Acabou o “senhoras e senhores”. Lufthansa vai passar a usar saudações mais inclusivas

3

Maarten Visser / Wikimedia

Avião Airbus A380 da Lufthansa

A companhia aérea alemã vai deixar de usar a típica saudação “Damen und Herren” (“Senhoras e Senhores” em alemão) para substituí-la por uma expressão mais inclusiva.

“É importante para nós ter em conta todas as pessoas nos nossos discursos. Dependendo da hora do dia, vão existir diferentes opções como, por exemplo, ‘estimados cliente’, ‘bom dia/boa noite’ ou ‘bem-vindos a bordo'” , explicou um porta-voz da Lufthansa, citado pelo jornal alemão Bild.

Segundo o também alemão Die Welt, o novo regulamento irá aplicar-se, para além da própria Lufthansa, às outras companhias aéreas do grupo, como a Austrian Airlines, Swiss International Air Lines, Eurowings e Brussels Airlines.

Como se tratam de várias transportadoras, “este processo ainda vai demorar algum tempo”, esclareceu o grupo alemão.

A Lufthansa não é a primeira companhia aérea a optar por abolir expressões de género. No ano passado, a Japan Airlines também deu um passo semelhante nesse sentido, preferindo agora expressões neutras como “bom dia” e “boa noite”.

Na língua japonesa, a expressão geralmente usada para este tipo de saudações já é neutra em relação ao género, mas a decisão foi aplicada nos outros idiomas usados pela companhia aérea.

Em 2019, a companhia aérea japonesa também alterou os seus regulamentos para que os casais do mesmo sexo pudessem beneficiar das mesmas taxas preferenciais que as famílias heterossexuais.

  ZAP //

3 Comments

    • Aposto que não comentas nada sobre outros assuntos/ outras notícias do site, mas para criticar discriminatoriamente as pessoas LGBTQIA+ estás sempre pronto, não é?
      A “bicharada” (ou seja os animais, que dizem ser irracionais) provavelmente têm mais respeito pelos seus pares da mesma espécie e até pelas outras espécies do que tu, que com esse comentário homofóbico e ridículo demonstras enorme falta de empatia e respeito por pessoas que como tu querem um tratamento igual e digno. Mais respeito por favor e informe-se bem antes de vir comentar o que quer que seja, nomeadamente notícias relacionadas com à diversidade sexual.

  1. Esta sim é uma ideia verdadeiramente inclusiva: utilizar uma categoria que não descrimine. A versão inclusiva exclusivista seria algo como: “heterossexuais, lésbicas, gays, bis, trans e outros. Sejam benvindos ao nosso voo”.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.