Líder da oposição russa detido em casa antes de protesto contra a corrupção

varfolomeev / Flickr

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

O líder opositor russo, Alexei Navalny, organizador das manifestações de protesto contra a corrupção convocadas hoje na Rússia, foi detido à porta de casa, antes de poder dirigir-se ao protesto em Moscovo, informou a sua mulher.

“Saudações. Eu sou Yulia Navalnaya. Felicidade a todos pela festa (Dia da Rússia). Alexei foi preso à porta de casa. Pediu-me para transmitir que os planos não mudaram: Tverskaya”, escreveu a mulher, na conta do Twitter de Alexei Navalny.

Navalny mudou no domingo à noite o lugar do protesto em Moscovo, da zona em que havia sido autorizado pela autarquia da cidade para a região da rua Tverskaya, onde hoje têm lugar as celebrações pelo ‘Dia da Rússia'”, o que foi qualificado pelas autoridades como “uma provocação”.

Milhares de apoiantes de Nalvany estão a manifestar-se por toda a Rússia, tendo sido muitos presos em Moscovo, já que o local onde estavam a protestar estava interdito, informaram os meios de comunicação russos.

Esta é a segunda vaga de manifestações, depois de 26 de março, organizadas por Nalvany, que lidera uma campanha anti-corrupção na Internet e anunciou a intenção de desafiar o Presidente, Vladimir Putin, nas eleições presidenciais de 2018.

Segundo os medias locais, cerca de três mil pessoas juntaram-se em Novossibirsk, na Sibéria, e outras manifestações de menor dimensão ocorreram em Krasnoïask, Kazan, Tomsk, Vladivostok e outras cidades.

Em Moscovo, uma dezena de pessoas foram presas antes do início da manifestação prevista para às 14h00 locais (12h00 em Lisboa), segundo o site OVD Info.

O 12 de julho, “Dia da Rússia”, é comemorado em todo o país e lembra a independência em 1990, antes da dissolução oficial da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), sendo um feriado marcado por inúmeros eventos públicos, nomeadamente reconstituições históricas, assim como uma receção oferecida por Putin no Kremlin.

No dia 26 de março, várias centenas de pessoas foram presas na capital durante a maior manifestação antigovernamental em anos. Navalny passou 15 dias na prisão nesta altura.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Eis um bom exemplo da democracia segundo Putin: manifestações sim, mas se forem a nosso favor; nas ruas, está bem, mas só nas que nós disponibilizarmos, e de preferência sem saída; prisão preventiva dos organizadores, mas por uma questão de respeitinho e para segurança de todos.
    Putin não vai em modas. É que com os modernismos dos opositores, a Rússia ainda acabava no regresso à “perestroika”. Era só o quer faltava!

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …