Justiça brasileira autoriza psicólogos a tratarem homossexuais como doentes

Aidan Crawley / EPA

Um juiz federal do Distrito Federal determinou que os psicólogos podem atender eventuais pacientes que procurem terapia para reorientação sexual.

A decisão do juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, com caráter liminar, atendeu a uma ação de três psicólogos que pediam a suspensão de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que estabelece como os profissionais desta área devem atuar perante casos que envolvam a orientação sexual de pacientes.

Em março de 1999, a Resolução nº 1 do CFP proibiu os psicólogos de exercerem qualquer tipo de tratamento contra homossexuais, bem como de colaborarem com eventos ou serviços que proponham o tratamento e a cura da homossexualidade.

Esta proibição baseou-se no entendimento da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que a homossexualidade não é uma doença, um distúrbio, nem uma perversão.

Por isso, na avaliação deste Conselho, a forma como cada um vive a sua sexualidade faz parte da identidade de cada indivíduo, cabendo aos profissionais de psicologia única e exclusivamente contribuir para a superação do preconceito e discriminação.

Porém, na perspetiva dos autores desta ação, a iniciativa do CFP impede os psicólogos não só de atender eventuais pacientes que procurem ajuda para tentar reverter sentimentos ou comportamentos que lhes provoquem desconforto ou transtorno, como também de desenvolver estudos científicos sobre a possível reversibilidade das práticas homoeróticas, restringido a liberdade de investigação dos profissionais.

A partir das informações fornecidas por ambas as partes, o juiz acatou parcialmente o pedido dos críticos desta resolução. Sem suspender os efeitos gerais da regulamentação do Conselho, o magistrado determinou que deve ser facultado aos profissionais interessados a possibilidade de investigar o tema ou atender os pacientes que os procurem para a chamada “reorientação sexual”.

Na sua decisão, o juiz afirma que a resolução do CFP não é inconstitucional, embora possa, “se mal interpretada”, levar a equívocos, como a proibição à realização de estudos ou mesmo ao atendimento relacionado à orientação ou reorientação sexual.

Para o magistrado, em conformidade com o princípio constitucional que garante a liberdade científica, deve ser claro que os psicológicos estão aptos a estudar ou atender quem, voluntariamente, procurar orientação psicológica acerca de sua sexualidade.

“Resta evidenciada, pela interpretação da Resolução nº 1 do CFP, no sentido de proibir o aprofundamento dos estudos científicos relacionados à (re)orientação sexual, afetando, assim, a liberdade científica do país e, consequentemente, o seu património cultural, na medida em que impede e inviabiliza a investigação da sexualidade humana”, conclui.

Segundo o juiz, o impedimento afeta sobretudo os “eventuais interessados nesse tipo de assistência psicológica”.

O Conselho Federal de Psicologia já anunciou que vai recorrer da decisão e a onda de críticas não tardou a chegar às redes sociais, nas quais já foi partilhada a hashtag #HomofobiaÉDoenca e onde se agendam já várias manifestações.

ZAP // Ciberia

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. tendo em conta que cerca de 50 por cento das pessoas que vao para psicologia,tem algum distúrbio e pensa que se aprender a tratar os outros,consegue resolver o seu problema,provavel que os gays ate os ajudem 😉

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …