Joacine quer alterar critério de identificação de suspeitos baseado em “estereótipos raciais”

Livre

Joacine Katar Moreira

A deputada não inscrita Joacine Katar Moreira quer eliminar do Código de Processo Penal o critério que permite à polícia proceder à identificação de qualquer pessoa suspeita de estar ilegalmente no país, por ser baseado em “estereótipos raciais”.

No projeto de lei entregue à Assembleia da República, Joacine Katar Moreira propõe a alteração do artigo 250º do Código de Processo Penal, “para uma abordagem na identificação de suspeitos que salvaguarde os direitos processuais e as liberdades fundamentais das pessoas racializadas, limitando a discricionariedade policial baseada em estereótipos raciais”.

O artigo em causa estabelece que “os órgãos de polícia criminal podem proceder à identificação de qualquer pessoa encontrada em lugar público, aberto ao público ou sujeito a vigilância policial, sempre que sobre ela recaiam fundadas suspeitas da prática de crimes, da pendência de processo de extradição ou de expulsão, de que tenha penetrado ou permaneça irregularmente no território nacional ou de haver contra si mandado de detenção”.

Em concreto, a deputada pretende eliminar a frase “de que tenha penetrado ou permaneça irregularmente no território nacional”, sustentando que têm sido “recorrentes os relatos da abordagem policial à população racializada tendo como base o presente artigo”.

“Sendo acompanhada, não raras vezes, por policiamento repressivo e por revistas consideradas humilhantes por quem por elas passa e que restauram aquilo que é o resultado de uma construção histórica colonial que configura a pessoa negra ou cigana como desordeira ou criminosa”, argumenta.

Segundo a deputada não inscrita, o artigo em causa, ao atribuir aos órgãos de polícia criminal a competência de proceder à identificação de qualquer pessoa, sempre que sobre ela recaiam suspeitas ‘de que tenha penetrado ou permaneça irregularmente no território nacional’ acaba por criar “um espaço de elevada discricionariedade no que respeita à conduta policial, uma vez que a lei é omissa quanto aos critérios a adotar para discernir se determinado indivíduo penetrou ou permanece irregularmente no território nacional”.

Neste contexto, a deputada questiona: “quais são os parâmetros utilizados pelos órgãos de polícia criminal para identificar se determinada pessoa entrou ou permanece irregularmente no território nacional? Quais são as características de um estrangeiro?”.

“É de realçar, igualmente, que a pessoa visada pela ordem de identificação deve ser um suspeito, isto é, uma pessoa em relação à qual haja “fundadas suspeitas” da prática de uma infração criminal. Contudo, “a permanência de cidadão estrangeiro em território português por período superior ao autorizado constitui contraordenação”, e não uma infração criminal”, defende a deputada.

Joacine sustenta que redação atual do artigo 250º do Código de Processo Penal contribuiu “para a criação de uma confusão entre estes dois domínios, justificadamente distintos e que, portanto, devem ser alvo de tratamentos diferenciados”.

“A violência policial é uma realidade frequente em Portugal, que urge ser combatida e eliminada”, aponta a deputada, sustentando a afirmação com o relatório do Comité Europeu para a Prevenção da Tortura (CPT) de 2020 que concluiu que “as autoridades portuguesas têm de reconhecer que os maus-tratos perpetrados por agentes policiais são uma realidade, e não resultam apenas de ações de alguns agentes transgressores”.

  // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Credo… Quem votou nessa senhora? E desde quando é que os ciganos estão relacionados com a guerra colonial? A Roménia não nunca foi colónia portuguesa!

  2. Pergunta a Sra. Joacine “quais são as características de um estrangeiro”? Então a Sra. Joacine não sabe distinguir um Chinês de um Guineense? Ou um Árabe de um Russo?? Se a Sra. Joacine olhasse para um espelho saberia logo que ela Não é Norte-Coreana!! Porque é que ela continua a pensar como o Sr. Kim Jong-un??

RESPONDER

O chef sírio Imad Alarnab

Imad fugiu da Síria há seis anos. Agora, tem um restaurante de sucesso em Londres

O chef sírio Imad Alarnab deixou a Síria há seis anos, onde tinha vários restaurantes, rumo a Inglaterra. Não desistiu dos seus sonhos e agora tem um novo projeto no agitado Soho, no centro de …

Máquina de venda automática de brindes

Máquina das bolas japonesa. As pequenas esferas de plástico guardam os detalhes de uma viagem surpresa

As máquinas de venda automática de brindes, conhecidas como gachapon no Japão, têm inovado nos últimos anos. Agora, são os detalhes de uma viagem que estão guardados nas pequenas bolas de plástico. O valor das bolas …

O Supremo dos EUA mudou as suas regras para que as juízas não fossem constantemente interrompidas

Revelação foi feita por Sonia Sotomayor, uma das três mulheres que compõe o coletivo de nove juízes e a primeira latina a chegar ao cargo. O facto de serem constantemente interrompidas em reuniões ou outros …

A candidata a primeira-ministra da Hungria, Klára Dobrev.

Num futuro sem Orbán, a oposição escolhe entre um novo conservador ou uma liberal divisiva

Os opositores de Viktor Orbán estão na dúvida quanto ao candidato para enfrentar o atual primeiro-ministro nas próxima eleições. Esta indecisão pode custar-lhes o assalto ao cargo. Viktor Orbán é um nome recorrente na política húngara. …

Nuno Melo, do CDS/PP

Nuno Melo ataca líder do CDS por anunciar sentido de voto sem consultar deputados

O candidato à liderança do CDS-PP criticou, este sábado, o atual líder do partido por ter comunicado publicamente a intenção de votar contra a proposta de Orçamento do Estado sem se ter reunido com os …

Vaticano tem três celas e um só prisioneiro. Uma onda de julgamentos pode mudar isso

Dez pessoas vão ser julgadas no Vaticano por crimes relacionados com a venda de um edifício em Londres. Visto como limitado e sombrio, o sistema judicial da cidade-estado está a mudar. Carlo Capella é o único prisioneiro …

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …