Laranja do Algarve pode estar ameaçada a curto prazo

Os produtores de laranja do Algarve queixam-se de falta de vontade política do Governo para combater as ameaças que “podem destruir o setor” na região, afirmou à Lusa a Associação de Operadores de Citrinos – AlgarOrange.

“Se não se fizer algo urgentemente, quando se acordar já vai ser tarde”, alertou a técnica agrónoma Bertina Alexandra, da AlgarOrange, num setor que, segundo dados da Direção Regional de Agricultura (DRAP) do Algarve, em 2019 produziu 356 mil toneladas, que se traduzem em cerca 145 milhões de euros.

Para a associação, a “constante ameaça de falta de água” é uma das maiores preocupações dos produtores, à qual se somam duas pragas: a mosca da fruta, “responsável por enormes prejuízos” e o ‘greening’, doença que “ainda não foi detetada no território europeu”, mas que “pode significar a ruína de todo o setor da citricultura”.

Na problemática da água, a especialista alertou que “se não chover até ao final do ano” as reservas das barragens “duram muito pouco tempo” e que em caso de escassez grave “as pessoas têm prioridade”.

Como solução, a associação propõe a bombagem de água do Guadiana para as barragens do Sotavento, uma obra que “se faz em pouco tempo”, comparando com os “cinco, seis anos” da construção de uma barragem e que “pode ser demasiado, tendo em conta a situação atual de seca”.

Quanto às doenças, Bertina Alexandra considerou essencial “a georreferenciação dos diversos pomares” de citrinos, para que se conheça a sua localização e poder ser feita uma “monitorização global, como acontece em Espanha”, com a informação a “circular livremente”.

“Quando um agricultor deteta uma praga, os restantes sabem que se atingiu o nível crítico e que têm de fazer o tratamento”, exemplificou.

A engenheira agrónoma revelou que “já foi proposto” um plano estratégico de luta contra a mosca e do cadastro dos pomares de citrinos, mas “não há vontade política” e que se continua a trabalhar “com 15 anos de atraso em relação ao que já se faz em Espanha”.

“O problema não tem a ver com a DRAP-Algarve, cujo diretor regional tem feito aquilo que está o seu alcance, não há vontade política acima”, afirmou.

Quanto ao ‘greening’, Bertina Alexandra considerou essencial a libertação de insetos auxiliares que “previnam o aparecimento” dos insetos transmissores da doença, mas queixou-se que “o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) não autorizou mais largadas”, ação que “poderia evitar a chegada da doença ao Algarve”.

À Lusa, o diretor regional de agricultura do Algarve revelou que já foi autorizado pelo ICNF o programa de luta biológica contra a ‘Trioza erytreae’, transmissor do ‘greening’, estando a ser preparadas mais largadas “a curto prazo” em “três ou quatro locais” onde o inseto já foi detetado, para servir de “tampão” a um possível avanço da doença para o Algarve.

Quanto ao plano de registo de pomares, Pedro Valadas Monteiro adiantou que a DRAP-Algarve “preparou um plano de luta integrada” cuja candidatura, no valor de “um milhão de euros”, vai ser apresentada ao Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e Ação Climática, mas “há um conjunto de iniciativas” que poderão avançar paralelamente, nomeadamente o “cadastro e cartografia dos pomares”.

// Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Aprendam com os israelitas, que aproveitam as aguas residuais a dezenas de anos. Esse aproveitamento seria benéfico em dois sentidos, levaria a poupança de água e evitaria as descargas de etar’s em pleno verão contaminando as praias.

    • Essa é uma boa ideia para além de várias outras como, por exemplo, canais de norte para sul para em tempos de inundações recuperarem essas águas em barragens a sul do Tejo; vai vir aí muito dinheiro que será certamente uma vez mais mal distribuído e utilizado e as grandes necessidades do país cairão uma vez mais em saco-roto.

  2. Secas? Que surpresa! Faz ANOS que digo que seria necessário um plantio a nível florestal para tornar as áreas mais secas do país em áreas mais produtivas e hidratadas.
    A mania de queimar tudo vai tornar o país TODO num verdadeiro deserto.

  3. Essa é uma boa ideia para além de várias outras como, por exemplo, canais de norte para sul para em tempos de inundações recuperarem essas águas em barragens a sul do Tejo; vai vir aí muito dinheiro que será certamente uma vez mais mal distribuído e utilizado e as grandes necessidades do país cairão uma vez mais em saco-roto.

  4. Não podemos contar com as sobras dos rios internacionais. Sabemos. muito bem como, nuestros hermanos são ávidos dela. Mas continua a haver muita água para a manutenção dos campos de golf! A água consumida por cada um deles dava para abastecer uma pequena cidade!!! São opcões!! Ou se dá uma tacada numa laranja ou numa bola!! A única solução viável é ir buscá-la ao mar que até não está longe! Mas fica muito cara para regar jardins, campos de golf, para lavar carros e ruas à mangueirada e tomar banho de chuveiro sempre aberto . O aproveitamento de águas pluviais nem no Alentejo se faz. Os telhados dos montes dariam para encher umas pequenas charcas muito úteis para os períodos de seca! Há comportamentos que tem que mudar urgentemente!

RESPONDER

Ventura concorre pelo Chega à Assembleia Municipal de Moura

André Ventura é o candidato do partido à Assembleia Municipal de Moura nas próximas eleições autárquicas, anunciou o próprio esta quinta-feira. O presidente do Chega, André Ventura, disse esta quinta-feira que vai ser o cabeça-de-lista do …

Texas vai permitir porte de armas em público sem ser necessária qualquer licença

O governador republicano do Texas assinou uma lei que permite o porte de armas em público, sem respetiva licença, a última de uma série de medidas que expandem este tipo de direitos nos estados conservadores …

Para já, Ivo Rosa escapa de um inquérito disciplinar do Conselho Superior da Magistratura

O Conselho Superior da Magistratura não vai abrir inquérito disciplinar a Ivo Rosa, pelo menos, para já. O órgão de gestão dos juízes concluiu que não há suspeitas de violação de caso julgado na decisão …

Mario Gómez: "O futebol é como a roupa, é de modas"

Comentário do antigo internacional alemão sobre as funções do ponta-de-lança atual. Mario não tem saudades dos relvados. Mario Gómez García, o homem que veio de Riedlingen, na República Federal da Alemanha, para marcar muitos golos. Figura …

A um mês dos Jogos Olímpicos, Tóquio pondera levantar estado de emergência

Os Jogos Olímpicos, que foram adiados no ano passado devido à pandemia, vão começar no dia 23 de julho. O Governo japonês está a ponderar levantar o estado de emergência em Tóquio. Tóquio está em estado …

Militares birmaneses acusados de incendiar uma aldeia

Uma aldeia foi destruída pelo Exército birmanês depois de confrontos entre militares e opositores da junta ditatorial. Dois idosos, que não conseguiram fugir, acabaram por morrer queimados. A aldeia de Kin Ma, na região de Magway, …

Ucrânia 2-1 Macedónia N. | “Synio-zhovti” relançam aspirações

A Ucrânia conquistou esta quinta-feira a sua segunda vitória em Europeus, depois de seis derrotas consecutivas, ao bater a estreante Macedónia do Norte por 2-1, em encontro disputado em Bucareste, com arbitragem pelo argentino Fernando …

Mais 1.233 casos de covid-19 em Portugal. Morreram duas pessoas

Esta quinta-feira, Portugal registou 1.233 novos casos e duas mortes na sequência da infeção por covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 1.233 casos e …

Proibida circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana

A situação epidemiológica em Portugal é agora "mais preocupante", pelo que "dificilmente" o país deverá desconfinar na próxima semana como estava previsto, anunciou esta quinta-feira a ministra Mariana Vieira da Silva. A ministra da Presidência, Mariana …

Lisboa alarga horários de vacinação para atingir as 65 mil pessoas por semana

Já a partir da próxima segunda-feira, os centros de vacinação em Lisboa vão ter horário acrescido. O objetivo é aumentar o número de doses de vacinas administradas por semana para cerca de 65 mil. A partir …