Numa Kherson dominada por russos, vários ucranianos saem à rua em protesto

(cv) Twitter

Protestos civis em Kherson.

Centenas de civis ucranianos saíram este sábado às ruas em Kherson, cidade que está sob domínio russo. “Kherson é Ucrânia!”, cantam os manifestantes.

A narrativa do Kremlin sugere que Kherson é uma cidade cujo povo está disposto a fazer parte da Rússia. Esta sexta-feira falava-se da tentativa de transportar civis para fora da cidade, para entrarem cidadãos russos.

No entanto, este sábado, vários ucranianos saíram às ruas da cidade que está sob domínio russo e manifestaram-se perante as tropas invasoras. Em vídeos partilhados no Twitter pela Euromaidan Press e pela NEXTA, é possível ver vários civis ucranianos, desarmados, a protestarem nas ruas.

A manifestação pacífica começou na Praça da Liberdade, no centro da cidade de Kherson, perto do edifício da administração regional tomada por invasores russos.

Segundo o portal Ukrinform, a praça está completamente cheia de habitantes locais com bandeiras ucranianas e a cantarem “Kherson é Ucrânia!”.

À medida que os manifestantes tomavam as ruas, alguns soldados armados terão disparado para o ar de forma a dispersar a multidão.

Kherson, com cerca de 290 mil habitantes, é o maior centro urbano capturado pelas forças russas desde que a invasão começou, a 24 de fevereiro.

A cidade de está cercada por tropas russas que tentam avançar em direção a Mykolaiv, no sul da Ucrânia, mas recebem forte resistência, segundo a NEXTA.

Este sábado, as forças ucranianas recuperaram o controlo do aeroporto militar de Kulbakino, em Mykolaiv, e repeliram a ofensiva russa contra a cidade, divulgou hoje o governador daquela região, Vitaly Kim.

“O aeroporto de Kulbakino foi retomado. Não há mais orcs [referência aos russos]”, destacou, numa publicação através da rede social Telegram. A mesma fonte alertou que as forças russas “vão executar uma contraofensiva no aeroporto”.

O governador daquela região no sul da Ucrânia, junto ao mar negro, assegurou ainda que as forças ucranianas repeliram o ataque dos militares russos à cidade”.

“Derrotámo-los na cidade”, realçou, explicando que os combates continuam a decorrer na periferia.

As forças russas tinham lançado anteriormente uma ofensiva contra a cidade de Mykolaiv, entre Kherson e Odessa.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.