Líder da oposição russa detido em casa antes de protesto contra a corrupção

varfolomeev / Flickr

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

O líder opositor russo, Alexei Navalny, organizador das manifestações de protesto contra a corrupção convocadas hoje na Rússia, foi detido à porta de casa, antes de poder dirigir-se ao protesto em Moscovo, informou a sua mulher.

“Saudações. Eu sou Yulia Navalnaya. Felicidade a todos pela festa (Dia da Rússia). Alexei foi preso à porta de casa. Pediu-me para transmitir que os planos não mudaram: Tverskaya”, escreveu a mulher, na conta do Twitter de Alexei Navalny.

Navalny mudou no domingo à noite o lugar do protesto em Moscovo, da zona em que havia sido autorizado pela autarquia da cidade para a região da rua Tverskaya, onde hoje têm lugar as celebrações pelo ‘Dia da Rússia'”, o que foi qualificado pelas autoridades como “uma provocação”.

Milhares de apoiantes de Nalvany estão a manifestar-se por toda a Rússia, tendo sido muitos presos em Moscovo, já que o local onde estavam a protestar estava interdito, informaram os meios de comunicação russos.

Esta é a segunda vaga de manifestações, depois de 26 de março, organizadas por Nalvany, que lidera uma campanha anti-corrupção na Internet e anunciou a intenção de desafiar o Presidente, Vladimir Putin, nas eleições presidenciais de 2018.

Segundo os medias locais, cerca de três mil pessoas juntaram-se em Novossibirsk, na Sibéria, e outras manifestações de menor dimensão ocorreram em Krasnoïask, Kazan, Tomsk, Vladivostok e outras cidades.

Em Moscovo, uma dezena de pessoas foram presas antes do início da manifestação prevista para às 14h00 locais (12h00 em Lisboa), segundo o site OVD Info.

O 12 de julho, “Dia da Rússia”, é comemorado em todo o país e lembra a independência em 1990, antes da dissolução oficial da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), sendo um feriado marcado por inúmeros eventos públicos, nomeadamente reconstituições históricas, assim como uma receção oferecida por Putin no Kremlin.

No dia 26 de março, várias centenas de pessoas foram presas na capital durante a maior manifestação antigovernamental em anos. Navalny passou 15 dias na prisão nesta altura.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Eis um bom exemplo da democracia segundo Putin: manifestações sim, mas se forem a nosso favor; nas ruas, está bem, mas só nas que nós disponibilizarmos, e de preferência sem saída; prisão preventiva dos organizadores, mas por uma questão de respeitinho e para segurança de todos.
    Putin não vai em modas. É que com os modernismos dos opositores, a Rússia ainda acabava no regresso à “perestroika”. Era só o quer faltava!

Estudo prevê menos de 2 mil novos casos diários no Natal

No Natal, Portugal deverá registar menos de dois mil novos casos diários de covid-19, segundo uma projeção da Faculdade de Ciência da Universidade de Lisboa divulgada hoje. Neste momento regista-se uma redução de 2,7% de novos …

A brilhar na seleção e sem lugar no Sporting, Plata é pretendido pelo Leicester

Depois de somar um par de boas exibições ao serviço da seleção equatoriana, Gonzalo Plata está a ser sondado pelo Leicester. O jovem de 20 anos não tem sido opção no Sporting. Gonzalo Plata tem atraído …

"É impensável um relaxamento". Entre novas medidas, Itália impõe quarentena a turistas nacionais e estrangeiros no Natal

O governo de Itália aprovou a quarentena obrigatória para cidadãos italianos que estejam no estrangeiro entre 21 de dezembro e 6 de janeiro e regressem ao país e para turistas, para prevenir uma "terceira vaga" …

Esta à porta mais um fim de semana de restrições. Concelhos “fecham” a partir das 23h

Entre as 23h00 desta sexta-feira e as 23h59 de terça-feira estão proibidas as deslocações para fora do concelho de residência habitual, salvo algumas exceções previstas na lei. Nesta sexta-feira, o Parlamento prepara-se para dar “luz verde” …

Lucas Veríssimo tem dado dores de cabeça ao Benfica, mas "poderá sair de graça em janeiro"

O presidente do Santos, Orlando Rollo, avisa que há o sério risco de Lucas Veríssimo sair a custo zero já em janeiro. O SL Benfica está ainda a estudar a sua contratação. O negócio de Lucas …

Tabelas do IRS podem significar aumento do salário mínimo até 685 euros

A divulgação das novas tabelas de retenção na fonte de IRS sugere que o salário mínimo nacional possa aumentar até aos 685 euros. O valor a partir do qual salários e pensões passam a descontar IRS …

Arquipélago na "Atlântida britânica" sobreviveu a tsunami há 8 mil anos

Cientistas acreditam que uma parte de Doggerland, uma antiga civilização conhecida como a "Atlântida britânica", tenha sobrevivido ao tsunami que inundou a região há 8 mil anos. Doggerland foi uma civilização antiga no Mar do Norte, …

Plano de vacinação pode prolongar-se até março de 2022. Normalidade pode regressar já no próximo verão

Portugal vai receber 22,8 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 que chegam para imunizar toda a população, mas o processo vai decorrer em três fases, a última das quais poderá prolongar-se até ao …

Partidos concordam com o alívio no Natal (mas plano de vacinação não satisfaz Marcelo)

Com o voto favorável do PSD assegurado, o Parlamento vai aprovar, esta sexta-feira, o decreto presidencial com a segunda renovação do estado de emergência desta segunda fase da pandemia. Depois da reunião no Infarmed, Marcelo Rebelo …

Vespas "buraco de fechadura" conseguem fazer um avião despenhar-se

Conhecidas como vespas "buraco de fechadura", estes insetos constroem os seus ninhos em sítios minúsculos. Em alguns casos raros, podem mesmo levar a que um avião se despenhe. As Pachodynerus nasidens, mais conhecidas por vespas "buraco …