Madonna queria um cavalo para um videoclipe mas Sintra não deixou. “Há coisas que o dinheiro não paga”

A Câmara Municipal de Sintra não permitiu que Madonna levasse um cavalo para o interior da Quinta Nova da Assunção, em Belas, e o filmasse.

De acordo com o Sintra Notícias, a cantora norte-americana esteve na propriedade, que pertence à Câmara, na passada quarta-feira para gravar parte de um novo videoclipe que vai lançar, mas não foi autorizada a filmar a entrada de um cavalo no palacete. “Na passada sexta-feira a autarquia de Sintra informou, via email, que não estava autorizada a entrada de um cavalo dentro do palacete”, disse fonte da autarquia ao jornal local.

O palacete e os jardins da quinta serão os cenários escolhidos por Madonna para o seu mais recente projeto musical “Indian Summer”, iniciado quando a artista já vivia em Portugal.

O documento foi enviado pela produtora “Twenty Four Seven” para a autarquia a 12 de março e pedia a reserva do espaço entre os dias 15 e 20 de março para uma filmagem “de uma cantora conhecida mundialmente”. De acordo com o plano apresentado pela produtora, a que o Expresso teve acesso, as gravações só aconteceriam nos últimos dois dias entre as 17h00 e as 7h00.

Mas, de acordo com a reportagem do Sintra Notícias, a empresa de produção do videoclipes sabia que não havia autorização para o cavalo entrar dentro do edifício. “Apesar das mais variadas e abrangentes insistências, o município de Sintra deixou claro as condições subjacentes às filmagens da cantora”, disse a Câmara.

A cena que mostraria um “cavalo deitado no chão a interagir com a protagonista”, que seria filmado durante “um tempo de filmagem muito reduzido” de “entre uma hora e uma hora e meia” não podia acontecer “por motivos de segurança”, argumentou a Câmara.

“O soalho de madeira assenta sobre uma caixa de ar e podia ser danificado”, explicou fonte da autarquia ao Expresso, completando aquilo que a Câmara já tinha respondido à cantora. “O piso do rés do chão assenta sobre estrutura de vigas de madeira, sendo a caixa de ar ventilada, portanto um piso não estabilizado estruturalmente, o que impede a utilização de atividades que provoquem vibrações”, pode ler-se no relatório.

Conforme noticiado pelo Correio da Manhã no sábado, o agente informou Madonna da decisão da Câmara por mensagem. Mas a cantora não gostou da resposta: “Amanhã é tarde demais. Vamos filmar noutro lado. Esquece”. A seguir acrescenta: “Já dei tanto a este país e quando peço um favor simples, de facto para mostrar Portugal ao mundo, a resposta que obtenho é negativa”.

Outra versão da Câmara de Sintra foi contada pela Sapo, cuja fonte acusou a autarquia de ter permitido as gravações, que teriam sido interrompidas por um funcionário. “Na altura em que contactaram o município, parece que lhe disseram que o cavalo poderia entrar no palácio mas, quando se preparavam para o fazer, um dos funcionários teve de intervir. Trata-se de um edifício histórico”. O cavalo seria um puro-sangue lusitano.

O presidente da Câmara de Sintra reagiu este domingo a estas notícias. Em declarações ao Expresso, Basílio Horta sublinha que “há coisas que o dinheiro não paga”. “Em condição nenhuma deixaria entrar um cavalo no palácio, não tem qualquer sentido. A Madonna é uma artista, mas o palácio é de todos e não é para ser estragado”, justifica.

O Gabinete do presidente da Câmara confirmou que os funcionários de Madonna tentaram pressionar a autarquia a mudar de opinião. “Até disseram que iam falar com o primeiro-ministro”, contou a fonte do gabinete. Mas nada reverteu a resposta de Basílio Horta, que se recusou a conversar com a produtora da cantora.

ZAP //

PARTILHAR

26 COMENTÁRIOS

  1. A mentalidade socialista deste país. Proibir e taxar. Se ela pagava, usassem o dinheiro para reforçar estruturalmente o palácio

  2. Era tão simples de resolver: se estragasse a estrutura, pagava a reparação por completo com todos os custos inerentes! Um videoclip da Madonna com imagens de Portugal seria algo positivo para o país, principalmente para dar a conhecer o que de mais bonito existe em Portugal… Há algumas oportunidades que só existem uma vez na vida e creio que a Madonna um dia destes faz as malas rumo a um país que não se importe de a acolher e que grave videoclips para promover esse mesmo país…

    • Não te chega a quantidade de estrangeiros que andam a retirar a genuinidade a todos os lugares mais emblemáticos, ficando eles próprios a perder, visto que só se vêm uns aos outros em vez de verem o que interessa.
      Isto do turismo é uma grande fachada.
      Põe um penso rápido na economia, o que interessa muito aos políticos, mas quem tira proveito na realidade são os donos das empresas com actividades relacionadas com o turismo.
      Os empregados dessas empresas moram todos no Seixal, ou em Mem Martins, perdem todos os dias 2 horas ou mais a vir para o trabalho porque não têm dinheiro para viver em Lisboa, nem para comer o nosso peixe (comem percas da Tailândia que são mais baratas) porque os franceses e outros compram o nosso a melhor preço.
      Não se preocupem com a imagem de Portugal generosamente oferecida pela Madonna. (essa mulher que já fez tanto por este País, e que agora lhe negam esta coisinha sem importância. Malandros.)

  3. Vão desculpar-me por divergir da opinião dominante, mas um soalho com 150 anos não se paga, não se repara, não se substitui. Tem de conservar-se! Bem compreendo que no país natal da Senhora quase não existam edifícios com 150 anos. Bem sei, também, que no que toca a conservar património, somos uma desgraça. Mas temos de começar por algum lado.
    A única surpresa aqui é o facto de ter havido alguém com as bolas no sítio para dizer que, seja a Madonna ou outra pessoa qualquer, a pretensão não deve ser atendida. O Basílio Horta que até é um político que não aprecio (para dizer a verdade, nada!) esteve bem!
    Mal estivemos quando foi o jantar da Websummit no Panteão Nacional. Paguem o que pagarem, e por muita falta que faça, nem que seja para a conservação do património, a verdade é que nem tudo é lícito ou legítimo. Este é claramente um desses e casos e, bem andaram as autoridades. Parabéns!

  4. O jantar da “Founders Summit” (Web Summit) no Panteão Nacional junto dos túmulos de nossas personalidades foi realizado e nem câmaras nem gorverno o proibiram…é mais grave que uns minutos de filmagem de um video clipe com um cavalo, concerteza que também não iam por em perigo o cavalo nem destruir o palacio….

    • Inteiramente de acordo quanto ao jantar da Founders Summit, ou lá o que é. É uma falta de respeito e quem permitiu não o devia ter feito.
      Já não posso concordar com a sua opinião em relação ao cavalo no palácio. Nem que seja por uma questão de princípio. Trata-se de um monumento nacional. Pode até nem estragar. Mas também pode acontecer algum acidente. Vai arriscar? Eu acho que não devemos correr riscos. Se por acaso fosse o Sr. o dono do palácio, permitia? Eu, seguramente, não! Em caso algum!

      É uma questão de bom senso. Bom senso que deveria estar presente em quem teve essa ideia peregrina e em quem fez o pedido. Na minha perspectiva, nem sequer deveria ser necessário recorrer-se ao argumento do risco estrutural. O pedido deveria ter sido recusado, porque não é nem razoável nem aceitável. Na minha opinião, roça até o insulto. Que diriam os americanos de um cavalo na Estátua da Liberdade? Na Casa Branca? No Capitólio? Ou noutro monumento nacional??

