Jardim já não se identifica com “este PSD”

PSD Madeira / Flickr

Alberto João Jardim

Alberto João Jardim

O presidente do PSD da Madeira, Alberto João Jardim, disse esta sexta-feira não saber se vai ou não ao Congresso nacional do partido que se realiza entre 21 e 23 de fevereiro por este já não se identificar com ele.

“Este não é o PSD onde eu nasci para a política, nem é o PSD que coincide com os meus princípios e valores, é um PSD diferente de maneira que não há o entusiasmo que noutros tempos havia com os congressos”, declarou Alberto João Jardim no final da reunião da Comissão Política Regional do PSD-Madeira.

Jardim revelou que os deputados sociais-democratas na Assembleia Legislativa da Madeira vão suscitar a inconstitucionalidade de algumas matérias do Orçamento de Estado designadamente o facto da sobretaxa do IRC ficar em Lisboa quando “a Constituição diz que todas as receitas fiscais cobradas na Região Autónoma são dos cofres da Região”.

Jardim queixou-se de Miguel Albuquerque

Alberto João Jardim revelou ainda ter interposto uma queixa contra o militante social-democrata Miguel Albuquerque no Conselho de Jurisdição regional do partido, para evitar a sua destruição.

“Quem se queixou foi o dirigente partidário Alberto João Jardim”, esclareceu o líder.

A disputa da liderança do PSD – que tem congresso marcado para 10 de janeiro de 2015 -, tem motivado alguns ataques entre o candidato Miguel Albuquerque, ex-presidente da câmara do Funchal e o actual líder do partido.

Na passada quinta-feira, 16, em comunicado, Miguel Albuquerque reagia a notícias publicadas pelo Diário de Notícias da Madeira e o Expresso dando conta de que o líder social-democrata madeirense, Alberto João Jardim, terá apresentado uma queixa contra o ex-autarca pelas opiniões que vem veiculando em artigos de opinião, visando a sua expulsão do partido e impedir que volte a candidatar-se à liderança do PDS-M.

Jardim explicou que a queixa que apresentou pretende “chamar a atenção” para um partido que “está a ser prejudicado por causa do desatino de certas pessoas que estão ao serviço de interesses que não são do partido e que desataram a ofender os seus colegas de partido e as instituições”.

Jardim considera que enquanto estiver na liderança dos sociais-democratas madeirenses, é seu dever “evitar que o partido seja destruído para fins sinistros”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …

Diretora da RTP boicotou investigação do "Sexta às 9" a instituto onde deu aulas

A diretora da RTP Maria Flor Pedroso confessou ter informado a diretora de uma instituição de ensino sobre uma investigação que estava a ser feita pela equipa do programa "Sexta às 9". Há uma nova polémica …

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial. Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica …

Autonomia para a contratação nos hospitais continua a depender de Centeno

Os hospitais já não precisam de autorização do Ministério das Finanças para substituir os profissionais de saúde. Porém, se quiserem ter total autonomia, continuam a precisar da aprovação do ministério tutelado por Mário Centeno. Na quarta-feira, …

Portugal garante duas entradas diretas na Champions de 2021/22

Portugal assegurou esta quinta-feira que vai terminar a época 2019/20 no 'top 6' do ranking de clubes de UEFA, garantindo duas entradas diretas, mais uma equipa na terceira pré-eliminatória, na Liga dos Campeões de futebol …

EDP processa Estado e reclama 717 milhões de euros

A EDP está a processar o Estado português, exigindo uma compensação de 717 milhões de euros devido ao antigo fundo de hidraulicidade. O Governo recusa essa hipótese. A EDP avançou com um processo contra o Estado …