Kento, o atleta insatisfeito mesmo quando foi campeão mundial

Kento Momota até agradece o facto de os Jogos Olímpicos terem sido adiados: um acidente de carro marcou o ano 2020 do líder do badminton mundial.

O Japão tem uma nova estrela no desporto: Kento Momota, dominador do badminton mundial nos últimos tempos – mas que, mesmo assim, nunca está satisfeito com aquilo que demonstra nos jogos.

2019 foi um ano incrível para o atleta: venceu 11 torneios ao longo do ano e voltou a ser campeão do mundo, tal como tinha sido no ano anterior. No entanto, diz o próprio: “Enquanto competi em 2019, em nenhum momento estive satisfeito com o meu desempenho. Nem uma única vez. Tudo que via eram pontos que podia melhorar”.

“Sempre senti que precisava de trabalhar mais o meu jogo ofensivo, é nisso que estou focado agora. É algo no qual estou a trabalhar muito, durante os treinos”, contou o japonês, em entrevista ao canal oficial dos Jogos Olímpicos.

O atleta falou também sobre o pensamento que separa os vencedores dos vencidos: “Desde o primeiro momento, o primeiro passo que tive de tomar, que sabia que não iria ser fácil. Haverá dias em que vai parecer que são anos na estrada. Mas, em períodos como esse, preciso de encontrar forças para ultrapassar essas fases. Porque eu sei que é esse tipo de mentalidade que vai separar os vencedores dos vencidos nos Jogos Olímpicos”.

“Todos os dias contam. Estou grato a todos aqueles que me têm ajudado ao longo deste caminho e espero poder chegar ao que quero”, continuou Kento Momota, que já tem o título asiático e mundial, mas ainda não participou nos Jogos Olímpicos.

O japonês está a preparar-se para a sua estreia olímpica (precisamente no Japão) e até agradece o facto de a prova ter sido adiada para este ano: em janeiro de 2020, Kento envolveu-se num acidente de carro, a caminho do aeroporto na Malásia, poucas horas depois de ter vencido o Masters em Kuala Lumpur. O motorista do carro morreu. Kento passou vários meses a recuperar de uma operação.

Por isso, o adiamento dos Jogos Olímpicos foi positivo para ele, que está a tentar chegar a Tóquio no pico de forma. Um ano depois, iria voltar à competição neste mês mas apresentou um teste covid-19 positivo e já não participou num torneio na Tailândia.

Um ano sem competir faz diferença mas não cria desmotivação: “Tenho sentido falta de desafios de vez em quando, por não haver competições, mas isso não me fez deixar de querer treinar. Em nenhum momento me senti desmotivado. Na verdade, eu divirto-me ao tentar melhorar o meu desempenho”.

“No fim de contas, tudo se resume ao quanto eu consigo puxar por mim próprio. O foco não é o tempo que tenho, mas sim como aproveito cada dia até aos Jogos Olímpicos”, finalizou o número um do badminton.

Nuno Teixeira Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …