Justiça alemã obriga fotógrafo a apagar fotos íntimas da ex-namorada

A mais alta instância da Justiça alemã, o Tribunal Constitucional Federal, determinou que uma pessoa tem o direito de forçar os seus ex-parceiros a apagar fotos íntimas.

O tribunal federal confirmou a decisão de um tribunal de Koblenz sobre o caso de um homem que tinha tirado várias fotografias íntimas de uma mulher durante o relacionamento entre os dois.

De acordo com o veredicto, publicado no início desta semana, as fotos mostravam a mulher nua, tanto “durante como após relação sexual”. A mulher tinha também tirado algumas das fotos e tinha-as enviado ao homem, um fotógrafo profissional.

O tribunal decidiu que o fotógrafo não tem o direito de as manter – mesmo que a mulher tenha consentido, e mesmo que as imagens tenham indiscutivelmente sido feitas para uso particular e não para publicação ou divulgação.

“O consentimento da requerente para a criação das fotos em questão não a impede de retirar esse consentimento no futuro”, afirma o veredicto.

A profissão do homem também não lhe dá o direito de manter as fotografias, já que elas foram tiradas num contexto pessoal.

O tribunal afirmou que apagar as imagens não afecta a liberdade artística do fotógrafo, nem a liberdade de exercer a profissão.

“A liberdade artística não é garantida sem limites”, acrescentou.

Os advogados da requerente saudaram a decisão como sendo uma jurisprudência útil para uma situação que é cada vez mais comum.

“Agora o Tribunal Constitucional Federal criou algo como uma regra comum”, diz à Deutsche Welle o advogado Christian Solmecke, que lidou com uma série de casos de direitos de privacidade.

“Se a pessoa está num relacionamento e tira fotos íntimas, o que aparentemente muitas fazem, especialmente as mais jovens, o consentimento pode ser dado, mas também pode ser retirado no momento em que o relacionamento acabar”, explica Solmecke.

Segundo o advogado, o veredicto oferece uma segurança jurídica para quem concorda em tirar fotos íntimas durante um relacionamento.

Mas Solmecke argumenta que a decisão também é significativa para casos mais graves, como as chamadas vinganças pornográficas, que também se tornaram mais comuns.

Solmecke acredita que este era o principal objectivo do tribunal: deixar claro que a simples existência das imagens representa uma ameaça aos direitos pessoais dos cidadãos.

A partir de agora, casos de vingança pornográfica não são considerados delitos triviais na justiça alemã. Publicar imagens íntimas sem consentimento pode resultar em até dois anos de prisão.

“Isto é uma grande ajuda às vítimas de vingança pornográfica“, diz Solmecke.

ZAP / DW

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …