Já se sabe qual foi o potente vulcão que arrefeceu a Terra e ameaçou o mundo antigo

(h) BNPB /EPA

Nos últimos dois mil anos, o planeta atravessou duas importantes mudanças climáticas: a Anomalia Climática Medieval e a Pequena Idade do Gelo. Nenhuma foi tão profundo como a que estamos a passar atualmente: o aquecimento global dos últimos 150 anos.

No entanto, no passado, houve mais momentos em que o planeta esteve em risco. Uma dessas situações aconteceu no século VI. As temperaturas caíram no hemisfério norte cerca de 15ºC, perderam-se muitas colheitas e chegaram a fome e a peste bubónica. O gatilho para essa situação foi um par de erupções vulcânicas que poluíram a atmosfera.

Sabe-se que ocorreu na Islândia ou no Alaska, por volta do ano 536 (considerado por alguns como o pior ano da história), e que o outro ocorreu por volta do ano 540. Mas não se sabe onde.

Agora, um grupo de investigadores sugeriu onde o segundo poderia ter ocorrido. Num estudo publicado a 16 de setembro na revista especializada Quaternary Science Reviews, associaram essa situação à erupção do vulcão Ilopango, em El Salvador, que gerou uma explosão vulcânica de até 50 quilómetros de altura.

Sobre a erupção em El Salvador, que criou a formação rochosa conhecida como Tierra Blanca Joven, o geólogo da Universidade Luterana da Califórnia (EUA), Robert Dull, que liderou o estudo, diz que foi a “maior da América Central que os humanos testemunharam”.

Pela primeira vez, os cientistas definiram uma data para tal erupção e isso provou ser compatível com a queda dramática das temperaturas no hemisfério norte.

Os investigadores estudaram três troncos enterrados nas cinzas, a uma distância de 25 a 30 quilómetros do lago que cobre a caldeira do Ilopango hoje. Essas árvores terão após serem envolvidas pelos ventos quentes e furacões gerados pela erupção, carregados com gases, cinzas e pedra-pomes.

Em laboratório, estimaram a idade dos diferentes cortes desses troncos, através do estudo de anéis de crescimento e datação por carbono 14.

As análises mostraram que as árvores morreram entre 500 e 545. Além disso, com base em modelos atmosféricos, os investigadores estimaram que a erupção de Ilopango ocorreu no outono de 539. Isso explicaria o arrefecimento global, a fome e uma redução temporária na construção de monumentos maias detetados por arqueólogos.

ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. A alteração de temperatura do sec VI alterou as temperaturas 15 graus… mas esta agora, de 1,5 graus em 150 anos, é que é a pior…
    Em 1960-70 estávamos com medo da idade do gelo que vinha ai.

  2. Já se sabe que entramos na quarta era glaciar. Agora, preocupem-se quando o planeta arrefecer abruptamente. O gelo vai chegar ao deserto do norte de África e à Califórnia, por exemplo.

    • Sem dúvida alguma. Muito se fala do aquecimento global, e as opiniões de alguns cientistas com uma visão mais alargada, que já há muito falam do arrefecimento global, de uma mini era glaciar?

      • Nos anos 70, a revista Time incutiu o medo a dizer que a Era Glacial estava bem próxima!… Nos dias de hoje, a propaganda diz o contrário, que está tudo a aquecer…
        Sim, há alterações climáticas, sem dúvida, os extremos são cada vez mais frequentes, e não é só a Terra, mas sim todo o nosso sistema solar! E nos outros planetas não há homens para destruir o ambiente…
        Façam investigação independente. Está tudo ao nosso dispor com a internet, juntem os pontos!

  3. Eu não percebo nada destas coisas climáticas de que se fala e também não quero perceber. Uma coisa é certa: na década de sessenta do sec. XX viam-se coelhos e lebres por toda a parte na serra onde nasci e fui criado, viam-se melros, viam-se pardais, viam-se pombos e pombas, viam-se perdizes e perdigotos, havia lobos, havia ovelhas, carneiros, cabras, porcos e porcas, havia galinhas e galos, patos perus e toda uma fauna e flora que hoje não são visíveis. Refiro-me a um lugar comum entre a serra da gralheira da freita e da arada. Desapareceu, pois, boa parte da flora e da fauna e, em seu lugar, vêem-se autocarros de luxo repletos de terceiras idades (com o devido respeito) que já não têm capacidade para desfrutar e usufruir e não deixam que o ambiente natural se refaça, tal é a frequência (diária) com que para ali se deslocam. Dizem que é o turismo, que dá muito lucro e promove a região. Pois será… mas onde está o espaço que era outrora dos lobos, dos cães, das ovelhas das cabras e dos cabrões, etc., etc.? Acaso nós humanos funcionamos bem da cabeça? Dizia-me há dias um velhinho: «olhe eu vim aqui porque veio toda a gente do lar onde estou, mas isto não me diz nada nem sei apreciar porque eu tomo 20 comprimidos por dia e todos os dias peço a Deus que me leve o mais depressa possível». Se houvesse eutanásia ou suicídio assistido, isto é, se houvesse em Portugal o direito de morrer com dignidade, segundo a vontade própria, esta pessoa não estaria a passar pela humilhação em que vive hoje – fantoche nas mãos de outrem. Pensem bem, Portugal merece!

  4. Perde toda a credibilidade quando fala que não é pior do que estamos vivendo nos últimos 150 anos. Não há nada alarmante no clima atual ainda que conspiracionistas queiram inventar isso…

RESPONDER

Banca com nova vaga de saída de trabalhadores e admite despedimentos

Os grandes bancos vão reduzir milhares de trabalhadores este ano, um processo que vem acontecendo desde a última crise mas que em 2021 deverá atingir um novo pico, tendo mesmo BCP e Santander Totta admitido …

Cuba está a criar o seu próprio smartphone (e conta com a ajuda da Huawei)

O Governo cubano está a trabalhar na produção de um novo smartphone, que terá um sistema operativo original e conta com a ajuda da empresa chinesa Huawei. De acordo com a revista Vice, o projeto é …

Funcionários russos que recusem vacina arriscam licença sem vencimento

Os funcionários russos que recusem vacinar-se contra o novo coronavírus, em regiões onde a vacina seja obrigatória, arriscam-se a uma licença sem vencimento, anunciou o ministro do Trabalho da Rússia, Anton Kotiakov. "Se as autoridades de …

Vacina cubana com eficácia de 62% após segunda das três doses previstas

A vacina cubana contra a covid-19 atingiu uma eficácia de 62% após a injeção de duas das três doses previstas, um resultado que excede os 50% exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), anunciou o …

Miguel Oliveira em segundo lugar no GP da Alemanha de MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje na segunda posição o Grande Prémio da Alemanha de MotoGP, oitava prova do Mundial de velocidade de motociclismo, vencida pelo espanhol Marc Márquez (Honda). Miguel Oliveira, que partiu …

Mais três mortos e 941 novos casos de covid nas últimas 24 horas

Portugal voltou a registar nas últimas 24 horas uma ligeira redução no número de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2, com 941 casos, e três mortes associadas à covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. O boletim epidemiológico …

"Cemitério verde". Estado de Oregon irá permitir (brevemente) a compostagem de corpos humanos

O estado de Oregon tornou-se o terceiro dos Estados Unidos a legalizar um novo processo de compostagem do corpo humano. A governadora do Oregon, Kate Brown, aprovou o projeto de lei que irá permitir o sepultamento …

Responsável pelo RGPD demitido por Medina trabalhava há 33 anos na Câmara de Lisboa

O encarregado de proteção de dados da Câmara Municipal de Lisboa, que o presidente Fernando Medina exonerou devido à polémica da partilha de dados de ativistas com a embaixada da Rússia, trabalhava na autarquia há …

Portugal quase a entrar na "zona vermelha de risco". Variante Delta prevalece em Lisboa e Vale do Tejo

A região de Lisboa está sobre pressão há algumas semanas, mas o resto do país também está prestes a entrar numa situação epidemiológica menos boa. A incidência nacional encontra-se próxima dos 120 casos por 100 …

Pandemia continua a "empurrar" reclusos para fora das grades. Já saíram 2850

As cadeias portuguesas continuam a soltar reclusos que ainda não cumpriram toda a pena, numa altura em que não existem praticamente casos de infecção por covid-19 no sistema prisional. O regime especial de perdão das penas, …