Liderança do Montepio pode voltar a mudar

Manuel de Almeida / Lusa

Uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio pode estar prestes a acontecer. Carlos Tavares, atual presidente da administração com poderes não executivos, pode voltar a ser presidente executivo deste banco.

Se isso acontecer, Dulce Mota será afastada do cargo. Com essa mudança, Tavares poderá ficar na gestão executiva do Banco de Empresas Montepio (BEM). Se não houver esta mudança, Tavares fica condenado nos poderes executivos que poderá exercer no BEM.

“Carlos Tavares é presentemente presidente do conselho de administração do Banco Montepio e do BEM, em ambos os casos sem funções executivas”, de acordo com a resposta do Montepio ao Expresso.

No site do BEM, Carlos Tavares, o ex-presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e ex-assessor da administração da CGD, surge como presidente da administração “executivo”. Na resposta ao Expresso, a assessoria de imprensa refere que não há poderes executivos. Foi o antigo ministro da Economia que deu a cara pelo banco na sua apresentação oficial, ao lado do atual ministro, Pedro Siza Vieira, a 3 de maio.

A mesma fonte oficial do banco não esclareceu ao jornal se Carlos Tavares pretende vir a ser executivo do BEM. Segundo apurou o Expresso, estarão a ser testados nomes para chairman do Banco Montepio que assumiria também este cargo no BEM.

A lista para os novos órgãos sociais do BEM ainda não chegou ao Banco de Portugal. Esta vai ser a nova designação do agora Montepio Investimento, cujo mandato atual dos órgãos sociais, termina este ano. Os estatutos do BEM referem que a administração pode delegar a gestão corrente ou numa comissão executiva ou em dois ou mais administradores-delegados. O registo da marca BEM, ainda que já se encontre na fachada da sede, na Avenida de Berna, em Lisboa, não está concluído.

A apresentação dos nomes para o BEM cabe ao conselho de administração do Banco Montepio, liderado por Carlos Tavares, sendo que a eleição é depois sufragada em assembleia-geral da participada. O acionista único é a Montepio Holding, detida pelo banco e presidida pelo próprio Tavares.

De acordo com o Expresso, estará a ser equacionada uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio para que Carlos Tavares possa voltar a assumir a sua liderança executiva, que tem estado a ser assegurada por Dulce Mota desde fevereiro, e desta forma conseguir também estar na gestão diária do BEM.

A sua nomeação definitiva como presidente executiva ainda não aconteceu. Além disso, tudo dependerá dos nomes que possam ser encontrados para suceder a Carlos Tavares como chairman no Banco Montepio e desses nomes terem a luz verde do BdP. Por várias razões, os nomes que surgiram para chairman caíram por terra. Um deles, João Ermida, caiu devido à falta de experiência para o cargo.

Quando entrou em funções, em março de 2018, Carlos Tavares acumulou funções de chairman e CEO, mas o BdP não permitiu que tal ocorresse por muito tempo. Ficou como chairman, e, aí, cozinhou a ideia de dar força ao Montepio Investimento, aproveitando a sua licença bancária e transformando-o num banco de empresas, para estruturação de financiamentos, apoio a projetos e assessoria.

O BEM poderá ser uma forma de arrecadar dinheiro que com o Banco Montepio não foi conseguido. Não houve adesão à compra de ações pelas entidades da economia social pelo Banco Montepio, mas Carlos Tavares tem em cima da mesa a venda de até 49% do capital do BEM.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Toca a música, que continua o jogo das cadeiras. Geralmente as moscas mudam mas, cá no burgo, até essas são sempre as mesmas…

RESPONDER

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …

Nick Cave and The Bad Seeds regressam a Portugal em 2020

Dois anos depois do concerto no NOS Primavera Sound, no Porto, Nick Cave and The Bad Seeds vão regressar a Portugal no Campo Pequeno, em Lisboa. Os dois concertos, marcados para 22 e 23 de abril, …

Retirar amianto é 50 vezes mais barato do que tratar doente de cancro

A Quercus alertou esta sexta-feira que retirar uma cobertura de amianto de uma escola fica 50 vezes mais barato do que tratar um doente com mesotelioma, o cancro da pleura do pulmão provocado pela exposição …

Sócrates critica recusa do PS em fazer acordo escrito com o Bloco de Esquerda

O antigo primeiro-ministro José Sócrates critica a recusa do PS em fazer um acordo escrito de legislatura com o Bloco de Esquerda, considerando que revela "uma visão meramente utilitária" e que pode gerar "ressentimento" à …

Pelo menos 28 mortos e 55 feridos em explosão de uma mesquita no Afeganistão

Pelo menos 28 pessoas morreram e 55 ficaram feridas devido a uma explosão numa mesquita na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante o período de oração desta sexta-feira, anunciaram as autoridades locais. "Os números …

Pedro Alves escolhido para a presidência executiva do Banco Montepio

Pedro Gouveia Alves, atual presidente do Montepio Crédito, foi escolhido para novo CEO do Banco Montepio. O nome reuniu o consenso de Carlos Tavares e de Tomás Correia. O Banco Montepio escolheu Pedro Alves como novo …

Tancos. Sindicato dos procuradores sugere que ordem para não inquirir Costa e Marcelo é ilegal

O Sindicato dos procuradores sugere que a ordem do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) que travou a inquirição de António Costa e de Marcelo Rebelo de Sousa, como testemunhas no …

Guardas prisionais voltam à greve pela quinta vez desde setembro

Esta será a quinta greve dos guardas prisionais, convocada pelo SNCGP, desde setembro. O presidente do sindicato diz que, caso se mantenha o silêncio do Governo, vão ser marcadas mais paralisações para dezembro. Os guardas prisionais …