“Ataque contra a imprensa livre.” Justiça brasileira acusa jornalista Glenn Greenwald de cometer cibercrimes

gageskidmore / Flickr

Glenn Greenwald

O Ministério Público Federal acusou o jornalista Glenn Greenwald por “auxiliar, orientar e incentivar” um grupo de hackers que acedeu aos telemóveis do ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e dos procuradores da operação Lava Jato.

O Ministério Público Federal informou, em comunicado, que o jornalista Glenn Greenwald, cofundador do portal The Intercept Brasil, foi denunciado juntamente com outras seis pessoas por crimes vinculados à “invasão de telemóveis de autoridades brasileiras”, num caso que veio à tona em meados de 2019.

Segundo o Público, os acusados são suspeitos ainda de integrarem uma organização criminosa, de prática de branqueamento de capitais e de interseções telefónicas. “O jornalista Glenn Greenwald também foi denunciado, embora não investigado nem indiciado. Para o MPF, ficou comprovado que ele auxiliou, incentivou e orientou o grupo durante o período das invasões.”

As mensagens publicadas pelo The Intercept Brasil, que puseram em causa o distanciamento e imparcialidade de Sergio Moro, sugeriam que o juiz interferiu no curso das investigações.

De acordo com o The New York Times, Greenwald é acusado de fazer parte de uma “organização criminosa” que invadiu os telemóveis de vários procuradores e outras autoridades públicas no ano passado.

O jornalista norte-americano já reagiu no Twitter, dizendo que as acusações são “uma tentativa óbvia de atacar a imprensa livre em retaliação pelas revelações que foram divulgadas sobre Moro e o Governo Bolsonaro”.

Não seremos intimidados por estas tentativas tiranas de silenciar jornalistas. Estou a trabalhar agora em novas histórias e relatórios e continuarei a fazer o meu trabalho jornalístico. Muitos brasileiros sacrificaram a sua liberdade e até a sua vida pela democracia brasileira e sinto a obrigação de continuar esse trabalho”, acrescenta.

Na mesma rede social, Greenwald publicou um vídeo acusa vários membros do governo de Jair Bolsonaro, e o próprio Presidente, de “não acreditarem numa imprensa livre” ou na democracia, e de defenderem a ditadura militar. Sobre Moro, o jornalista diz que este está a abusar do seu poder para “castigar os inimigos políticos do Governo”.

Além disso, adianta que a polícia investigou há vários meses as fontes do trabalho do The Intercept Brasil e concluiu que os jornalistas não cometeram nenhum tipo de crime e que a investigação é legítima.

Contudo, na denúncia, os procuradores afirmam que o The Intercept Brasil fez mais do que apenas receber mensagens hackeadas e supervisionar a publicação das informações. Greenwald desempenhou um “papel claro na facilitação da prática de um crime”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Análise de conversar gravadas funciona para todos os lados. Foi descoberta uma gravação do referido Greenwald conversando com, e orientando os “Hackers”, mas acho que o Greenwald deve achar que essas gravações devam ser desconsideradas, só as que ele ajudou a fazer que devem ser levadas em conta. A reportagem deveria mencionar estas gravações. Greenwald só foi denunciado e não indiciado, porque o ministro do Supremo brasileiro o Sr Gilmar Mendes, de claro viés de esquerda e contrário ao governo e as prisões da lava jato, deu carta branca a esta pessoa, proibindo investigação sobre o mesmo. As gravações foram encontradas durante investigação de um dos Hackers.

RESPONDER

Utilizadores do Google no Reino Unido vão perder o direito à proteção de dados da UE

Com a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), a Google decidiu que vai colocar as contas dos utilizadores britânicos do motor de busca sob jurisdição dos Estados Unidos (EUA). Segundo avançou a Reuters, citada …

Benfica e FC Porto interessados em lateral do Tondela

Benfica e FC Porto estão interessados na contratação de Fahd Moufi, lateral direito do Tondela. O jogador está em fim de contrato e poderá sair a custo zero. Tanto SL Benfica como FC Porto estão de …

Imperatriz Masako ainda sofre de stress causado pelas funções reais, diz imperador japonês

O imperador japonês Naruhito afirmou que a esposa, a imperatriz Masako, ainda tem "altos e baixos" na sua recuperação de uma doença induzida pelo stress relacionado com os seus deveres reais. Segundo noticiou a AFP, a …

Covid-19: OMS alerta que o mundo tem de se preparar para "eventual pandemia"

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) avisou hoje que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia …

Harvey Weinstein considerado culpado de violação e agressão sexual

O ex-produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein foi, esta segunda-feira, condenado por crimes de violação e agressão sexual. Enfrenta uma pena que pode ascender aos 25 anos de prisão. Depois de quase um mês de julgamento, …

Mad Mike morre a tentar provar que a Terra é plana

Michael Hughes - ou "Mad Mike" - um norte-americano de 64 anos, morreu este sábado durante uma tentativa de demonstrar que a Terra é plana. "Mad Mike", conhecido em todo o mundo por ser um acérrimo …

Jesualdo Ferreira tem dois jogos para evitar despedimento do Santos

A permanência de Jesualdo Ferreira está por um fio no Santos. O treinador português tem dois jogos para dar a volta aos resultados instáveis do clube. A vida de Jesualdo Ferreira no Santos está longe de …

Assange arrisca até 175 anos de prisão se for extraditado para os EUA

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, começa a ser julgado na segunda-feira, em Londres, podendo ser extraditado para os Estados Unidos, onde é acusado de espionagem e arrisca uma pena de até 175 anos de …

Banco de Portugal aperta cerco à gestão da banca nos grandes devedores

O Banco de Portugal (BdP) enviou uma carta circular às administrações das instituições financeiras em que pede que definam as regras internas sobre quais os clientes que consideram de risco elevado. O Banco de Portugal …

Há um novo caso suspeito de coronavírus em Portugal

A Direção-Geral de Saúde confirmou, esta segunda-feira, a existência de um novo caso suspeito de coronavírus em Portugal. Este trata-se do 14.º caso suspeito no país, com os outros 13 a terem dado negativo. O paciente …