Justiça alemã obriga fotógrafo a apagar fotos íntimas da ex-namorada

A mais alta instância da Justiça alemã, o Tribunal Constitucional Federal, determinou que uma pessoa tem o direito de forçar os seus ex-parceiros a apagar fotos íntimas.

O tribunal federal confirmou a decisão de um tribunal de Koblenz sobre o caso de um homem que tinha tirado várias fotografias íntimas de uma mulher durante o relacionamento entre os dois.

De acordo com o veredicto, publicado no início desta semana, as fotos mostravam a mulher nua, tanto “durante como após relação sexual”. A mulher tinha também tirado algumas das fotos e tinha-as enviado ao homem, um fotógrafo profissional.

O tribunal decidiu que o fotógrafo não tem o direito de as manter – mesmo que a mulher tenha consentido, e mesmo que as imagens tenham indiscutivelmente sido feitas para uso particular e não para publicação ou divulgação.

“O consentimento da requerente para a criação das fotos em questão não a impede de retirar esse consentimento no futuro”, afirma o veredicto.

A profissão do homem também não lhe dá o direito de manter as fotografias, já que elas foram tiradas num contexto pessoal.

O tribunal afirmou que apagar as imagens não afecta a liberdade artística do fotógrafo, nem a liberdade de exercer a profissão.

“A liberdade artística não é garantida sem limites”, acrescentou.

Os advogados da requerente saudaram a decisão como sendo uma jurisprudência útil para uma situação que é cada vez mais comum.

“Agora o Tribunal Constitucional Federal criou algo como uma regra comum”, diz à Deutsche Welle o advogado Christian Solmecke, que lidou com uma série de casos de direitos de privacidade.

“Se a pessoa está num relacionamento e tira fotos íntimas, o que aparentemente muitas fazem, especialmente as mais jovens, o consentimento pode ser dado, mas também pode ser retirado no momento em que o relacionamento acabar”, explica Solmecke.

Segundo o advogado, o veredicto oferece uma segurança jurídica para quem concorda em tirar fotos íntimas durante um relacionamento.

Mas Solmecke argumenta que a decisão também é significativa para casos mais graves, como as chamadas vinganças pornográficas, que também se tornaram mais comuns.

Solmecke acredita que este era o principal objectivo do tribunal: deixar claro que a simples existência das imagens representa uma ameaça aos direitos pessoais dos cidadãos.

A partir de agora, casos de vingança pornográfica não são considerados delitos triviais na justiça alemã. Publicar imagens íntimas sem consentimento pode resultar em até dois anos de prisão.

“Isto é uma grande ajuda às vítimas de vingança pornográfica“, diz Solmecke.

ZAP / DW

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Conceição queixou-se das condições, mas a realidade é bem diferente

No fim do jogo da final da Taça da Liga, Sérgio Conceição desabafou sobre as condições em que trabalha. No entanto, a realidade mostra algo bem diferente daquilo que o treinador dá a entender. Após a …

Estado Islâmico elege Israel como "alvo específico" da sua luta

O grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) afirmou na segunda-feira, através de uma mensagem áudio, pretender desencadear uma "nova fase" da sua 'jihad', ao eleger Israel como alvo específico. O apelo foi emitido quando o Presidente norte-americano …

Francisco Rodrigues dos Santos: "No CDS não existem Joacines"

O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, afirmou hoje ter uma "confiança inabalável em todos os deputados" que representam o partido na Assembleia da República, e remeteu para mais tarde a questão da liderança …

Cada vez mais freiras sofrem de burnout no Vaticano

Há cada vez mais freiras a sofrerem de burnout no Vaticano. Várias irmãs denunciaram excesso de trabalho, stress, exploração laboral e abusos por parte dos superiores. Sem contrato de trabalho ou horários definidos, muitas freiras que …

"Foi uma cena de acidente devastadora". Helicóptero que matou Kobe Bryant não tinha caixa negra

As circunstâncias do acidente que provocou a morte de Kobe Bryant, da filha do ex-basquetebolista da NBA e de mais quatro pessoas, continuam a ser investigadas. Sabe-se, agora, que o helicóptero onde seguiam as vítimas …

EUA apresentam plano de paz para o Médio Oriente já condenado pela Palestina

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apresenta esta terça-feira o seu plano de paz para o Médio Oriente, após reuniões com líderes israelitas, que poderá estar condenado ao fracasso, perante a rejeição dos …

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …

Vitória já tem proposta por Tapsoba (e pode fazer encaixe histórico)

O Vitória de Guimarães recebeu uma proposta por Edmond Tapsoba que pode levar os vimaranenses a abrir mão do jogador. Sabe-se que a proposta recebida ronda os 20 milhões de euros. A notícia avançada esta terça-feira …

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais. O partido da papoila quer que o património …