Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

Luís Forra / Lusa

A jogadora de 13 anos do Clube de Basquetebol de Tavira Fátima Habib

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana.

Fátima Habib apresentou-se na tarde deste domingo, na Nave de Ferragudo, em Lagoa, com o equipamento completo, não tendo existido qualquer impedimento para que jogasse pelo Clube de Basquetebol de Tavira frente à Associação Cultural e Desportiva de Ferragudo, numa partida do campeonato regional feminino de sub-16.

A atleta de 13 anos, de origem paquistanesa, apresentou-se com o cabelo, as pernas e os braços cobertos por uma licra, que ficam à mostra com o equipamento normal com que alinham as suas colegas, algo que vai contra a sua religião.

Presente na Nave de Ferragudo esteve o director de competições da Federação Portuguesa de Basquetebol, que presenteou a atleta com “os acessórios necessários” para que lhe seja possível jogar, segundo as regras, que “são do conhecimento de todos desde 2017”.

José Pinto Alberto reafirmou aos jornalistas que a Federação não faz qualquer discriminação, seguindo as regras da Federação Internacional de Basquetebol, que “são inclusivas”, permitindo a prática da modalidade por crentes de várias religiões.

Aos jornalistas, a jovem afirmou estar “feliz com este desfecho” e por poder “voltar a jogar com as suas colegas”, como faz há já três anos. Fátima acabou por alinhar, não com o equipamento que lhe foi oferecido, mas com o que tinha já vestido e com o qual realizou o aquecimento, sendo considerado legal.

Uma dirigente do CB Tavira revelou à agência Lusa que o caso tomou uma dimensão desproporcional e que a única preocupação do clube foi “que a Fátima jogasse e que fosse feliz”, daí o cuidado para que ela vestisse o equipamento regulamentar.

Silvia Rufino afirmou que não tinham conseguido encontrar o lenço regulamentar, apesar de terem “procurado em Espanha” e posteriormente “encomendado online”, mas não chegou “a tempo” do jogo da semana passada, no entanto, foi o que exibiu “na partida de hoje [domingo]”.

Nesta partida, que o clube de Tavira perdeu por 139-12, esteve presente o pai da atleta que à Lusa se revelou igualmente feliz por este episódio “ter terminado”, até porque os outros seus filhos, rapazes, também são praticantes da modalidade.

Habib-ur-Rehman afirmou que sempre sentiu o apoio quer do clube, quer da Federação, que estiverem “sempre em contacto” consigo e reafirma que se sente bem acolhido em Portugal, país para onde emigrou há anos, tendo depois conseguido reunir toda a família em Tavira.

A atleta de 13 anos de idade tornou-se mediática depois de não ter podido jogar numa partida com Imortal de Albufeira, no passado domingo, considerando os árbitros da partida que não estava a cumprir as regras da Federação Portuguesa de Basquetebol.

Em causa, a largura das mangas da camisola que vestia por baixo do equipamento do clube por questões religiosas, mas que iriam contra os regulamentos da Federação, o que foi encarado pelos alguns membros do clube como discriminação religiosa.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Aplaudo esta iniciativa de oferecerem o equipamento à miúda e respeitarem a sua religião!Parabéns pela boa vontade!
    Se fosse na França, era ou jogas como todas ou não jogas… Dizem-se liberais mas depois não respeitam as crenças dos outros…

  2. Se o equipamento agora respeita as regras da FPB está muito bem. Neste caso não vislumbro nenhum tipo de discriminação ou desrespeito. Quem visita ou emigra para Portugal é que tem de esforçar-se por integrar-se.
    A montante deste caso em particular, e de modo geral, notem que após um longo e tortuoso percurso, na Europa as mulheres ganharam o direito a votar, a divorciar-se, a ter uma carreira, e a algo tão simples como escolher se querem mostrar os braços e o cabelo ou não. Quero muito ver estes direitos e princípios civilizacionais preservados. Devemos permitir que algumas comunidades, seja qual for o seu âmbito, tenham e promovam regras incompatíveis com a nossa cultura democrática e cívica? Há que debater. Mas por favor, sem preciosismos do politicamente correto, nem excessos inflamados.

RESPONDER

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …