Jerónimo “não está a prazo” no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está “a prazo”.

No discurso de encerramento do XXI Congresso do PCP, o recém-eleito secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa, deixou um aviso ao primeiro-ministro: o PCP continua disponível para negociar pontualmente com o PS, mas os socialistas terão de pagar caro. “Uma alternativa política não será possível sem o PCP”, disse, citado pelo Expresso.

Depois de ter admitido que o Orçamento do Estado para 2021 ficou “curto” na sua versão final, Jerónimo frisou que se houve “avanços” é porque o PCP os propôs, enquanto “alguns desistiam”. Recorde-se que o Bloco de Esquerda votou, pela primeira vez, contra um Orçamento deste Governo.

“Enquanto alguns desistiam, se há avanços, medidas consagradas dirigidas aos trabalhadores, aos reformados, às pequenas empresas, à cultura, ao Serviço Nacional de Saúde e aos seus profissionais, todas têm a marca, a contribuição, a proposta do PCP”, afirmou o líder comunista, numa indireta ao Bloco.

A mensagem foi muito parecida à transmitida no Avante!: o PCP conta, talvez mais do que nunca para a sobrevivência do Governo PS.

“A alternativa política não é possível só com o PCP, mas também não será possível sem o PCP”, declarou Jerónimo, classificando o partido como “necessário e indispensável” para construir soluções para os trabalhadores e o povo.

O secretário-geral comunista acrescentou ainda que o PCP não está a prazo nem em “período experimental”, uma resposta à especulação de que, mesmo tendo sido reconduzido, poderá não cumprir este mandato até ao fim.

“Neste momento, tenho força para dizer que, sim senhora, não estou a prazo”, garantiu. Aos 73 anos e líder do PCP há 16 – o secretário-geral com maior longevidade a seguir ao histórico Álvaro Cunhal -, o ainda deputado revelou-se “com energia, com força [para a luta]”. “Eu força terei, se não tiver é que não posso…“, brincou ainda.

Depois da polémica em que o Congresso do PCP esteve envolto, num fim de semana de recolhimento obrigatório, Jerónimo justificou e falou em “ensinamentos”. “Não existe nenhuma dificuldade intransponível para garantir a segurança sanitária e o exercício de direitos e liberdades.”

“Temos essa tese irrefutável que os direitos defendem-se exercendo-se“, frisou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Continuar a negociar até desaparecer… a grande estratégia comunista é esta. E ve-se a cada eleição que passa. Um partido em auto-destruição mas com muita auto-impotância. Afinal eles são os salvadores dos trabalhadores mas não são executivo. Só contradições. Daqui a 10 anos são mais um pctp-mrpp…

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …