Lei de Bases na Saúde. PCP pede “clarificação” sobre recurso a privados

Miguel A. Lopes / Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP defendeu este domingo, nas Caldas da Rainha, que “é fundamental uma clarificação” sobre o recurso aos privados previsto na Lei de Bases da Saúde em discussão na Assembleia da República.

“Há um problema para resolver na sociedade portuguesa, o de saber se o Governo vai cumprir o que a Constituição diz ou vai transformar o direito à saúde num negócio para os privados, para os grandes grupos económicos”, começou por dizer Jerónimo de Sousa, que discursava para cerca de 400 de apoiantes da CDU na Foz do Arelho, em Leiria.

A Lei de Bases da Saúde, que está em discussão na Assembleia da República, e que deverá ser confirmada no próximo dia 19, prevê o recurso a privados sempre que o Estado não consiga responder. “Não estamos a falar da contratualização de uma clínica, de um laboratório para fazer uns exames para acudir a necessidades que o Estado não é capaz de responder, mas de grandes grupos económicos”, alertou o líder comunista, concluindo que “é fundamental essa clarificação”.

Jerónimo de Sousa explicou que fica um “espaço em aberto” após a votação da Lei de Bases da Saúde, no parlamento, que poderá concretizar-se na próxima sexta-feira, 19, lembrando que “é preciso agora legislação para concretizar essa lei de bases”.

“Dá a impressão de que há muitos que dizem que fica assim e depois na próxima legislatura logo se vê”, teme o líder comunista, defendendo que também nesta questão “é preciso avançar e não andar para trás.”

Jerónimo de Sousa relembrou que “foi muito difícil” negociar com o PS a Lei de Bases da Saúde. “O próprio PS considera que devia ser um negócio e nós lutámos até ao fim para que as parcerias público-privadas terminassem e para que a gestão das unidades hospitalares fosse uma gestão pública”, justificou. Mas “com muito esforço, o PS lá admitiu e estão em condições de aprovar essa lei”, disse.

Jerónimo de Sousa discursou ao lado de Heloísa Apolónia, cabeça-de-lista da CDU pelo distrito de Leiria, nas próximas eleições legislativas.

Num distrito onde a CDU não elege qualquer deputado desde os anos 80 do século passado, Jerónimo de Sousa afirmou que a deputada “trocou o certo pelo incerto, ao assumir a condição de que os eleitos da CDU não estão [a candidatar-se] à procura de emprego, mas para servir os interesses dos cidadãos”.

Heloísa Apolónia “levantou o véu ”do programa eleitoral que a CDU vai apresentar no distrito, destacando a despoluição dos rios Lis e Alcoa, a luta contra a exploração de hidrocarbonetos na Batalha e Pombal, um programa e revitalização da floresta para evitar o avanço do eucalipto ou a eletrificação e modernização integral da Linha do Oeste.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …

Há 11 anos que não se consumia tanta eletricidade num só dia. A culpa é do frio

O país está a bater recordes de energia, tanto em termos de pico como de consumo diário. A culpa é da vaga de frio que assolou Portugal neste Inverno. O consumo de eletricidade bateu, na quarta-feira, …

Dymka, a gata que perdeu as patas e recebeu próteses de titânio impressas em 3D

Dymka, uma gata russa, ganhou um novo estímulo na sua vida depois de um grupo de veterinários realizar uma cirurgia para substituir as suas patas por próteses feitas de titânio impressas em 3D. A universidade revelou …

Hélder Amaral: "O meu partido de sempre está a morrer"

Em declarações ao semanário Expresso, o antigo deputado do CDS-PP, Hélder Amaral, diz-se desiludido com o seu partido. O ex-deputado centrista Hélder Amaral, que foi também presidente da distrital de Viseu, não está feliz com o …

EDP antecipa pagamento a mais de mil fornecedores em Portugal e Espanha

A EDP vai antecipar o pagamento a mais de mil fornecedores, uma iniciativa que, à semelhança do que já aconteceu no último ano, irá manter-se para todos os pagamentos a fornecedores ao longo do primeiro …

Há centenas de pessoas em busca de tesouros que não existem na Índia (e a culpa é de um boato)

Moradores de pelo menos três vilas no distrito de Rajgarh, no estado indiano de Madhya Pradesh (MP), passaram a última semana à procura de um tesouro antigo que provavemente não existe. Centenas de aldeões estão a …

João Ferreira diz que Marcelo deixou jovens em situação de "vulnerabilidade" (e elogia lay-off a 100%)

João Ferreira criticou este sábado o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa por deixar os jovens em situação de "vulnerabilidade". O candidato presidencial João Ferreira afirmou, este sábado, que o Presidente da República, Marcelo …