China desvenda mais um mistério do lado oculto da Lua

O lado oculto da Lua está a ser explorado pela agência espacial chinesa com a missão Chang’e 4 desde janeiro deste ano, composta por uma sonda estacionária e um rover exploratório.

Depois de cultivar brotos de algodão por lá, que morreram pouco depois, a missão agora descobriu que as noites lunares naquele hemisfério são ainda mais frias do que se imaginava.

Uma noite lunar dura cerca de duas semanas terrestres, e dados das missões Apollo, da NASA, apontavam que a temperatura da superfície iluminada da Lua poderia atingir os 127ºC durante o dia, caindo para -173ºC à noite.

A Chang’e 4 registou temperaturas de -190ºC na longa noite do lado oculto da Lua. Foi por causa dessas temperaturas tão extremas que os brotos de algodão que a China cultivou no lado afastado da Lua, mesmo estando num recipiente fechado e em ambiente controlado, acabaram morrendo na sua primeira noite lunar.

O diretor executivo da missão, Zhang He, acredita que a diferença nas temperaturas noturnas entre o lado que vemos da Lua e o seu lado mais afastado pode estar relacionada a “provavelmente uma diferença na composição do solo lunar entre seus dois lados”.

Contudo, “ainda precisamos de uma análise mais cuidadosa” antes de fazer tal afirmação. Caso essa suposição se prove correta, é possível que algo na “sujidade” lunar esteja a fazer com que o solo retenha menos calor durante a noite do que os locais de pouso das naves do programa Apollo.

Essa é a primeira vez na história da exploração espacial em que a humanidade pousa uma nave no lado oculto da Lua, que até então somente havia sido estudado com voos orbitais e sondas que ficam na órbita da Lua. Todo e qualquer dado científico obtido pela missão chinesa é singular e valioso para entender ainda melhor o satélite natural que brilha no céu noturno da Terra.

ZAP // Canal Tech

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Quando até os chineses reconhecem que os EUA estiveram na lua com o programa apollo, é engraçado ver os defensores das teorias da conspiração afirmar que os americanos nunca foram à lua lol
    São a comédia global!

    • O problema é que a qualquer foto, vídeo ou registro original da suposta viagem à Lua foi pelos americanos. E eles atualmente não conseguem voltar à Lua.

      • Tens razão Ernesto, querem-nos atirar areia aos olhos a dizer que foram aqui e acolá, os americanos e chineses filmaram estas cenas no deserto uns de dia e outros de noite para nos fazerem acreditar que estiveram na Lua. Há uns tempos andam com a mania que é a terra que gira à volta do sol o que não é verdade pois quando não chove bem vemos o sol a nascer de um lado e andar até se esconder do outro lado. Ernesto não desanimes a verdade há-de vir ao de cima e nesse dia vais ser eleito membro da Academia de Ciências e haverá um “mea culpa” por não se terem acreditado em ti.

Responder a Eu! Cancelar resposta

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …