Lista da Bloomberg ordena os 50 países que respondem melhor à pandemia. Portugal fora dos 30 primeiros

O Ranking da Bloomberg avalia dez critérios que dizem respeito à forma como os países dominaram a pandemia. Portugal aparece sensivelmente a meio, melhor no acesso à saúde, pior no fator económico.

A Bloomberg, grupo de comunicação norte-americano, analisou os dados disponíveis e escolheu dez critérios para criar o Covid Resilience Ranking (Ranking de Resiliência à Covid), ordenando 53 países a lidar com a doença. Contudo, Portugal está fora da primeira metade.

Depois de uma análise à tabela há algumas conclusões que se podem tirar. Tal como indica a Bloomberg, nem sempre as economias mais ricas, ou com sistemas de saúde aparentemente mais bem preparados, têm uma melhor prestação em situações de crises sanitárias.

Em plena pandemia de covid-19, os Estados Unidos e o Reino Unido ficam atrás de países como o Vietname, a Tailândia ou os Emirados Árabes Unidos.

A boa classificação de alguns desses países, a que se junta a China, muitos liderados por governos autoritários, pode levantar dúvidas sobre a capacidade de uma democracia liberal conseguir responder a um desafio como o da covid-19.

As questões políticas e sociais não são indiferentes na tabela. O rigor do confinamento, a mobilidade das populações, a previsão de crescimento do PIB em 2020, a cobertura universal dos serviços de saúde e o índice de desenvolvimento humano juntam-se aos critérios de saúde.

Nesta área conta o número de casos por 100 mil habitantes no último mês, a taxa de letalidade, o total de mortes por milhão de habitantes, a taxa de testes positivos e o acesso às vacinas que estão a ser preparadas, numa escala de 1 a 5.

Portugal aparece pouco abaixo do meio da tabela, com uma “pontuação” de 59.2 na escala Bloomberg, que vai até 100.

O país tem uma pontuação média nas infeções por 100 mil habitantes e na mobilidade dos cidadãos, que tem sido limitada.

Os melhores dados para Portugal são a cobertura do Serviço Nacional de Saúde – 84 em 100 -, o índice de desenvolvimento humano e a taxa de letalidade, melhor do que muitos países acima na tabela.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Malta do zap. Enquanto não fechar o vosso novo painel da pop market, não consigo seguir qualquer link nem introduzir comentários. Versão mobile.

    De referir que, mesmo fechando, fica com uma seta a piscar. Isto não é nada abonatório para a legibilidade porque, para além de se manter no ecrã, o movimento cíclico distrai o utilizador. Alguém precisa de uma formaçãozita em UI e UX …

RESPONDER

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …