Liderança do PSD. Cenário de segunda volta ganha força

João Relvas / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

À medida que se aproximam as eleições internas no PSD e que os respetivos candidatos vão recebendo apoios públicos de outras figuras da esfera política, o cenário de uma segunda volta vai ganhando força.

Esta segunda volta seria disputada entre os dois candidatos mais votados a 11 de janeiro: o atual líder do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar de Pedro Passos Coelho Luís Montenegro, conforme escreve o semanário Expresso que analisa a situação.

Rio parece levar vantagem na corrida à liderança do PSD no grupo das 15 estruturas com mais militantes do partido, contando com “bastiões” no Porto (Gaia, Vila Verde, Maia, Gondomar e Trofa), a sua terra natal. Estas regiões juntas conseguem atingir cerca de 5 mil votos, num universo de 40 mil.

Montenegro também conta espingardas: deverá ter do seu lado Famalicão, a segunda maior estrutura do país, Barcelos e Caldas da Rainha. Contas feitas, são mais de 3.000 votos em jogo nas diretas de janeiro.

Já o vice da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, que também esta na corrida pela cadeira de Rio, deverá disputar outros 3 mil votos graças ao eixo Lisboa-Oeiras-Cascais. Estes votos, nota o Expresso, serão complicados de garantir noutras áreas do país.

Por tudo isto, o cenário de uma eventual segunda volta parece ganhar mais força. Contudo, frisa o Expresso, o contagem de espingardas é um exercício “sempre especulativo”, comportando um grau de incerteza.

Nas 15 maiores estruturas sociais democratas do país, importa recordar, há três que reúnem mais de 2.000 votos e cujos desfecho é desconhecido. Em causa está Santa Maria da Feira (896 militantes), Coimbra (694) e Braga (615).

Rio e Montenegro confiantes

Os apoiantes de Rui Rio acreditam numa vitória à primeira volta, confiando ser possível assegurar a liderança do partido já a 11 de janeiro.

Sabe o Expresso que a candidatura confia nos seus apoios, bem como no chamado voto livre (não depende dos caciques locais) que vai estar em força com Rui Rio. Ao todo e no pior dos cenários, acreditam que vão reunir pelo menos 40% dos votos.

Do lado de Luís Montenegro também há boas expectativas: acreditam que vão ganhar – e por muito. A confiança neste cenário foi já reiterada pelo próprio candidato.

“Com todas estas manifestações de apoio, estou convencido de que nós temos todas as condições para ganhar com expressão esta eleição e ganhar à primeira volta, e é com esse objetivo que eu vou lutar até ao último segundo por cada voto de cada militante”, afirmou Luís Montenegro no início de dezembro, antes de participar numa reunião com militantes em Bragança.

 

A entrega das candidaturas termina a 30 de dezembro, sendo, para já, conhecidos três candidatos: Rui Rio, Luis Montenegro e Miguel Pinto Luz.

As eleições diretas para a liderança do PSD disputam-se em 11 de janeiro – com uma eventual segunda volta uma semana depois –, estando o Congresso do PSD previsto para 7 a 9 de fevereiro, em Viana do Castelo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …