PSP quer mudar lei contra carteiristas. 4,5 milhões de euros roubados só no primeiro semestre

ayyur / Flickr

Agentes da PSP querem alteração à lei para travar furtos contra turistas. Só em Lisboa e só no primeiro semestre do ano, foram roubados 4,5 milhões de euros.

De acordo com a TSF, nos últimos anos o aumento do turismo em Portugal fez aumentar o número de crimes contra turistas. Até setembro deste ano, a PSP deteve 210 carteiristas, mais 82 do que em 2016 e, entre bens materiais e dinheiro, foram roubados 4,5 milhões de euros nas ruas de Lisboa.

Face ao aumento destes crimes, a PSP criou há seis meses uma equipa especializada contra este tipo de crime. Os agentes diluem-se no meio de Lisboa e, vestidos à paisana de calças de ganga e t-shirt, observam por quem por eles passa à procura de sinais.

A postura, o olhar, a maneira de estar – o turista normal não se encosta às pessoas e não olha para as malas dos outros”, diz o agente Fernandes.

Ruas estreitas e movimentadas, seguir colado aos turistas, usar mapas para dissimular o furto, andar em casal e mudar de roupa várias vezes por dia – estas são as estratégias dos ladrões para tornarem a sua identificação mais complicada.

Os polícias, também eles nas ruas à procura de quem ponha a mão em mochilas e bolsos alheios, seguem os mesmos truques para não serem eles identificados – trocam de par, mudam de roupa mas mantêm-se sempre atentos às ruas movimentadas. “Isto é muito difícil acertar no dia certo e na hora certa”, diz o agente Silva, Subcomissário da Divisão de Investigação.

Há procura destes criminosos, esta unidade da PSP chega a percorrer 16 quilómetros por dia e afirmam conhecer bem os caminhos dos carteiristas porque muitos já foram detidos e presentes a um juiz.

Apesar dos esforços dos polícias, o esforço destes acaba por não superar as limitações da lei e os criminosos acabam por sair em liberdade.

O furto nas ruas é considerado simples pela lei que prevê uma pena máxima de três anos sem prisão preventiva até ao julgamento. Segundo a PSP, os carteiristas ficam em liberdade, apenas sujeitos a medidas de coação menores e rapidamente voltam ao ataque aos turistas desatentos.

“Hoje fazemos uma detenção, amanhã sabemos que ele vai a tribunal e à tarde já está cá fora a fazer outra carteira. Para nós é sempre ingrato porque o tempo que demora uma detenção é bastante e depois chegamos a tribunal e quase não é reconhecido o nosso trabalho”, conta a agente Carvalho.

O agente Silva acrescenta ainda que “o facto de ele ser apanhado hoje em flagrante delito não significa que amanhã esteja acusado desse ilícito para efeitos de registo criminal. Pode demorar alguns anos até isto constar do registo criminal“.

Alterar o Código Penal

A maioria dos carteiristas chega a Portugal proveniente do leste europeu e conhece bem as limitações da lei portuguesa e alguns começam a roubar turistas no primeiro dia em que chegam a Portugal.

“Há vários casos de pessoas que poucas horas depois de chegarem a território nacional são logo detidas em flagrante por estarem a praticar crimes contra turistas, na cidade e no aeroporto”, revela o Subcomissário da Divisão de Investigação Criminal.

Contra estes crimes, os agentes da PSP afirmam ser necessário alterar a Lei para que este tipo de furtos na rua passa a prever penas mais pesadas.

“Eu julgo que será mais pacífico aceitar uma alteração legislativa da conduta em concreto que nos dê mais algum tipo de ferramentas para que, de facto, seja penalizado este comportamento”, acrescentou o agente.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na Malásia, os tubarões estão a ser alvo de uma doença de pele misteriosa

Os biólogos marinhos estão a investigar uma doença misteriosa de pele que está a atacar os tubarões-de-pontas-brancas dos recifes da Malásia. Alguns relatórios sugerem que o aumento da temperatura da água do mar pode ser …

A origem da cratera Darvaza, no Turquemenistão, é um mistério secreto do domínio soviético

No Turquemenistão, mais precisamente no deserto de Karakum, uma cratera cospe fogo há décadas, mas a sua origem é considerada ultrassecreta. Nos áridos 350 mil km² do deserto de Karakum, que cobre cerca de 70% do …

França 1-0 Alemanha | Gauleses cantam de galo em Munique

A França, campeã mundial e vice-campeão europeia em título, venceu hoje a Alemanha por 1-0, em encontro da primeira jornada do Grupo F do Euro2020, disputado na Allianz Arena, em Munique. Um autogolo de Mats Hummels, …

Nunca chegou a vaguear no mar. Ford encontra mensagem centenária em garrafa numa estação de comboios nos EUA

Há muitas mensagens engarrafadas que começam e terminam a sua vida em barcos, na costa ou até mesmo no mar. Recentemente, a Ford Motor Company encontrou uma mensagem numa garrafa na antiga Estação Central de …

Há uma estranha petição a pedir que Jeff Bezos compre a Mona Lisa (e a coma)

Está a circular na Internet uma estranha petição que incentiva Jeff Bezos, fundador da Amazon, a comprar o quadro da Mona Lisa para o comer. A petição online "Queremos que Jeff Bezos compre e coma a …

Depois da reforma de Magawa, há uma nova recruta de ratos gigantes que detetam minas no Camboja

O Camboja recrutou uma nova equipa de ratos farejadores de minas para substituir os já "aposentados", num esforço para impulsionar as operações de desminagem no país. O país, atormentado durante décadas por munições não detonadas, recrutou …

Coca-Cola responde a Ronaldo: "Toda a gente tem direito às suas preferências"

Depois de Cristiano Ronaldo ter afastado duas garrafas de Coca-Cola durante uma conferência de imprensa, a marca respondeu ao jogador, dizendo que "toda a gente tem direito às suas preferências de bebidas". Numa conferência de imprensa …

Mochila voadora elétrica passa no primeiro teste em praia australiana

Qualquer um dava tudo para poder voar. Recentemente, uma startup australiana revelou o vídeo do primeiro voo de teste do seu dispositivo voador pessoal, com uma configuração totalmente elétrica que o torna mais amigo do …

"Lamento profundamente." Ex-diretor da BBC pede desculpas ao Príncipe William pela entrevista com Diana

Tony Hall, ex-diretor geral da BBC, lamentou "profundamente a dor" que a entrevista feita em 1995 a Diana de Gales causou ao príncipe William. O ex-diretor geral da rede BBC Tony Hall expressou, esta terça-feira, …

Fernando Santos: "O jogo esteve muito difícil"

Falta de eficácia durante a primeira parte poderia ter estragado os planos da campeã europeia, no jogo contra a Hungria. Portugal ganhou contra a Hungria por 3-0 mas, até aos 83 minutos, não houve golos em …