Javalis estão a cruzar-se com porcos domésticos (e podem trazer a peste suína)

Se o aumento de javalis em Portugal vier a disseminar a peste suína africana (PSA) “será uma catástrofe”, refere Nuno Faustino, presidente da Associação de Criadores de Porco Alentejano (ACPA).

Nuno Faustino, presidente da Associação de Criadores de Porco Alentejano (ACPA), afirmou, em declarações ao jornal Público, que se o exponencial aumento de javalis em Portugal vier a disseminar a peste suína africana (PSA) “será uma catástrofe“. A peste poderá causar impacto na fileira do porco alentejano, um setor “exporta mais de 90% do que Portugal produz”.

Com a presença da peste suína africana, “as fronteiras fecham e não há onde colocar o produto”. O recurso será confinar os animais aos aparcamentos, embora se saiba que os javalis conseguem ter acesso às porcas reprodutoras domésticas. Quando tal acontece, as ninhadas são de porcos cruzados, sem valor de mercado.

A certificação nunca será posta em causa, mas a sanidade animal sim. “Quando as porcas são tocadas pelo javali são imediatamente afastadas e observadas para confirmar se houve ou não contágio” explica Nuno Faustino, admitindo que o contacto entre as porcas reprodutoras e o javali “é muito difícil de evitar”.

biólogo e investigador da Universidade de Aveiro, Carlos Fonseca, admite que Portugal “poderá vir a ter a peste suína a curto/médio prazo”, adiantando que o país está perante “um aumento” exponencial de javalis em simultâneo com o decréscimo de caçadores.

A zona onde a presença de javalis é mais significativa estende-se desde a região alentejana (Serpa) até ao distrito de Castelo Branco. Por ano, são abatidos legalmente uma média de 30 mil javalis.

Por sua vez, o dirigente da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) João Diniz revela também um acentuado grau de preocupação, uma vez que muitos agricultores estão a deixar de produzir, nomeadamente milho, mas também culturas permanentes como vinhas, olivais, nogueiras, castanheiros.

Perante este cenário, o responsável critica a postura do Ministério da Agricultura, ao pretender lançar para as zonas de caça o ónus do problema, “obrigando-as a pagar os prejuízos causados seja por javalis, veados ou gamos”.

“E depois manda as pessoas lesadas queixarem-se à GNR.” Esta situação “está a lançar agricultores contra caçadores nas aldeias” adverte o dirigente da CNA, citado pelo Público.

Jorge Neves, presidente da Associação de Produtores de Milho e Sobro (Ampromis), também está preocupado. Ao mesmo jornal, adianta não ser ainda possível contabilizar os prejuízos que os javalis já terão causado nas searas de milho.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Criança com anemia aplástica grave submetido a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …