Katerina morreu de anorexia e a mãe atirou-a ao mar numa mala

O mistério em torno da mulher que foi encontrada morta no interior de uma mala, a vogar no mar, perto de um porto italiano, foi desfeito. A mulher morreu de fome, por sofrer de anorexia, e foi a mãe que colocou o seu corpo na mala com o desgosto.

A misteriosa mala foi encontrada por pescadores perto do porto italiano de Rimini, no passado dia 25 de Março. No seu interior, estava o corpo nu de uma jovem, envolto num saco de plástico preto e “severamente mal nutrido”, conforme reportou a comunicação social de Itália.

A mulher da mala foi identificada como Katerina Laktionova, uma jovem russa de 27 anos que sofria de anorexia, e que pesaria apenas 35 quilos quando morreu – ela teria cerca de 1,70 metros de altura.

Após as especulações que surgiram inicialmente, descobriu-se agora, que o cadáver foi colocado na mala pela mãe da jovem, depois de esta ter morrido de fome, devido ao transtorno alimentar de que sofria.

Mãe diz que “perdeu a cabeça”

Terá sido um amigo da família a obter a confissão da mãe da jovem, conforme reporta o jornal italiano Corriere Romagna, notando que a mulher de 48 anos contou que atirou o corpo da filha ao mar depois de o ter mantido em casa durante cerca de uma semana.

Ela terá dito aos advogados que “perdeu a cabeça” e que o seu mundo “se desmoronou”, com o desgosto, depois da morte da filha, conforme refere a agência noticiosa ANSA.

A mulher de origem russa que trabalhava como enfermeira em Itália, voltou ao seu país antes de o corpo da filha ter sido encontrado.

Katerina queria “o corpo perfeito” para ser modelo

O pai da jovem, um electricista de 46 anos, refere que a filha já sofria de anorexia antes de ter ido para Itália com a mãe, há dois anos, conforme cita o jornal britânico The Daily Mail. Ele garante, contudo, que a jovem estava “em grande forma” quando deixou a Rússia.

O meio-irmão, Vlad Laktionov, conta ao site italiano IlRestodelCarlino.it que “Katerina queria ser modelo” e que “sonhava com um corpo perfeito”. “Comia muito pouco, quase nada”, diz ainda Vlad que partilha o mesmo pai com a jovem falecida.

Katerina Laktionova terá sido hospitalizada por mais do que uma vez por causa da anorexia, a última das quais em 2015.

Em Fevereiro deste ano, a jovem terá pedido uma autorização de residência, em Itália, alegando que pretendia continuar o tratamento. “Estou doente, deixem-me ficar aqui para que possa tratar-me”, terá alegado às autoridades segundo refere a ANSA.

Ela acabou por conseguir a autorização de permanência “por razões humanitárias e de saúde”, mas não conseguiu ultrapassar a doença que lhe tirou a vida.

As autoridades italianas continuam a investigar o caso.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …