Cientistas descobriram a origem da Peste Negra

quadro de Pieter Brughel des Älteren / Wikimedia

Cientistas descobriram de onde veio epidemia da Peste Negra, que entre os séculos XIV e XVIII matou mais de metade da população da Europa.

Investigadores alemães do Instituto Max Planck realizaram um estudo em que analisaram os restos mortais em dez valas comuns na Rússia, Reino Unido, França, Alemanha e Suíça. As suas conclusões, publicadas este mês na revista especializada Nature Communications, mostram que a doença veio do Este da Europa.

Além disso, os cientistas descobriram que as estirpes da peste se modificavam e se tornaram cada vez mais mortais. Também se descobriu que o gene mudou com o tempo: dois genes responsáveis pela capacidade de infetar outros organismos desapareceram.

Os microbiólogos recolheram amostras genéticas de várias sepulturas e concluíram que a epidemia da Peste Negra foi causada por algumas espécies intimamente relacionadas (Yersinia pestis). Também foi descoberto que os micróbios começaram a sofrer mutações após a penetração na Europa, formando várias estirpes diferentes.

A estirpe mais antiga foi encontrada numa sepultura perto da cidade de Laishevo, no rio Kama, no moderno Tartaristão, na Rússia. A estirpe encontrada perto de Laishevo acabou por ser a que criou outras subespécies europeias da praga. Assim, os cientistas concluíram que a doença começou a sua marcha mortal pela Europa a partir das áreas orientais da Rússia moderna.

No entanto, os investigadores argumentam que o tempo e o método específicos de propagação da doença ainda não foram estabelecidos. “É possível que, após o processamento de amostras da Eurásia Ocidental que ainda não foram estudadas, outras interpretações sejam feitas a esse respeito”, concluiu Maria Spyrou, uma das autoras do estudo, em comunicado.

Relatos históricos sugerem que as bactérias responsáveis pela praga, Yersinia pestis, chegaram ao continente por uma dúzia de navios do Mar Negro ancorados na Itália, de acordo com o History. Quando os navios chegaram, a maioria dos marinheiros estava morta e os que ainda estavam vivos tinham furúnculos negros de onde escorria sangue e pus. Em apenas cinco anos, 20 milhões de pessoas morreriam de Y. pestis – quase um terço da população.

Y. pestis é espalhado de pessoa para pessoa através do ar, bem como mordidas de pulgas ou ratos. Sintomas graves incluem febre, dores de cabeça, calafrios e gânglios linfáticos dolorosos, de acordo com os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças. Hoje, a estirpe é tratável com antibióticos.

Nos últimos anos, Y. pestis foi observador em Colorado Prairie Dogs, numa pequena cidade chinesa, na Mongólia, depois de um casal comer marmota crua e matou dezenas em Madagáscar.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Eu queria mesmo é saber de onde a Peste veio, no sentido de qual organismo a transmitiu… Foram os ratos??? Os macacos???

  2. A pulga do rato – Xenopsylla Cheopis – era o agente transmissor da bactéria (Yersinia OU Pasteurella pestis) causadora da doença nos climas temperados e quentes. Nos climas frios, a peste transmitia-se também, mas apenas pelas pulgas, entre os seres humanos.
    A vitória da medicina sanitária sobre a doença foi demonstrada em Portugal no ano de 1898 quando o médico Professor Ricardo Jorge detetou um foco de peste, alertou as autoridades do país e estes cumpriram com rigor as medidas de quarentena e isolamento que ele prescreveu… Essa vitória impediu que morressem no mínimo 4 a 5 mil pessoas, mas o impacto que o cumprimento desses cuidados teve sobre a vida comercial e industrial (o «prejuízo financeiro»!) proporcionou um dos mais infames e vergonhosos episódios políticos da história moderna de Portugal: o ataque ao governo «progressista» de então, à autarquia da cidade do Porto e ao rei D. Carlos, por políticos republicanos [os DEPUTADOS DA PESTE*] porque «PARA EVITAR QUE MORRESSEM 4 ou 5 MIL HABITANTE DESSA CIDADE DO PORTO, CAUSARAM UM PREJUÍZO À ECONOMIA de ???? REAIS»…
    O anátema sobre o professor Ricardo Jorge foi tão violento que teve de «fugir» da cidade do Porto e transferir-se para a Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa…
    * Um desses 3 deputados (eleitos pelo partido REPUBLICANO, quando nessa data o regímen do país era uma [tolerante]monarquia…) foi o Dr. Afonso Costa, que tem um imponente monumento no Campo 24 de Agosto, no Porto e apartir de então iniciou uma carreira política fulgurante…

    • Caro Ramiro Araújo!
      É tão raro ler comentários de qualidade, que, comparando com quem cumpre a lei, é merecedor de parabéns.
      O não estar de acordo com a sua posição pró-monarquica e anti-republicana é aqui um pormenor irrelevante.

      • Obrigado pelo elogio. Não monárquico… Sou médico, formado há 50 anos, militante da causa INTEGRIDADE E TRANSPARÊNCIA, e um dos exemplos de político íntegro e honrado que cito mais frequentemente é a figura histórica do 1° presidente eleito da República Portuguesa, Dr. Manuel de Arriaga…
        Desde 1958 existe nos jardins do Hospital de S. João e Faculdade de Medicina, um monumento à memória do clínico, investigador, e insigne professor, Ricardo Jorge.

    • Estou neste preciso momento a olhar para a estátua que cita, do Dr. Afonso Costa.
      Tão bom ler comentários cultos como o que postou.
      Obrigada por este bocadinho de história da medicina e de Portugal.

RESPONDER

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …