O Japão já ganhou o Mundial (pelo menos no que toca a dar o exemplo)

Francis R. Malasig / EPA

Os adeptos japoneses têm dado nas vistas no Mundial da Rússia por recolherem o seu lixo no final dos jogos

Os japoneses têm dado nas vistas neste Mundial de futebol, a decorrer na Rússia, por recolherem o seu lixo no final dos jogos. Adeptos de outras seleções, como o Senegal ou o Brasil, já estão a seguir-lhes o exemplo.

Mamoru e Paroshi, dois adeptos do Japão, olham um para o outro e riem antes de responder à pergunta que se tornou frequente desde que o Mundial da Rússia começou: “porque é que os japoneses recolhem o seu próprio lixo?”.

“É a cultura japonesa”, dizem ambos, quando confrontados com o episódio no final do jogo contra a Colômbia na Arena Mordovia, em Saransk, que venceram por 2-1, que chocou meio mundo.

O civismo dos japoneses rapidamente se tornou viral, não só nas redes sociais como também entre a imprensa mundial. Felizmente, esta prática está a ganhar seguidores e, agora, até adeptos de outras seleções, como o Senegal e Brasil, já foram apanhados a fazer a mesma coisa.

Para os japoneses, é estranho que as pessoas estejam tão surpreendidas. “Nós sujamos, nós limpamos. Isto é normal no Japão“, diz Mamoru. E, como diz o provérbio que dá vida a esta tradição, “não atires terra para o poço que te dá água”.

Mais do que uma prática que está a acontecer nos estádios de futebol russos, esta é uma filosofia japonesa, passada de geração em geração, conhecida por “souji” (a palavra tem vários significados mas pode ser traduzida por uma bem simples de perceber: “limpeza”).

Currículo escolar

Nas escolas japonesas, as crianças estão responsáveis por realizar certas tarefas como, por exemplo, limpar casas-de-banho, varrer o chão ou lavar a loiça, num sistema rotativo coordenado pelos professores. O objetivo é ensinar os estudantes a terem cuidado com os espaços públicos que frequentam.

“Aprendemos desde cedo que é fácil levar este hábito para onde quer que vamos“, explica Chikako Ehara, outro adepto da seleção da Terra do Sol Nascente.

Já no Mundial do Brasil, em 2014, o hábito japonês de limpar o próprio lixo já tinha sido notado porque os adeptos iam para os estádios preparados para limpar tudo antes de saírem dos estádios. Durante a maior parte dos jogos, os sacos de lixo azuis eram improvisados a partir de balões usados para torcer pela equipa.

Mamoru explica que não é preciso muita organização para fazer isso acontecer. Basta que cada um limpe a área à sua volta. “É também uma forma de sermos respeitosos com os anfitriões”, afirma.

“Para nós, é uma honra que outros países também estejam a fazer o ‘souji’. Esperamos que outros adeptos se inspirem a fazer o mesmo”, diz ainda Chikako.

Prática errada?

No entanto, a limpeza dos estádios feita pelos adeptos está a gerar outro debate. No Japão, há quem diga que fazer o “souji” fora de casa significa interferir na cultura dos outros países.

Num artigo publicado em 2014, o escritor japonês Mayumi Matsumoto, que vive em Londres, questionou se esta prática não seria, na verdade, desrespeitosa para outras culturas e questionou mesmo se não poderia gerar perda de empregos.

“Não devemos desprezar as pessoas de outros países que não fazem a limpeza em eventos desportivos. Essas pessoas estão a comportar-se da forma que é natural para elas. E temos de pensar nas pessoas que precisam de emprego nos países mais pobres”.

Por enquanto, no Mundial da Rússia, o “souji” está claramente a ganhar o debate.

ZAP // BBC

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Sim, sim… muita honra… que o digam os seus vizinhos que foram invadidos sem dó nem piedade, com práticas que (ainda agora) fariam corar os piores do Estado Islâmico!…

  1. Matam baleias aos magotes para “estudos cientificos” (que bela descupa!). Serão eventualmente os principais responsáveis pela extinção em massa de uma das espécies de Atum mais comercializada – Atum rabilho (Blue fin tuna), e esta atitude de limpar os estádios, ainda que pareça louvável gera de facto desemprego. Pessoas que teriam uma oportunidade de obter um dinheirito extra, veêm-se agora a competir com a boa vontade dos japoneses.

    • Deves ser daqueles que atira lixo para o chão com um caixote de lixo publico ao lado, com a desculpa que estas a criar emprego. Se for esse o caso, espero que sigas o exemplo dentro da tua casa.

RESPONDER

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …