Isenções na ADSE atingem recorde com subida do salário mínimo

A subida do salário mínimo nacional (SMN) tem vindo a influenciar o número de pensionistas isentos de descontar para a ADSE. São já mais de 54 mil os pensionistas que estão dispensados de descontar.

As isenções na ADSE atingiram, no ano passado, o recorde com subida do salário mínimo nacional (SMN). Em 2017, 54.112 beneficiários estavam dispensados de fazer o desconto mensal para beneficiarem do sistema de assistência na doença da função pública por terem uma pensão inferior ao salário mínimo.

Este é o número mais elevado desde que esta isenção foi criada e um aumento de 14,7% em relação ao ano anterior, avança o jornal Público esta terça-feira.

Os aposentados ficam dispensados de descontar para a ADSE se a sua pensão ficar abaixo da remuneração mínima, após a tributação de 3,5%, já que o salário mínimo nacional é usado como referência para determinar se os aposentados têm ou não de fazer a tributação fixa de 3,5%.

Como o salário mínimo tem vindo a aumentar, são mais os aposentados que preenchem o critério e sejam dispensados de contribuir, já que as pensões não têm atualizações tão significativas.

Esta isenção foi criada em 2006 e, na altura, os organismos públicos ainda financiavam o sistema de assistência médica. No entanto, desde 2015, são os beneficiários que financiam este sistema, estando a suportar uma política de ação social que deveria ser da responsabilidade do Orçamento do Estado.

Eugénio Rosa, vogal do conselho diretivo do instituto que gere a ADSE indicado pelos beneficiários, defende que “as isenções devem manter-se, mas não faz sentido que sejam os restantes beneficiários a financiar uma medida de ação social que devia ser responsabilidade do Estado”.

Estão em causa 30 a 40 milhões de euros em isenções que são, então, suportadas pelos beneficiários.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Esforço coletivo para salvar o Natal". Nóbeis da Economia querem novo confinamento em dezembro

Esther Duflo e Abhijit Banerjee, prémios Nobel da Economia de 2019, propõem quarentena em França em dezembro, para que seja possível "festejar o Natal". O casal acredita que só assim será possível festejar a quadra …

Venda de vinhos alentejanos para a Suécia disparou (e foi graças à pandemia)

Nunca se tinham vendido tantos vinhos alentejanos para a Suécia como durante o período de confinamento em Portugal. A estratégia menos restritiva dos suecos contra a covid-19 ajuda a explicar esse cenário, verificando-se a mesma …

Spray nasal investigado na Austrália pode travar covid-19 (e tem uma taxa de eficácia de 96%)

É simples: com apenas uma ou duas aplicações por semana, o novo spray pode evitar que as pessoas infetadas com o novo coronavírus contagiem as outras à sua volta. Muito se tem falado sobre uma potencial …

Brad Parscale, ex-diretor de campanha de Trump, hospitalizado após tentativa de suicídio

O antigo diretor digital de campanha de Donald Trump, Brad Parscale, foi hospitalizado depois de a mulher ter alertado para tentativa de suicídio. Brad Parscale, ex-diretor digital de campanha do atual Presidente dos Estados Unidos, Donald …

Variante de SARS-CoV-2 oriunda de Itália marcou início da pandemia. Circulou durante dias sem controlo

O arranque da epidemia em Portugal foi marcado pela “disseminação massiva” de uma variante do SARS-CoV-2 com uma mutação específica, que começou a circular nas regiões Norte e Centro mais de uma semana antes do …

Existem 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas

Existem atualmente em Portugal 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas, revelou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral da Direção-Geral da Saúde, Graça Freitas. Sem identificar especificamente os lares …

Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central. O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra …

Já há mais 6.829 mortes do que em 2019, mas covid-19 só fez 2 mil. Óbitos em casa subiram 18%

Desde o início da pandemia, há registo de um aumento de 18% de óbitos que ocorrem em casa e as mortes em investigação subiram 24%. Nos hospitais há uma subida de 5,6% na taxa de …

PCP diz que pandemia é usada como pretexto para intensificar exploração dos trabalhadores

O secretário-geral do PCP consideraque a pandemia de covid-19 está a ser utilizada como pretexto para se tentar fazer regredir décadas em conquistas de direitos, através do que apelidou de "teorias do 'novo normal'". Jerónimo de …

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB. A notícia da morte …