Madeira avança com casas para realojamento mesmo sem financiamento do Estado

Gregório Cunha / EPA

-

O Governo da Madeira vai avançar com a construção de 30 fogos em São Gonçalo, Funchal, para realojar algumas das famílias que perderam a casa nos incêndios da semana passada, mesmo que o Estado português não financie o projeto.

“Vamos tentar obter parte do financiamento a nível nacional. Mas, independentemente, venha financiamento ou não venha financiamento, isto vai ser para construir e é 2,5 milhões de euros”, afirmou Miguel Albuquerque, durante uma visita ao terreno, junto ao Bairro Social de São Gonçalo.

Albuquerque sublinhou que, relativamente aos incêndios, a “grande preocupação” do Governo Regional foi sempre as pessoas.

“Como sabem, em menos de uma semana fizemos o realojamento provisório de mais de 180 pessoas“, disse, salientando que agora se passou à “segunda fase, que é a construção rápida de habitação social, para também atribuir habitações definitivas a parte dessas famílias”.

O concurso público para a construção destes 30 fogos tem lançamento previsto para outubro, devendo as obras ter início em fevereiro de 2017.

Para além de São Gonçalo, o chefe do executivo madeirense visitou esta manhã um acesso à via-rápida onde decorreram obras de consolidação das escarpas e também esteve no Hospital dos Marmeleiros e no Hospital Dr. João de Almada, na zona do Monte, que foram evacuados durante os incêndios.

“A evacuação destes dois hospitais é um paradigma, um exemplo de eficácia e de planeamento”, afirmou Miguel Albuquerque, depois de ter percorrido todas as enfermarias a fim de agradecer o trabalho “muito bem feito e eficaz” do pessoal no decurso da operação.

Na madrugada de terça-feira, 09 de agosto, 180 doentes foram retirados do Hospital dos Marmeleiros no espaço de duas horas.

No Hospital Dr. João de Almada, 185 doentes foram transferidos em menos de duas horas na tarde desse dia, quando as chamas já rodeavam o edifício.

Os doentes foram encaminhados para o Hospital Central do Funchal, para o Regimento de Guarnição 3 e para a Escola Horácio Bento de Gouveia, que foi construída de modo a servir como hospital em situação de catástrofe.

“Nestas situações é preciso ter alguma serenidade”, afirmou Miguel Albuquerque, lembrando que a experiência adquirida no passado faz com que a abordagem aos eventos seja agora “muito mais profissional e muito mais eficaz”.

Os incêndios que fustigaram a Madeira na semana passada afetaram sobretudo o concelho do Funchal, onde fizeram três mortos e um ferido grave, centenas de desalojados e deslocados, bem como prejuízos em bens públicos e privados avaliados pela câmara municipal em cerca de 61 milhões de euros.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …

Brasil, EUA e Canadá. TAP prevê aumento de voos entre outubro e março

A TAP já está de olhos postos em novos voos para recuperar a sua operação no segundo semestre do ano e no inverno IATA – entre outubro e março. A empresa “espera progressos em termos de …

Vulcão, La Palma

Uma tragédia anunciada em Janeiro. Cinzas do vulcão de La Palma a caminho de Portugal

A lava do vulcão Cumbre Vieja continua a cobrir La Palma, nas Canárias, e já destruiu mais de 300 casas. Enquanto as cinzas vulcânicas se estão a deslocar para a Península Ibérica, surge a notícia …

Líder parlamentar do BE diz que Costa "transformou eleições numa caricatura"

O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, afirmou na quarta-feira que António Costa transformou as eleições autárquicas de 26 de setembro numa “caricatura”, considerando que o primeiro-ministro “vai a todo o lado prometer tudo”. O …

Estalou o verniz entre a UEFA e a FIFA. Órgão Europeu critica Mundial a cada dois anos e admite boicote

A UEFA aponta vários riscos associados ao aumento da frequência do Mundial, como a perda de importância dos torneios femininos e juvenis, o impacto no calendário das outras competições e os efeitos na saúde dos …