaram da fotografia

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recebeu esta segunda-feira, em Brasília, o treinador português Jorge Jesus, após ter conquistado no domingo a Supertaça ao serviço do Flamengo. Depois de, no domingo, ter conquistado a Supertaça ao serviço …