Jornal italiano causa polémica ao oferecer “Mein Kampf” aos leitores

O jornal italiano Il Giornale oferece este sábado aos seus leitores o livro Mein Kampf, do ditador alemão Adolf Hitler, numa ação que chocou a comunidade judaica e até o primeiro-ministro, Matteo Renzi.

O jornal italiano explica que o controverso Mein Kampf, “A Minha Luta”, faz parte de uma primeira série de oito livros dedicados ao Terceiro Reich, que serão vendidos semanalmente.

O primeiro-ministro italiano Matteo Renzi reagiu vivamente na sua conta no Twitter à publicação desta obra programática, escrita em 1925.

“Acho assustador que um jornal italiano proponha hoje o Mein Kampf de Hitler. Saúdo afetuosamente a comunidade judaica. Nunca mais! », escreveu Renzi na rede social.

Também o presidente da comunicade judaica italiana, Renzo Gattegna, considerou indecente a iniciativa do jornal.

O jornal justifica a ação de oferecer aos leitores o polémico livro, numa versão de 1937 comentada pelo historiador Francesco Perfetti, pela necessidade de “conhecer para rejeitar“.

“Ler o Mein Kampf é um verdadeiro antídoto contra o nacional-socialismo“, defende o historiador num artigo publicado no Il Giornale.

Uma edição comentada pelos estudiosos da obra foi publicada no início de janeiro, na Alemanha, pela primeira vez desde o fim da Segunda Guerra Mundial, depois de os direitos do livro terem passado para o domínio público.

De acordo com o investigador italiano Frediano Sessi, citado pela cadeia RaiNews24, é lamentável que esta publicação não siga o exemplo da edição alemã, na qual foram publicadas “3500 notas críticas ao texto do Führer”.

Dirigido por Alessandro Sallusti, o jornal é conhecido pelas suas posições de direita, inclusivamente sobre a questão da imigração, e é propriedade de Paolo Berlusconi, irmão do antigo chefe de Governo Silvio Berlusconi. Tem uma tiragem diária de 200.000 exemplares.

Todas as questões relacionadas com o nacional-socialismo são particularmente sensíveis em Itália, devido aliança que houve entre Hitler e o regime fascista de Benito Mussolini.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia cria comissão para investigar "ingerência estrangeira" na política interna

Criação de uma comissão para investigar a "ingerência estrangeira" na política interna da Rússia acontece depois de várias manifestações contra Putin, que Moscovo diz mostrarem envolvimento ocidental. A câmara baixa do parlamento russo anunciou esta segunda-feira …

Novo planeta gigante detetado a orbitar estrela que dista 63,4 anos-luz da Terra

O novo planeta tem uma massa cerca de três mil vezes maior do que a da Terra e orbita a sua estrela a uma distância quase três vezes superior à que separa o Sol do …

Inaugurada em Lisboa clínica dentária gratuita para jovens até os 18 anos

A Santa Casa da Misericórdia abriu esta terça-feira, em Lisboa, uma clínica de saúde oral, com consultas grátis para todas as crianças e jovens até os 18 anos, que vivam ou estudem dentro do concelho. O …

Família mais rica do mundo enriquece a quatro milhões de dólares por hora

Desde o último boletim de riqueza que a Bloomberg publicou, em junho do ano passado, no seu ranking das famílias mais ricas do mundo, a fortuna dos Walton cresceu 39 mil milhões de dólares, para …

Espanha. PSOE rejeita proposta "inviável" do Podemos para coligação

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) rejeitou nesta terça-feira a proposta do Unidas Podemos para uma coligação fovernamental, que considera "inviável", e convidou a plataforma de esquerda a encontrar "outras fórmulas" que facilitem a governabilidade …

Ex-Presidente do Sudão admite ter recebido mais de 80 milhões da Arábia Saudita

O antigo Presidente do Sudão, que foi deposto em abril após vários meses de protestos, começou a ser julgado esta segunda-feira por corrupção. O julgamento por corrupção do ex-Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, começou esta segunda-feira e, …

Hong Kong. Funcionário do consulado britânico desaparece após enviar mensagem à namorada a pedir para rezar por ele

A 08 de agosto, Simon Cheng Man-kit, de 28 anos, estava a regressar a Hong Kong depois de ter estado na cidade chinesa Shenzhen. No momento em que, a bordo de um comboio de alta …

Open Arms. Procurador siciliano ordena apreensão do navio e desembarque imediato dos ocupantes

Luigi Patronaggio, o procurador da cidade de Agrigento, na Sicília, ordenou esta terça-feira a apreensão do navio Open Arms e o desembarque imediato dos quase 100 migrantes africanos que este levava a bordo. O jurista, que …

Jovens suspeitos de três homicídios filmaram um “testamento final” com o telemóvel antes de se suicidarem

Bryer Schmegelsky e Kam McLeod, os dois jovens de 18 e 19 anos suspeitos de três homicídios no Canadá e que foram encontrados mortos após duas semanas em fuga, terão filmado um “testamento final” com …

Em resposta a Macron, Putin diz que autoridades agiram para evitar situação igual à dos "coletes amarelos" em França

O Presidente da Rússia Vladimir Putin disse, durante um encontro com o seu homólogo francês Emmanuel Macron, que as autoridades russas agiram para garantir que as manifestações dos seus opositores permanecem dentro "da lei", evitando …