Liderança do Montepio pode voltar a mudar

Manuel de Almeida / Lusa

Uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio pode estar prestes a acontecer. Carlos Tavares, atual presidente da administração com poderes não executivos, pode voltar a ser presidente executivo deste banco.

Se isso acontecer, Dulce Mota será afastada do cargo. Com essa mudança, Tavares poderá ficar na gestão executiva do Banco de Empresas Montepio (BEM). Se não houver esta mudança, Tavares fica condenado nos poderes executivos que poderá exercer no BEM.

“Carlos Tavares é presentemente presidente do conselho de administração do Banco Montepio e do BEM, em ambos os casos sem funções executivas”, de acordo com a resposta do Montepio ao Expresso.

No site do BEM, Carlos Tavares, o ex-presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e ex-assessor da administração da CGD, surge como presidente da administração “executivo”. Na resposta ao Expresso, a assessoria de imprensa refere que não há poderes executivos. Foi o antigo ministro da Economia que deu a cara pelo banco na sua apresentação oficial, ao lado do atual ministro, Pedro Siza Vieira, a 3 de maio.

A mesma fonte oficial do banco não esclareceu ao jornal se Carlos Tavares pretende vir a ser executivo do BEM. Segundo apurou o Expresso, estarão a ser testados nomes para chairman do Banco Montepio que assumiria também este cargo no BEM.

A lista para os novos órgãos sociais do BEM ainda não chegou ao Banco de Portugal. Esta vai ser a nova designação do agora Montepio Investimento, cujo mandato atual dos órgãos sociais, termina este ano. Os estatutos do BEM referem que a administração pode delegar a gestão corrente ou numa comissão executiva ou em dois ou mais administradores-delegados. O registo da marca BEM, ainda que já se encontre na fachada da sede, na Avenida de Berna, em Lisboa, não está concluído.

A apresentação dos nomes para o BEM cabe ao conselho de administração do Banco Montepio, liderado por Carlos Tavares, sendo que a eleição é depois sufragada em assembleia-geral da participada. O acionista único é a Montepio Holding, detida pelo banco e presidida pelo próprio Tavares.

De acordo com o Expresso, estará a ser equacionada uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio para que Carlos Tavares possa voltar a assumir a sua liderança executiva, que tem estado a ser assegurada por Dulce Mota desde fevereiro, e desta forma conseguir também estar na gestão diária do BEM.

A sua nomeação definitiva como presidente executiva ainda não aconteceu. Além disso, tudo dependerá dos nomes que possam ser encontrados para suceder a Carlos Tavares como chairman no Banco Montepio e desses nomes terem a luz verde do BdP. Por várias razões, os nomes que surgiram para chairman caíram por terra. Um deles, João Ermida, caiu devido à falta de experiência para o cargo.

Quando entrou em funções, em março de 2018, Carlos Tavares acumulou funções de chairman e CEO, mas o BdP não permitiu que tal ocorresse por muito tempo. Ficou como chairman, e, aí, cozinhou a ideia de dar força ao Montepio Investimento, aproveitando a sua licença bancária e transformando-o num banco de empresas, para estruturação de financiamentos, apoio a projetos e assessoria.

O BEM poderá ser uma forma de arrecadar dinheiro que com o Banco Montepio não foi conseguido. Não houve adesão à compra de ações pelas entidades da economia social pelo Banco Montepio, mas Carlos Tavares tem em cima da mesa a venda de até 49% do capital do BEM.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Toca a música, que continua o jogo das cadeiras. Geralmente as moscas mudam mas, cá no burgo, até essas são sempre as mesmas…

Bolsonaro vai criar um partido "pobre, sem dinheiro, sem televisão". Quem for para lá, vai por amor

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou na quinta-feira que os parlamentares que o acompanharem na mudança para o Aliança pelo Brasil, o seu novo partido, apenas o farão por amor, já que terá poucos recursos …

"Solução razoável". Marcelo promulga já aumento do salário mínimo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai promulgar já esta sexta-feira o diploma que estabelece um aumento do salário mínimo nacional para 635 euros em 2020, que considera "uma solução razoável, a pensar …

Filósofo francês diz aos homens para violarem mulheres. "Eu violo a minha todas as noites"

O filósofo e escritor francês Alain Finkielkraut afimrou na quarta-feira, durante um programa da TF1 sobre casos de violação divulgados pelos media, que diz aos homens para violarem as suas mulheres. "Eu violo a minha …

Ex-administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da SATA

O antigo administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da transportadora aérea açoriana SATA, informou hoje o executivo regional. "O presidente do Governo [Regional], Vasco Cordeiro, comunicou à Assembleia Legislativa o nome de Luís …

Mãe que deixou recém-nascido no caixote do lixo não quis abortar

A jovem cabo-verdiana, em prisão preventiva por suspeitas de ter abandonado o seu filho recém-nascido no lixo, teve a oportunidade de abortar, mas não quis. O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou, esta quinta-feira, o pedido de …

Face Oculta. MP pede 12 anos e 10 meses para Manuel Godinho

O Ministério Público (MP) defendeu esta sexta-feira a aplicação de uma pena única de 12 anos e 10 meses de prisão para o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, durante a audiência …

Maioria acredita que Governo vai durar quatro anos

Uma sondagem da Aximage revela que a maioria das pessoas entrevistadas acredita que António Costa vai concluir a sua legislatura, mesmo com um Governo que consideram de "estrutura exagerada". Uma sondagem da Aximage para o Jornal …

Tecnologia usada em Marte ajuda a detectar fugas de água em Gaia

Um sistema "pioneiro em Portugal" que recorre a tecnologia usada em Marte, para detectar água, está a ser utilizada pela empresa municipal Águas de Gaia, em Vila Nova de Gaia, para detectar fugas no sistema …

É segredo de Estado e custou mais de 100 milhões. "Máquina do Fisco" analisa 600 mil facturas por hora

O sistema informático que sustenta a "máquina do Fisco" já custou ao Estado mais de 100 milhões de euros e é tão secreto que nem a localização física dos servidores que o sustentam é conhecida. …

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …