Listas incompletas impediram autoridades de vigiar infetados com covid-19

Estela Silva / EPA

GNR com máscara em Ovar

Quase cinco mil pessoas deviam ter estado sob vigilância das polícias. No entanto, as listas incompletas impediram a ação das autoridades, que vigiaram apenas 2.614 dos infetados com covid-19.

A 17 de abril, as autoridades portuguesas deviam ter tido sob vigilância 4.708 portugueses que estavam obrigados ao confinamento social por estarem infetados com o novo coronavírus. No entanto, a PSP e a GNR conseguiram apenas vigiar 2.614 destas pessoas, isto é, pouco mais de metade do universo total.

De acordo com a edição desta quarta-feira do Observador, que cita o relatório de avaliação das medidas do estado de emergência, esta situação deve-se ao facto de as listas estarem incompletas.

Em falta estava a informação necessária sobre a identidade dos pacientes a serem vigiados, assim como a sua morada, o que impediu a ação das polícias. O diário adianta que, em Lisboa, mais de mil pessoas deviam ter estado sob vigilância, mas havia apenas informação sobre 175.

“Constata-se que 44,5% das identificações constantes nas listagens estão incompletas, inibindo-se assim a prossecução das medidas de vigilância ativas”, lê-se no relatório.

O Público contactou a Direção-Geral da Saúde (DGS) que garantiu que as autoridades sanitárias remetem as listagens das pessoas que estão sob vigilância ativa e das respetivas moradas para a PSP e a GNR. “O que poderá estar a acontecer é que, quando uma pessoa está doente, não será indicada uma data de terminus da vigilância ativa, isto porque a vigilância irá manter-se o tempo necessário, enquanto o doente for positivo.”

Como estes dados não são estáticos, “pode até não existir dados a reportar naquele dia ou naquela semana, se a doença estiver controlada e não existirem novos casos, ou novos contactos de casos”, acrescentou a entidade.

Ainda de acordo com o balanço divulgado, a PSP e a GNR detiveram, desde o início do terceiro estado de emergência, 101 pessoas por desobediência e encerraram 226 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Eestes números somam-se aos verificados nos dois primeiros períodos de estado de emergência: no primeiro período, que vigorou entre 22 de março e 2 de abril, registaram-se 108 detenções por desobediência e foram encerrados 1.708 estabelecimentos; no segundo período, que vigorou entre os dias 3 e 17 de abril, registaram-se 184 detenções por desobediência e foram encerrados 432 estabelecimentos.

O relatório, divulgado pelo Governo e entregue na Assembleia da República, vai ser discutido na próxima quinta-feira.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …

Simone Biles: "Deveria ter desistido muito antes dos Jogos Olímpicos"

"Uma mulher preta tem que ser a melhor, as pessoas tentam menosprezar", lamentou a multi-campeã olímpica de ginástica. Simone Biles não conquistou qualquer medalha de ouro nos Jogos Olímpicos deste ano mas foi a atleta mais …

Mãe e filho de 2 anos morrem à porta do estádio. Jogo decorreu normalmente

Queda aconteceu pouco antes de começar um jogo da Major League Baseball, em San Diego. O desporto passou para segundo plano na tarde deste domingo, pouco antes de um jogo de beisebol, nos Estados Unidos da …

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …