José Silvano diz que vitória em Lisboa será “marco” para o PSD

PSD / Flickr

José Silvano, secretário-geral do PSD

O secretário-geral do PSD e coordenador das autárquicas disse hoje que a vitória em Lisboa nas eleições de 26 de setembro seria “um marco” e pagaria “todos os outros objetivos” definidos para esta luta eleitoral.

Em entrevista ao JN/TSF, José Silvano frisou que a aposta, com a candidatura de Carlos Moedas à Câmara da capital, “é para ganhar e tem todas as condições para ganhar”.

“No limite, se ganhássemos Lisboa, praticamente o que disse do resto dos objetivos [mais câmaras municipais, mais eleitos locais e mais votos] deixava de ter interesse, porque Lisboa era um marco de vitória. Lisboa paga todos os outros objetivos”, declarou.

Elogiando a “coragem” de Carlos Moedas, Silvano afirmou que, se o resultado na capital for baixo, o candidato “é o primeiro a perder tudo”.

“Se com isto quis fazer alguma tentativa também de se colocar para a sucessão no PSD, precisa de um resultado que seja ganhar a Câmara ou ficar lá perto”, afirmou.

Sobre a candidatura de Vladimiro Feliz à Câmara do Porto, o responsável pelo processo autárquico do PSD afirmou que a fasquia na escolha do candidato “foi para ganhar”, salientando que, nas contas feitas às europeias, que deram 23% ao partido, e às legislativas (mais de 30%), “existe eleitorado portuense que se identifica com o PSD”.

Considerando que Vladimiro Feliz “tem todas as condições” para se vir a revelar um “nome forte”, José Silvano afirmou que a questão é que os eleitores portuenses vão “enfrentar uma dicotomia para poderem decidir o seu voto”.

“Ou apoiam um candidato que o PSD apresenta, com uma ideia para o Porto, com experiência no Porto, em contraponto a uma candidatura do Rui Moreira, que nós entendemos que tem aqui um apoio indireto do PS”, acrescentou.

Instado a explicar o jantar que teve com Rui Moreira, Silvano afirmou que o objetivo foi “saber da possibilidade, se ele se recandidatava ou não à câmara do Porto e, sendo não, saber se estaria disponível, ele e o seu movimento, para apoiar uma candidatura do PSD e integrar a própria candidatura do PSD, ao que ele disse claramente que não”.

“E, em contrapartida, perguntou: então porque não apoia o PSD a minha recandidatura? E eu disse automaticamente que não”, afirmou José Silvano.

Quanto à candidatura à Câmara Municipal de Gaia, marcada pela desistência de António Oliveira, o secretário-geral social-democrata afirmou que “se ele tivesse a resiliência suficiente para continuar, apesar das adversidades”, não teria desistido, admitindo que o processo, marcado pela ausência de diálogo e, “se calhar, numa conversa de surdos de parte a parte”, se arrastou levando também ao “desgaste do candidato”.

Segundo Silvano, o candidato a Gaia será conhecido segunda-feira “de certeza absoluta”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …

A lava do vulcão de Las Palmas já destruiu mais de 200 casas, mas uma permanece intacta na devastação

Como se protegida por um manto de invencibilidade, a construção escapou à força da lava que a serpenteou para felicidade dos seus proprietários, um casal de reformados dinamarquês que escolheu fixar-se naquele território precisamente pela …

Talibãs retomam execuções e amputação de mãos como punição

Os Talibãs voltarão às execuções e à amputação de mãos como forma de punição, avançou um dos fundadores do grupo, Nooruddin Turabi, indicando que as represálias nem sempre ocorrerão em público. À Associated Press, Turabi alertou …

EUA e UE precisam "enfrentar juntos" a crise climática, diz Timmermans

O vice-presidente executivo da Comissão, Frans Timmermans, encarregado de supervisionar a acordo, pediu na segunda-feira uma atuação conjunta dos Estados Unidos (EUA) e da União Europeia (UE) para lidar com a crise climática e outras …

Transações com criptomoedas passam a ser ilegais na China

O banco central da China declarou ilegais todas as transações que envolvam a bitcoin e outras moedas virtuais, intensificando uma campanha para bloquear o uso de dinheiro digital não oficial. Após o anúncio, revelou esta sexta-feira …

Eduardo Bolsonaro e dois ministros de Estado testam positivo à covid-19

O filho do Presidente do Brasil, que também é deputado federal, é o terceiro membro da delegação brasileira que viajou para os EUA a testar positivo para a covid-19. O deputado federal brasileiro Eduardo Bolsonaro, filho …

Avião russo invade espaço aéreo da Estónia pela sexta vez este ano

A Estónia informou na quinta-feira que um avião da força aérea russa violou o seu espaço aéreo, sendo o sexto incidente do género este ano. A intrusão terá ocorrido ao meio-dia de quarta-feira, quando o avião …

Abel montou uma "equipa pequena, a jogar sempre com receio"

Opinião proveniente do Brasil lamenta a forma como o campeão sul-americano se apresenta em campo. É campeão sul-americano, por ter vencido a última Copa Libertadores, está a um jogo de estar novamente na final da Libertadores …

Pandemia com tendência decrescente nos serviços de saúde e na mortalidade

Portugal regista uma situação pandémica de “intensidade moderada”, mas com uma tendência decrescente da pressão sobre os serviços de saúde e na mortalidade associada à covid-19, refere o relatório das “linhas vermelhas” hoje divulgado. Segundo a …

Vacinas da gripe vão ser dadas nos centros de vacinação covid-19

Os centros de vacinação usados para administrar as vacinas contra a covid-19 vão também passar a ser usados para vacinar contra a gripe. Numa nota enviada às redações, a task force anunciou que os centros de …