      • Nada!!
        Fez cenas tristes (coincidentes com a sua lastimável pessoa) e colocou nas redes sociais, achando que todo o mundo quer saber da vida dela para alguma coisa!…
        .
        Mas, sinceramente, eu até duvido que ela tenha tido a lata e a prepotência de ter dito aquelas palavras!…

  5. “Já dei tanto a este país e quando peço um favor simples, de facto para mostrar Portugal ao mundo, a resposta que obtenho é negativa”.”
    O quê?!
    Se essa cantora de meia-tigela disse mesmo isto, só mostra que é mais uma monte de mer@a que por aí anda e que pensa que lá por ter dinheiro pode tudo?!
    Mas, afinal é que é que essa tontinha “deu” a Portugal?
    Lá por ela ser rica e famosa, acha que o mundo anda todo a seus pés ou que sequer quer saber da sua vida (ou da sua opinião)?
    Coitada, deve pensar que tem o rei na barriga e que o mundo gira à sua volta – quando nem para cantar serve…
    Andor – já ontem era tarde!!

    • Não precisamos ir tão longe e ofender a Sra. Basta o “não” que tanto incómodo causou. Não é não! Se acaso a Sra. deixou de sentir-se confortável por cá, tem bom remédio… O aeroporto também tem um terminal de partidas. Se quiser manter-se por cá, tem de entender que Portugal é dos portugueses e não é pelo facto de ser rica, famosa e birrenta que imporá a sua vontade!

      • Se ela disse mesmo aquilo, está a ofender todos os portugueses, portanto merece uma resposta à altura – para saber qual é o seu lugar!!
        De qualquer modo, até desconfio que não deve ter sido a Madona a dizer isso, mas sim um qualquer palerma seu assistente!…

  6. …queria “mostrar Portugal ao mundo” e nomeia o projecto de “Indian Summer” ???
    Cascos de um cavalo num soalho de madeira centenário???
    Mas está tudo doido???
    Muito bem senhores autarcas!

  7. Mas o que é que a mulher queria fazer com o cavalo?! Confesso que só li o título. Não perco tempo com estas coisas. Mas era alguma coisa de sexo com animais ou estou apenas a ser depravado?!

  8. Os comentários deveriam servir para emitir opiniões construtivas, não para os insultos e trocas de palavras pouco recomendáveis. Porque é que se faz gala na má educação hoje em dia? O que se ganha com isso?

  9. Cada cabeça cada sentença!… Mas para mim, que trabalho na área do património cultural, as únicas com princípio, meio e fim são as de Thomas More e de Sykander que colacam em perspetiva as problemáticas que envolvem este caso.
    Se somos apreciados pelo que temos de único e identitário, não podemos andar a “vender” essa genuinidade. Há coisas que não têm preço! Qualquer dia somos iguais a todos os outros, sem nada que nos distinga dos demais, deixando de ser procurados por essa diferença que nos enriquece a todos, e muito pior do que isso, porque perdemos as nossas raízes e a nossa identidade. O Turismo é ótimo, mas dentro de limites, para que todos, nacionais e estrangeiros, possamos partilhar culturas e características, sem as nivelar por baixo e tornar tudo igual. Conheço muito de perto o caso do Porto e há situações assustadoras, há locais que conheço (conhecia!) desde a infância e que já não reconheço, tal a descaracterização de que foram alvo. A continuar neste ritmo, o Porto e se calhar outros locais com as mesmas características, irão muito em breve perder aquilo que os tornou únicos, os estrangeiros deixam de vir e nós, os locais com o que ficamos?

    • Está errada! Mesmo que no Porto e Lisboa deixem de viver portugueses, os turistas continuarão a vir. Não percebe o essencial do fenómeno do turismo e escapam-lhe outros destinos que já há várias décadas têm o que Lisboa e Porto agora descobriram. Vá a Veneza e veja com quantos italianos consegue falar! Provavelmente nenhum. E não é por isso que o turismo deixa de atingir números astronómicos. Como comecei por referir, a senhora não compreendeu o essencial destes fenómenos nem o enorme motor que está por trás dos mesmos.

  10. …quero dizer que aprecio as palavras da Senhora PAULA COSTA MACHADO. A raiz do problema está no “alto” valor que está a ser dado ao dinheiro em detrimento da Cultura de um Povo e do seu Património artístico e ambiental. De facto, é para perguntar: como fica a identidade do nosso País? Para dar lugar aos turistas, como fica o nosso Povo: desalojado, empobrecido?

  11. Mas o que deu Madona ao nosso país? Nós que somos um dos países mais antigos do mundo e com uma história gigante, temos que levar com estes endinheirados? Quem dá tudo pelo país somos todos nós, o povo.
    Espero que vá de onde veio e que leve estes defensores dessa senhora com ela.

  12. Como Conservador / Restaurador de obras de Arte e Pintura, tendo já trabalhado com inúmeras obras de valor incalculável, monumentos de interesse público e Património Cultural devo apenas dizer que quem acha que não tem problema nenhum a Sra. Madonna filmar um videoclip com um cavalo num Palacete da Quinta Nova da Assunção, cujo soalho é centenário e característico da história e valor patrimonial do imóvel, deve então vender já todo o país como parque de diversões porque a sua capacidade de preservação da herança cultural é pouca ( ou parece ser pouca ) e o seu orgulho pelo nação se resume a uma “pseudo imagem ” que uma diva cheia de caprichos possa dar a um país que é uma das nações mais antigas da Europa, ex Império de influência mundial e com uma história cultural absolutamente impressionante.
    Quem é a Madonna ?

Cabrita mostra desagrado pelo afastamento da mulher do Governo

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, partilhou no Facebook um texto de uma ativista ambiental algarvia crítico do afastamento da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, com quem é casado. Eduardo Cabrita, ministro da Administração …

Polícia desmantela rede de pornografia infantil e faz mais de 300 detenções

Pelo menos 337 pessoas de 38 países foram detidas numa operação em que foi desmantelada uma rede de pornografia infantil, que usava um site para comercializar vídeos de abuso sexual de crianças. Num comunicado divulgado esta …

Três coelhos de uma cajadada. Vieira renova contratos a três jogadores

No seu regresso de Angola, Luís Filipe Vieira assegurou a renovação do contrato de três jogadores: Grimaldo, Ferro e Jota. O anúncio oficial deverá estar para breve. Esta quinta-feira, o jornal Record fez manchete com a …

Berardo chama Mourinho e Ronaldo a jogo para não perder condecorações

A defesa de Joe Berardo invocou outros casos de personalidades portuguesas para que o empresário não perca as condecorações que recebeu dos antigos Presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, escreve o Eco. De acordo …

Decisão "vergonhosa". Iniciativa Liberal e Chega indignados com distribuição de lugares no Parlamento

Está definida a distribuição de lugares do próximo Parlamento. O Iniciativa Liberal e o Chega não estão contentes e criticam a decisão. A decisão da conferência de líderes do Parlamento sobre os lugares que os novos …

Aos 57 e com Parkison, Damásio criou uma raqueta especial e sagrou-se vice-campeão mundial

Damásio Caeiro fez mais de 50 tentativas para construir a raqueta ideal para jogar ténis de mesa e, quando conseguiu "que mão e raqueta se fundissem", sagrou-se vice-campeão mundial de doentes com Parkinson. "Tinha muita dificuldade …

"Não seja tolo!". Trump enviou carta a Erdogan para resolver conflito com os curdos

No dia 9 de outubro, Donald Trump enviou uma carta ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a avisá-lo sobre a incursão da Turquia na Síria. "Não seja um tipo difícil. Não seja tolo!", escreveu o …

Catalunha em estado de sítio. Governo pede protestos pacíficos e acusa "infiltrados e provocadores"

O presidente do Governo da Catalunha, Quim Torra, condenou ao final da noite de quarta-feira os protestos violentos que se registam há três dias na região e acusou um grupo de infiltrados de estar a …

Há acordo para o Brexit

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou esta quinta-feira que alcançou “um grande acordo” com a União Europeia para o Brexit. "Temos um ótimo novo acordo", afirmou, esta quinta-feira, Boris Johnson no Twitter. O primeiro-ministro britânico anunciou …

Encontrados 20 sarcófagos de madeira bem conservados no Egito

Uma equipe de arqueólogos descobriu pelo menos 20 sarcófagos em bom estado de conservação numa tumba antiga perto da cidade de Luxor, no sul do Egito, revelou o Ministério de Antiguidades egípcio esta semana. De acordo …