Lula defende Bolsonaro. Moro é “desequilibrado e medíocre”

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva

O antigo chefe de Estado brasileiro Lula da Silva, um forte critico do atual Governo, defendeu hoje o Presidente, Jair Bolsonaro, no caso em que é acusado pelo ex-ministro Sergio Moro de interferência na Polícia Federal.

O ex-presidente brasileiro Lula da Silva defendeu o direito de Jair Bolsonaro indicar o diretor-geral da Polícia Federal e afirmou que Moro criou uma “pirotecnia” ao acusar o chefe de Estado de tentar interferir na polícia para proteger a sua família.

Sergio Moro “poderia ter demonstrado seriedade quando virou ‘bolsonarista’. Ele é tão medíocre que quando saiu do Governo tentou criar mais uma pirotecnia com o apoio da rede Globo: ‘Ah, eu vou sair porque o Bolsonaro quer indicar o diretor-geral da Polícia Federal’”, declarou o ex-presidente, numa entrevista ao ‘site’ DCM, transmitida virtualmente.

Segundo a revista Veja, em declarações durante uma entrevista online, o antigo presidente chamou desequilibrado e medíocre ao ex-ministro da Justiça de Bolsonaro.

“É importante lembrar que o Presidente tem o direito de indicar o diretor da Polícia Federal, sim. Eu indiquei duas vezes e nunca pedi nem orientei, porque eles têm autonomia. E porque é que o Moro achava que podia e o Bolsonaro não podia? Tentou ganhar a opinião pública mentindo outra vez”, advogou Lula, que já foi condenado por corrupção por Sergio Moro, quando este era juiz na Operação Lava Jato.

Em causa estão declarações do antigo juiz e ex-ministro da Justiça do executivo de Bolsonaro, Sergio Moro, que acusou o atual Presidente de “interferência política na Polícia Federal”, na sequência da demissão do ex-chefe da instituição Maurício Valeixo.

Na ocasião, em abril último, Moro pediu a demissão e afirmou que Bolsonaro exonerou a liderança da Polícia Federal porque pretendia ter acesso a investigações judiciais, algumas das quais a envolver os filhos ou aliados.

“O Presidente disse-me, mais de uma vez, expressamente, que queria ter uma pessoa do contacto pessoal dele, para quem ele pudesse ligar, de quem pudesse colher informações, com quem pudesse colher relatórios de inteligência. Seja o diretor da PF, seja um superintendente”, declarou Moro, quando pediu a demissão no final de abril.

Após essa acusação, o Supremo Tribunal Fedetal (STF) abriu um inquérito para apurar a suposta interferência, a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. Após serem ouvidos vários ministros, deputados e delegados, o STF determinou na semana passada que Bolsonaro se apresente presencialmente para depor no inquérito.

A Polícia Federal é um órgão autónomo, subordinado ao Ministério da Justiça, embora o diretor seja nomeado pelo Presidente da República.

Lula da Silva foi condenado em dois processos por corrupção, e está a ser alvo de pelo menos outras sete investigações. Esteve preso durante 580 dias, tendo sido colocado em liberdade em novembro passado.

Lula da Silva sempre negou todas as acusações e diz ser vítima de perseguição judicial executada por pessoas que têm ambições políticas.

Lançada em 2014, a operação Lava Jato trouxe a público um enorme esquema de corrupção de empresas públicas, como a Petrobras, implicando dezenas de altos responsáveis políticos e económicos, e levando à prisão de muitos deles, como o antigo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado pelo antigo juiz Sergio Moro.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Estátuas usadas num jardim eram, afinal, relíquias egípcias com milhares de anos

Duas estátuas de pedra, usadas durante muito tempo como simples decoração de jardim, foram vendidas por cerca de 230 mil euros, depois de se ter chegado à conclusão que eram, afinal, relíquias egípcias com milhares …

Pandora Papers são "embaraço também para Portugal". Caso vai ser analisado pelo Fisco

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais garantiu que, tal como já aconteceu noutros casos deste género, os Pandora Papers vão ser analisados pela Autoridade Tributária. No início de outubro, uma nova investigação do Consórcio Internacional …

Gonçalo Esteves, Sporting

"Gonçalo Esteves é o futuro do Sporting". Adeptos rendidos ao ex-portista de 17 anos

O lateral-direito Gonçalo Esteves, de apenas 17 anos, estreou-se na equipa principal do Sporting, no jogo da Taça de Portugal contra o Belenenses, e o treinador Ruben Amorim diz que é "o futuro" do clube. …

Portugal regista mais 10 mortes e 612 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 10 mortes e 612 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 612 novos …

Toda a herança de Rendeiro foi para o "rei dos táxis". MP investiga presidente da ANTRAL e o filho motorista

O Ministério Público está a investigar o ex-motorista de João Rendeiro e o seu pai, o presidente da ANTRAL, a maior associação de táxis portuguesa. Em causa estão suspeitas de lavagem de dinheiro quando se …

Depois do polémico golo de Mbappé, UEFA pondera mudar regra do fora de jogo

A UEFA defendeu uma reformulação da regra do fora de jogo, depois do polémico golo de Kylian Mbappé que, no último domingo, deu a vitória a França na final da Liga das Nações. Apesar da polémica, …

Nova deputada do PSD condenada por falsificação de documento

A nova deputada do PSD, que toma posse na Assembleia da República na próxima terça-feira, já foi condenada por falsificação de documento há dois anos. Segundo avança o Jornal de Notícias, Eugénia Duarte vai substituir Carla …

Presidente avisou partidos sobre cenário de eleições antecipadas: "Se tiver de ser, é"

Em caso de chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), o Presidente da República prefere não perder tempo e "matar o mal pela raiz". Findas as audiências com os partidos no Palácio de Belém, a …

"A maior descida de sempre". Galamba sublinha redução dos preços da luz para empresas e famílias

As tarifas de electricidade propostas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para 2022 representam uma descida nos preços da ordem dos 3,4%. O Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, fala de …

Administração Biden vai reativar programa anti-imigração de Trump

A Administração Biden anunciou, esta sexta-feira, que vai reativar a política anti-imigração nas fronteiras da era Trump, que forçou milhares de requerentes de asilo a aguardarem a conclusão dos seus processos no México, muitas vezes …