Katerina morreu de anorexia e a mãe atirou-a ao mar numa mala

O mistério em torno da mulher que foi encontrada morta no interior de uma mala, a vogar no mar, perto de um porto italiano, foi desfeito. A mulher morreu de fome, por sofrer de anorexia, e foi a mãe que colocou o seu corpo na mala com o desgosto.

A misteriosa mala foi encontrada por pescadores perto do porto italiano de Rimini, no passado dia 25 de Março. No seu interior, estava o corpo nu de uma jovem, envolto num saco de plástico preto e “severamente mal nutrido”, conforme reportou a comunicação social de Itália.

A mulher da mala foi identificada como Katerina Laktionova, uma jovem russa de 27 anos que sofria de anorexia, e que pesaria apenas 35 quilos quando morreu – ela teria cerca de 1,70 metros de altura.

Após as especulações que surgiram inicialmente, descobriu-se agora, que o cadáver foi colocado na mala pela mãe da jovem, depois de esta ter morrido de fome, devido ao transtorno alimentar de que sofria.

Mãe diz que “perdeu a cabeça”

Terá sido um amigo da família a obter a confissão da mãe da jovem, conforme reporta o jornal italiano Corriere Romagna, notando que a mulher de 48 anos contou que atirou o corpo da filha ao mar depois de o ter mantido em casa durante cerca de uma semana.

Ela terá dito aos advogados que “perdeu a cabeça” e que o seu mundo “se desmoronou”, com o desgosto, depois da morte da filha, conforme refere a agência noticiosa ANSA.

A mulher de origem russa que trabalhava como enfermeira em Itália, voltou ao seu país antes de o corpo da filha ter sido encontrado.

Katerina queria “o corpo perfeito” para ser modelo

O pai da jovem, um electricista de 46 anos, refere que a filha já sofria de anorexia antes de ter ido para Itália com a mãe, há dois anos, conforme cita o jornal britânico The Daily Mail. Ele garante, contudo, que a jovem estava “em grande forma” quando deixou a Rússia.

O meio-irmão, Vlad Laktionov, conta ao site italiano IlRestodelCarlino.it que “Katerina queria ser modelo” e que “sonhava com um corpo perfeito”. “Comia muito pouco, quase nada”, diz ainda Vlad que partilha o mesmo pai com a jovem falecida.

Katerina Laktionova terá sido hospitalizada por mais do que uma vez por causa da anorexia, a última das quais em 2015.

Em Fevereiro deste ano, a jovem terá pedido uma autorização de residência, em Itália, alegando que pretendia continuar o tratamento. “Estou doente, deixem-me ficar aqui para que possa tratar-me”, terá alegado às autoridades segundo refere a ANSA.

Ela acabou por conseguir a autorização de permanência “por razões humanitárias e de saúde”, mas não conseguiu ultrapassar a doença que lhe tirou a vida.

As autoridades italianas continuam a investigar o caso.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Texto final do acordo da Cimeira do Clima aprovado pelos 195 países participantes

Os líderes mundiais presentes comemoraram este sábado a aprovação do texto final da COP21 - Conferência Mundial do Clima, sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa. Após 13 dias de debates, os representantes …

Texto final do acordo da Cimeira do Clima aprovado pelos 195 países participantes

Os líderes mundiais presentes comemoraram este sábado a aprovação do texto final da COP21 - Conferência Mundial do Clima, sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa. Após 13 dias de debates, os representantes …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagem: Livre caiu para metade, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …