Le Monde publica as escutas que originaram acusação a Sarkozy

UMP / Flickr

Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês

Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês

O diário francês Le Monde publicou este sábado parte das escutas telefónicas ordenadas pela justiça que levaram procuradores a acusarem de corrupção o ex-presidente da França Nicolas Sarkozy.

O jornal divulga uma série de extratos de conversas entre Nicolas Sarkozy e o seu advogado, o também acusado Thierry Herzog, nas quais falam de promover um alto magistrado para o posto que desejava em troca de informações sobre uma decisão judiciária relativa ao ex-chefe de Estado.

Os juízes ordenaram a escuta do telefone habitualmente utilizado pelo ex-presidente, mas também de um outro que adquiriu posteriormente e registado com outro nome, através do qual comunicava com o seu advogado mais abertamente sobre um eventual impulso à carreira do magistrado Gilbert Azibert, também acusado.

Este último, pelo que se deduz das conversas e das informações que se conhecem sobre o caso, informava Sarkozy de decisões sob segredo de justiça em troca de um posto no Mónaco.

“Vou ajudar o juiz”, disse a 05 de fevereiro o ex-presidente ao seu advogado, no telefone que utilizava com um nome falso. Sarkozy adiantou: “Liga-lhe e diz-lhe que vou tratar do caso, porque vou ao Mónaco e estarei com o príncipe”.

Duas semanas depois, Sarkozy disse ao seu advogado que podia telefonar ao magistrado e dizer-lhe que trataria “das questões com o ministro do Estado amanhã ou depois de amanhã”.

Um dia depois, o ex-presidente volta a ligar ao advogado: “Queria dizer-te, para que possas dizer a Gilbert Azibert, que tenho um encontro ao meio-dia com Michel Roger, o ministro do Estado do Mónaco”.

O “Le Monde” indica que o ministro do Estado do Mónaco confirmou aos procuradores que Sarkozy lhe ligou a 25 de fevereiro, mas que não referiu o nome do magistrado.

Nicolas Sarkozy, de 59 anos, foi acusado de corrupção ativa, tráfico de influências e violação do segredo profissional no designado “caso das escutas” e, em caso de condenação, o antigo presidente de França enfrenta uma pena de até 10 anos de prisão.

O advogado Thierry Herzog e o juiz Gilbert Azibert foram ambos acusados de tráfico de influências.

O antigo Presidente francês nega ter cometido qualquer irregularidade e os seus aliados à direita denunciam o caso como uma caça às bruxas visando destruir as possibilidades de Sarkozy de um retorno político.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …