Lesados do BES processados pelo Novo Banco

António Cotrim / Lusa

Manifestação dos lesados do papel comercial do BES, promovida pela Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial, em frente a sede do Novo Banco, em Lisboa

Manifestação dos lesados do papel comercial do BES, promovida pela Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial, em frente a sede do Novo Banco, em Lisboa

O Novo Banco já tinha ameaçado os lesados do BES com uma possível ação judicial caso continuassem os protestos nas suas instalações. A promessa foi cumprida no início deste mês.

No início deste verão, nomeadamente em maio e depois em junho, a instituição já tinha prometido que ia tomar medidas legais contra o comportamento dos lesados nas suas instalações.

Ana Bela Rodrigues é a primeira cliente constituída arguida no processo em tribunal levado a cabo pelo Novo Banco, revela esta segunda-feira o jornal Sol.

Desempregada e com 46 anos de idade, Ana Bela foi notificada no dia 9 de outubro da respetiva ação judicial e, na quarta-feira passada, foi chamada para depor no posto da GNR da sua área de residência.

A lesada do BES contou ao Sol que foi constituída arguida por “ofensas verbais a três colaboradores do Novo Banco”, estando agora sujeita ao termo de identidade e residência.

De acordo com esta medida de coação, a antiga cliente não pode mudar de residência nem ausentar-se por mais de cinco dias sem comunicar às autoridades.

O Sol teve acesso ao auto de constituição de arguido, o qual mostra que Ana Bela optou pelo silêncio durante o interrogatório feito pela GNR.

“Não respondi porque a ação judicial diz respeito a protestos com centenas de lesados, incluindo emigrantes, à porta do banco e não à minha vigília diária. Não provoquei qualquer incidente, mas como os gestores e funcionários do banco já me conhecem e sabem o meu nome, eu sou o alvo do processo”, explicou.

Ana Bela está há quase cem dias em vigília na sede do Novo Banco, em Lisboa, e contabiliza quase 700 horas em “protesto silencioso”. Porém, garante que a tentativa do Novo Banco para “assustar” os clientes não a demove do seu principal objetivo.

“Voltei para a porta da sede do Novo Banco. Não vou desistir do meu protesto enquanto não me devolverem o meu dinheiro”, afirma.

De acordo com a informação apurada pelo mesmo jornal, um outro lesado do BES, Paulo Campos, é alvo da mesma ação judicial mas ainda não foi notificado.

Os dois terão certamente o apoio da Associação de Lesados e Indignados do Papel Comercial, a qual considera que estas ameaças por parte do Novo Banco não vão ter sucesso.

“Não vamos amedrontar-nos ou abandonar a reivindicação até a situação estar resolvida”, afirma Ricardo Ângelo, presidente da AIEPC.

Aliás, a associação está já a preparar mais uma mobilização, ainda sem data definida. Mas uma coisa parece estar certa: os lesados vão manifestar-se no local da tomada de posse do novo Governo.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Esta é uma notícia fantástica, porque mostra a que ponto, as pretensas “pessoas de bem” não olham a meios para defenderem a sua posição, por mais ilegítima que ela seja. Assim, a pessoa Novo Banco lança mão de um expediente ilegítimo para amedrontar e achincalhar, quiçá quebrar, aqueles que foram criminosamente espoliados daquilo que lhes pertencia (cf. nas palavras da arguida: “Não provoquei qualquer incidente, mas como os gestores e funcionários do banco já me conhecem e sabem o meu nome, eu sou o alvo do processo”. Grande expediente, hein?! A situação fez-me recordar um caso que se passou há uns anos: um desastrado assaltante ficou preso quando tentava entrar para assaltar uma residência ou um comercio. Aproveitando a imobilização do assaltante, ou drogadito, o dono aplicou-lhe umas valentes bordoadas no lombo! Quando se viu livre, o assaltante frustrado apresentou queixa contra o que lhe tinha dado uma achega! Neste caso, ao não reembolsarem aqueles que foram burlados pelo BES, também o Novo banco estava a pedi-las. E parece-me que a procissão apenas vem no adro…
    Força a todas as vítimas do BES! Não se calem, pois quem cala consente!

  2. Um espetaculo estas leis……o povo é roubado à força e nada fazem……SOCRETES rouba à grande e ainda tem beneficios…… Portugal está podre…..Portugal precisa de outro 25 Abril mas com fogo……

  3. Sao 400.000.euros.trabalho da Franca de 40 anos.Nao a palavras?!Este Pais nao pode ter perdao,pelo mal que me fez.Trabalho da Franca,para gatunos em Portugal.

    • A ignorância é mesmo triste!…
      Então põe-se a fazer investimentos de risco e a comprar papel comercial e o país é que tem culpa?!
      Para a próxima não seja tão ganancioso e informe-se antes de investir (e de assinar os papeis)!!

  4. E muito bem!!
    Se são gananciosos e ignorantes e não sabem ler o que assinam, que culpa tem o Novo Banco?!
    Compraram papel comercial sem sem se preocuparem em sequer saber o que era (a pensar que iram ficar ricos!) e, como deu para o torto, agora são todos coitadinhos e foram todos enganados!…
    Tá bonito…
    Pelo menos, iam atrás do Salgado e companhia, não dos funcionários do NB que nada tem a ver com o assunto!!

RESPONDER

OE2021 ainda não foi votado, mas já se espera um aumento da despesa em mais de 300 milhões

Entre a entrega da proposta e a votação, o Governo voltou a negociar com os partidos, mostrando abertura para medidas na especialidade que deverão custar pelo menos mais 300 milhões de euros. O Orçamento do Estado …

Portugal é dos 10 países com melhores políticas de integração de migrantes

Portugal está no grupo dos dez países com melhores políticas de integração de migrantes, segundo uma avaliação de 52 estados que destaca o combate à discriminação ou a reunificação familiar como pontos fortes. Segundo o Índice …

Lukashenko classifica grevistas e manifestantes como terroristas. Mais de 600 pessoas foram detidas

O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, comparou com terrorismo a atitude de manifestantes e grevistas que participaram na greve nacional convocada pela oposição e nos protestos de cidadãos para exigir a sua renúncia. "Estamos a começar …

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …

Novo Banco põe à venda carteiras de malparado (e têm nomes de jogadores de râguebi)

Depois de ter cancelado o projeto “Nata 3”, com crédito malparado no valor de 1,2 mil milhões de euros, o Novo Banco prepara agora a venda de carteiras de dimensões mais reduzidas. A revelação foi feita …

"Racismo cultural". Com França e Turquia em rota de colisão, Charlie Hebdo publica caricatura de Erdogan

Numa altura em que França e Turquia estão em rota de colisão, a publicação satírica Charlie Hebdo colocou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan na capa a levantar as vestes de uma mulher. De acordo com …