Lojas aumentaram os preços antes da Black Friday

A DECO denunciou casos de fraude em algumas lojas na última sexta-feira, o dia da tão esperada tradição norte-americana conhecida por Black Friday.

Técnicos da DECO analisaram 1862 produtos de sete lojas com venda a retalho e online, entre 16 e 27 de novembro, e concluíram que houve um aumento de preço em 10% dos produtos.

Em declarações ao Diário de Notícias, um dos técnicos, Tito Rodrigues, explica que a DECO encontrou dois tipos de situações quando foram comparados os preços antes e depois da promoção.

“A mais frequente, o desconto real da Black Friday era inferior ao anunciado e o caso em que o desconto era negativo”, afirma.

Entre as lojas analisadas estão a FNAC, a Rádio Popular, a Worten, o El Corte Inglês, a Staples e a Box. Apenas as duas últimas não registaram problemas, tendo sido registados casos mais flagrantes na Worten e na Rádio Popular.

“Um em cada 20 produtos analisados viola a Lei dos Saldos e das Promoções e a Lei das Práticas Comerciais Desleais”, denuncia a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

Perante esta situação, a DECO alerta tanto a ASAE como a Direção-Geral do Consumidor para que sancionem as empresas em questão, com coimas que podem chegar aos 45 mil euros por infração.

A associação enviou ainda os resultados do estudo ao Ministério da Economia, com o objetivo de que este estabeleça novas medidas, entre elas, a divulgação do preço mínimo praticado nos 30 dias anteriores ao desconto e a apresentação gráfica da variação dos preços praticados no último mês no meio online.

Os resultados do estudo não surpreenderam os técnicos, já que a análise partiu exatamente de algumas reclamações dos consumidores com casos de aumento de preços nas vésperas dos descontos.

De acordo com dados da SIBS, os portugueses gastaram cerca de 700 milhões de euros na semana da “sexta-feira negra”.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tudo normal…não é nada que eu já não sabia….muitos portugueses é que não fazem as contas nem querem saber dos preços…nem os comparam…logo vêm que é saldos e nem querem saber os preços para nada! Ainda dizem que os portugueses não têm dinheiro…eu bem os vejo a comprar as coisas mais caras e a gastar o dinheiro a torto e a direito….

  2. Esperamos que a ASAE faca pior do que fez ao pingo doce que estava ajudar os consumidores que esses vigaristas que alteraram os preços que as multas sejam a dobrar do que eles receberam O staples deve ser por contagio que na origem isso não acontece ve-se quem e que esta a frente das lojas e so porcaria portuguesa deviam ir parar a cadeia que assim aprendiam

  3. E novidades?!
    Nada de novo; são apenas modas (americanices) para os estúpidos viciados no consumismo…
    E, quem vai acorrer comprar só porque, supostamente, está com desconto (e não porque lhes faz mesmo falta), não merece outra coisa!!
    Propaganda para a carneirada!…

RESPONDER

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

O Congresso norte-americano aprovou esta quinta-feira legislação que força as empresas chinesas a saírem dos índices bolsistas norte-americanos a menos que cumpram as regras de contabilidade nos Estados Unidos. A legislação, que pode afetar dezenas de …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …

Reino Unido começa a vacinar já na próxima semana

O Reino Unido vai começar a vacinar a sua população contra a covid-19 na próxima semana. Depois da aprovação do uso da vacina da Pfizer, os primeiros a receber a vacina serão os trabalhadores e …

Governo já garantiu 370 camas no setor privado

O Governo já garantiu 370 camas no setor privado, sendo que quase metade, 164, são para doentes covid. Há atualmente 3.338 pacientes infetados com o novo coronavírus internados em hospitais. A informação foi confirmada por fonte …

Covid-19 pode ter chegado aos EUA em dezembro de 2019. País prepara-se para o pior inverno da história

Depois de ter sido confirmado que o novo coronavírus já circulava em Itália desde setembro de 2019, agora surge um relatório que refere que a covid-19 pode ter infetado um pequeno número de pessoas nos …

Maior parte dos médicos aposentados que voltam ao SNS prefere trabalhar em tempo reduzido

A maior parte dos médicos aposentados que regressa ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) opta por trabalhar em tempo reduzido, adianta o Jornal de Notícias. De acordo com o Jornal de Notícias, do total de 216 …

Bruxelas ameaça avançar com Fundo de Recuperação sem Hungria e Polónia

A Comissão Europeia (CE) está a perder a paciência e, caso não haja progressos nas negociações, ameaça avançar com o Fundo de Recuperação europeu sem a 'luz verde' da Hungria e da Polónia. O ultimato foi …

Empresas que reforcem lay-off não podem fechar portas, mas podem reduzir horários a 100%

O chamado “apoio à retoma progressiva” vai permitir que em dezembro as empresas saltem para o escalão seguinte, que garante mais financiamento, mas o Governo exige que mantenham atividade. Contudo, garante que tal não condiciona …