Jornalistas que cobriram protestos em Cabul espancados pelos talibãs

Emmanuel Duparcq / AFP

Esta quinta-feira, começaram a circular imagens de dois repórteres afegãos que foram detidos e severamente espancados pelos talibãs, por estarem a cobrir os protestos de mulheres de quarta-feira em Cabul.

As fotografias de Taqi Daryabi, de 22 anos, e de Nematullah Naqdi, de 28, não deixam margem para dúvidas quanto ao tratamento recebido quando estiveram às mãos dos extremistas, mostrando contusões nos rostos, pernas e costas.

Os dois disseram à agência France-Presse que os talibãs os soquearam e espancaram com bastões, cabos elétricos e chicotes, tendo sido acusados de organizar o protesto. Naqdi disse ainda à AFP que os combatentes o insultaram e lhe deram pontapés na cabeça.

“Um dos talibãs pôs o pé na minha cabeça e esmagou a minha cara contra o cimento. Deram-me pontapés na cabeça, pensei que me iam matar“, contou. Quando lhes perguntou por que razão estava a ser agredido, um deles respondeu: “Tens sorte de não seres decapitado.”

De acordo com a informação recolhida pelo Comité de Proteção de Jornalistas (CPJ), em apenas dois dias desta semana, o grupo já deteve pelo menos 14 jornalistas que cobriam as manifestações na capital, e que entretanto foram libertados. Pelo menos nove destes profissionais foram sujeitos a violência, acrescenta a CPJ num comunicado.

“Os talibãs estão a provar depressa que as suas promessas de permitir que os media independentes do Afeganistão continuem a trabalhar livremente e com segurança são inúteis”, disse Steven Butler, coordenador do programa na Ásia do CPJ, citado pelo jornal The Guardian.

“Exortamos os talibãs a cumprirem essas promessas, a pararem de espancar e deter repórteres que estão a fazer o seu trabalho e permitir que os media trabalhem livremente, sem medo de represálias”, apelou.

ONU denuncia violência contra manifestantes

Esta sexta-feira, em Genebra, a ONU também denunciou a “violenta repressão” dos talibãs sobre manifestações pacíficas, que já causou pelo menos quatro mortes.

“Apelamos aos talibãs para porem imediatamente fim ao uso da força e à detenção arbitrária contra os que exercem o direito a protestar pacificamente e também contra os jornalistas que cobrem as manifestações”, declarou Ravina Shamdasani, porta-voz do Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU.

Segundo uma “contagem não exaustiva” do Alto Comissariado, quatro manifestantes foram mortos quando os talibãs dispararam balas reais, salientou Shamdasani, que também denunciou a proibição, pelo novo regime, de qualquer reunião não autorizada.

“De acordo com o Direito Internacional Humanitário, qualquer uso da força deve ser o último recurso em resposta às manifestações, devendo ser estritamente necessário e proporcional, pelo que as armas de fogo nunca devem ser usadas, exceto em resposta a uma ameaça de morte iminente”, lembrou a porta-voz.

“Em vez de proibir protestos pacíficos, os talibãs devem parar de usar a força e garantir o direito de reunião pacífica e liberdade de expressão, inclusive quando as pessoas quiserem expressar as suas preocupações e usar o direito de participar na gestão do país”, acrescentou.

“Enquanto os afegãos – mulheres e homens – saem às ruas para exigir pacificamente que os seus direitos humanos sejam respeitados nestes tempos de grande incerteza – incluindo o direito das mulheres de trabalhar, circular livremente, o direito à educação e à participação na política – é crucial que aqueles que estão no poder ouçam as suas vozes”, frisou ainda Shamdasani.

Para a porta-voz, a proibição de qualquer reunião pacífica constitui uma “violação do direito internacional”, o mesmo sucedendo com o “corte de todo o acesso à Internet”.

Nesse sentido, Shamdasani enfatizou que os jornalistas que cobrem esses eventos não devem ser sujeitos a “represálias ou assédio”.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Haviam de retirar todas as mulheres do país, ficava um país só com festa da mangueira. Assim podiam-se comer e matar e ir para o céu mais rapidamente. Como não havia descendência tb não propagavam a doença mental que têm de halucinar os escritos como sendo a palavra de deus. Aquilo é a palavra mas é de alguém muito doente e pecaminoso. Basta ver a vida do ditador e a sua postura e exemplos.. enfim, que as religiões parem de se achar divinas pois só têm causado destruição no planeta. Rua deste planeta!

RESPONDER

Livro de estreia de José Saramago publicado em castelhano pela primeira vez

O livro “Terra do Pecado”, que marcou a estreia na ficção de José Saramago, em 1947, vai ser lançado em Espanha na quinta-feira, no que é a primeira vez que a obra está disponível em …

A Citroën concebeu um skate inspirado na mobilidade urbana

O Citroën Skate é uma plataforma de veículos elétricos, totalmente autónoma, que pode ser equipada com diferentes tipos de cápsulas. A plataforma Citroën Skate quer revolucionar o transporte em meio urbano sem que seja necessário um …

Bebeu demais na noite anterior? Não é aconselhado tomar um parecetamol

A combinação de álcool e este tipo de medicação pode sobrecarregar o fígado e provocar danos hepáticos, refere uma especialista. Muitas das vezes cometem-se excessos com o álcool e, tendencialmente, os sintomas de desconforto surgem no …

Portugal 5-0 Luxemburgo | Manita com três de Cristiano

Goleada das grandes. Portugal recebeu o Luxemburgo e não permitiu as mesmas dificuldades do jogo da primeira volta. Aos 17 minutos a formação das “quinas” já vencia por 3-0, com duas grandes penalidades a ajudar, e …

Vantablack. A tinta preta mais preta do mundo já é vendida em peças (que se unem como legos)

Desde a substituição dos ecrãs verdes à pintura dos cenários do teatro, o futuro do entretenimento tem tudo a ver com a Ventablack - a cor preta mais preta do mundo. Nenhuma cor - ou, melhor …

Itália vai exigir passaporte sanitário a todos os trabalhadores a partir de sexta-feira

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, assinou hoje um decreto com as normas sobre a obrigatoriedade de os funcionários públicos exibirem o passe sanitário a partir de 15 de outubro nos locais de trabalho, medida que …

Está criado o primeiro iPhone com entrada USB — pelas mãos de um estudante de robótica

Ken Pillonel é estudante do mestrado em robótica do Swiss Federal Institute e implementou um sistema que daqui a uns meses pode tornar-se regra nos dispositivos da marca da maçã. Numa altura em que a União …

Autópsia revela que Gabby Petito morreu por estrangulamento. Namorado continua desaparecido

A autópsia ao corpo de Gabby Petito revela que a jovem foi estrangulada. O namorado, Brian Laundrie, que a acompanhava na viagem, continua desaparecido. Além de revelarem o motivo da morte da norte-americana, as autoridades também …

F1: piloto do carro médico continua a recusar vacina (e português beneficia)

Alan van der Merwe não esteve no Grande Prémio da Turquia e, provavelmente, não vai estar em mais nenhuma corrida em 2021. Um português foi chamado para o Grande Prémio da Turquia, na Fórmula 1: Bruno …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos rejeita queixosos que queriam processar Vaticano por pedofilia

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) rejeitou esta terça-feira 24 queixosos que já tinham tentado perante tribunais belgas processar o Vaticano por atos de pedofilia cometidos por padres. O TEDH invocou em particular “a imunidade” …