Jovem muçulmana impedida de entrar em jogo de basquete por não querer mostrar os braços

Uma jogadora de basquetebol de 13 anos foi impedida de participar num jogo, no último domingo, por ter uma camisola de manga comprida por baixo do equipamento oficial.

Segundo o Jornal de Notícias, Fatima Habib, jogadora de 13 anos do Clube de Basquetebol de Tavira, foi impedida de entrar no jogo, do último domingo, contra o Imortal Basket Clube, depois de se ter recusado a despir a camisola de manga comprida que tinha por baixo do equipamento oficial.

O jornal escreve que a equipa de arbitragem não contestou o lenço e os collants que a jovem paquistanesa usava, mas não aceitou o argumento de que a religião muçulmana a impedia também de mostrar os braços, obrigando-a a sair do campo.

Fatima ainda sugeriu a hipótese de arregaçar as mangas da camisola até aos cotovelos para poder continuar em campo, mas sem sucesso.

De acordo com o Observador, os regulamentos da Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) foram alterados há dois anos, precisamente para ter em conta as necessidades de jogadores muçulmanos. Com a alteração passou a ser permitido cobrir a cabeça, os braços e as pernas, embora com algumas regras.

A cobertura da cabeça, lenço islâmico ou hijab, pode ser utilizada desde que não cubra “inteiramente ou parcialmente qualquer parte da cara (olhos, nariz, lábios, etc.)” e não represente qualquer perigo para os restantes jogadores em campo.

No caso dos braços e das pernas, as regras são as mesmas, ou seja, é permitido usar meias ou mangas de compressão, com a condição de terem de ser “pretas, brancas ou da cor dominante dos calções” e, caso haja vários jogadores a utilizá-las, a cor tem de ser igual para todos.

O treinador André Pacheco adiantou ao jornal que uma das árbitras já tinha integrado equipas de arbitragem que apitaram outros jogos em que a paquistanesa participara e, na altura, sem ter colocado impedimentos à roupa que a jovem vestia.

Para o técnico do Clube de Basquetebol de Tavira, a atitude da equipa de arbitragem deveu-se à presença de um “observador” na mesa de oficiais.

O clube está agora a ponderar uma “manifestação coletiva”, no próximo jogo, para expressar repúdio pelo que aconteceu com a jogadora de 13 anos.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Acho uma piada a estas benesses que os muçulmanos têm. Os ocidentais quando vão p/ países muçulmanos tem de se vestir e portar-se +/- de acordo c/ os trajes e normas deles senão podem sofrer consequências. Eles vão p/ os países ocidentais e os ocidentais criam normas especiais para os muçulmanos!! O Sol quando nasce não é para todos. Os muçulmanos quando vão viver p/ países ocidentais tem de ser pelas normas dos ocidentais. Temos a MANIA de abrir precedentes e depois eles fazem o querem e o que lhes apetece. Daqui a nada até vão achar que os ocidentais é que tem de alterar nos seus próprios países. É SÓ MANIAS depois sofrem consequências destas ditas alterações.

    • Acabei agora mesmo de assistir à reportagem desta jovem na SIC e estranho o faccto de a moça ter sido atleta de natação (pelo relato da mesma). Qual seria o trajo para este desporto? Penso que a burca cria um bocado de atrito com a água. Concordo consigo amigo, não há que haver exceções, “Em Roma sê romano”

  2. Os protegidos do costume… E nunca chega. Altera-se regras e burocracias pra que estes possam conviver entre nós, e nunca está bem. Direitos=todos
    Deveres=zero

    • Estes são pessoas como eu ou você que tal como nós teem o direito de procurar melhores condições de vida se o sitio onde estão não as proporciona, quanto aos direitos e deveres, como você sabe que não teem os mesmo deveres? Você recebe o Imi destes para saber o que pagam? Será que não pagam impostos como nos? Se cometerem um crime também não são julgados como nós? Vai ter de ser um pouco mais explicito a explicar a que deveres se refere

  3. O desporto é libertação ,mas neste caso parece ser também opressão já que adapta as suas regras para que uma criança continue prisioneira de crenças, certamente impingidas por adultos alienados.
    E o treinador em vez de ajudar a libertar, ainda se insurge contra quem apenas quer apenas integrar sem discriminar.
    Tudo isto acontece no sec. XXI

  4. Reparem que o que interessa é haver polémica.
    A comunicação social nunca se interroga porque é que se formos à terra deles, temos de respeitar os seus costumes, as nossas mulheres com o cabelo tapado etc, não interessa…
    Depois são minorias, é assunto; e como esses, os ciganos, todos tem mais direitos que nós, o que vale são os seus costumes, os nossos, não.
    Temos é falta de orgulho

  5. O Desporto Liberta, mas neste caso parece que o próprio treinador quer que ele contribua para a opressão de uma jovem que está prisioneira de crenças, certamente impingidas por adultos alienados.
    A atitude dos árbitros é de integração e de libertação, o basquetebol é um jogo colectivo

  6. É engraçado ver que todos aqui estão preocupados com direitos e deveres, e até mesmo falar que os pais impingem as crenças, cada um tem liberdade para acreditar no que quer, ou usar um hijab prejudica alguém a não ser quem o usa? Devíamos era procurar uma maneira de Integrar a jovem e não ostracizar ainda mais a mesma, deixem de ser discriminatórios apenas por ela ser muçulmana e sim procurem uma maneira de ela poder ser integrada sem prejudicar as crencas/ hábitos religiosos da mesma desde que os mesmos não prejudiquem a saúde nem integridade de ninguem

    • Queres falar de direito sem deveres?
      Porque é que se eu for ao banco nao posso ter a cara tapa de qualquer maneira, e até uns óculos de sol grandes podem ser “convidados” a ser tirados para beneficio das cameras, mas uma burka é intocável?
      Porque é que um matadoro tem uma serie de regras a ser cumpridas, mas se for para halal as regras sao dispensadas?
      Porque é que um anuncio de arrendamento pode ter referencia especifica “só para muçulmanos” mas nenhuma outra crença muito menos a crista pode por nao ser inclusivo?
      Porque é que uma árvore de natal pode ser forçosamente removida do espaço publico por ser um símbolo religioso nao inclusivo mas o hijab esta acima de tudo e ate dispensado de cumprir regras?

      Eu podia ficar aqui o resto do dia com exemplos até mais nao.

    • E quem disse o contrário?!
      Ela pode ter as crenças/religiões que quiser e até pode falar com seres imaginários tipo aquele que vive nas nuvens ou até mesmo com o Harry Potter (etc) – desde que respeite as regras da sociedade em que vive!!
      Não quer usar o equipamento de acordo com as regras oficiais, não joga – nada mais simples!!
      Next!

  7. A mesma pode ter sido atleta de natação se problema a partir do momento em que estas aulas/ actividade extra curricular seja realizado em separado dos rapazes, ou seja, uma turma/equipa de natação apenas composta por raparigas e outra por rapazes

RESPONDER

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …