Isabel dos Santos confirma ordem presidencial para Angola sair da Efacec

(dr) Mercado

A empresária Isabel dos Santos, filha mais velha do ex-presidente de Angola, José Eduardo dos Santos

A empresária angolana Isabel dos Santos confirmou esta sexta-feira uma ordem do Presidente de Angola, João Lourenço, para a saída da Empresa Nacional de Distribuição de Eletricidade (ENDE) da portuguesa Efacec Power Solutions.

Em declarações ao jornal Valor Económico, a filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos reiterou, porém, que não foram utilizados fundos públicos na compra de ações na Efacec e declarou que a ENDE não chegou a pagar o valor total da sua participação, que desceu de 40% para 16%.

“Fomos notificados de que o Presidente da República deu instruções ao Ministério de Energia e Águas da saída da ENDE da Efacec. As ações da ENDE vão ser agora vendidas no mercado internacional”, disse Isabel dos Santos. A empresária angolana reafirmou que a Efacec não foi adquirida com fundos públicos, sublinhando que foi ela própria quem avançou com o dinheiro para permitir a entrada da ENDE na Efacec.

“A Efacec foi comprada por 195 milhões de euros e a [entrada da] ENDE custou 16 milhões de euros. Como é que o Estado [angolano] pagou?”, questionou Isabel dos Santos, acrescentando que cada acionista teve de fazer a sua parte e pagar pelas suas ações.

“Supostamente, com os 40%, o capital da Winterfell, a ENDE deveria pagar 40 milhões de euros, mas só pagou 16 milhões de euros. O valor total nunca foi pago. Fui eu quem pagou adiantadamente o resto do dinheiro para a ENDE entrar no negócio”, acrescentou a empresária.

Isabel dos Santos insistiu que, “apesar da fraca parceria”, a Efacec ressuscitou” e tornou-se, atualmente, “uma referência global na energia e na engenharia”.

“Alguns setores devem ter passado um mau bocado por terem aceitado o ‘sucesso’ de Isabel dos Santos”, ironizou.

A empresária salientou que a parceria “tinha tudo para dar um casamento feliz”, uma vez que a ENDE teria tido acesso ao “talento para liderar a energia e a engenharia”. “O projeto para construir uma fábrica de cabos elétricos em Angola, em 2019, permitiria transferir know-how e criar cerca de 300 novos empregos especializados”, acrescentou.

A Winterfell tem uma quota de 66,07% das ações da Efacec, empresa que, em 2017, obteve um crescimento do lucro de 75%, atingindo os 7,5 milhões de euros

Trata-se da segunda vez que Isabel dos Santos afirma que a aquisição da Efacec não foi comprada direta ou indiretamente com fundos públicos de Angola.

As suspeitas de que foram envolvidos fundos públicos datam de agosto de 2015, depois de um decreto presidencial do então chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, pai de Isabel dos Santos, ter autorizado a ENDE a comprar 40% das ações da Winterfell que, cerca de três meses depois, formalizou a compra da Efacec.

As dúvidas foram alimentadas pelo facto de o valor que a ENDE pagou pela compra não ter sido revelado. Na ocasião, o parlamento português perguntou ao Governo de Lisboa para verificar se foram seguidos os procedimentos de combate à lavagem de capitais.

As relações da empresa fundada em Portugal com Angola datam da década de 1960. Nos anos mais recentes foram concluídos vários contratos avultados, como o projeto formalizado em 2014 para aumentar a capacidade de uma central hidroelétrica da barragem de Luachimo, na província angolana da Lunda Norte, com uma duração de 37 meses e num valor próximo do 83 milhões de euros.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A amulatada dos Santos é mesmo uma empresária invencível, honra lhe seja. Agora que lhe está a faltar a teta inesgotável do Estado Angolano, da qual mamou desalmadamente durante muito tempo a coberto do ex-cleptómano E. dos Santos, erigido em presidente durante mais de 30 anos, a diligente empreendedora em tudo vê oportunidade de negócio. Segundo informações de pessoas ligadas ao ramo, está a montar, nível global, portanto planetário, casas de prazer, seja lá o que isso for ou queira dizer. Assim, por exemplo, quem chegar a um qualquer país de qualquer continente e precisar de relaxar, lá terá as ditas casas de meninas e meninos com altas habilitações académicas e treinamento profissional para o respetivo atendimento, além de um perfil estético sofisticado e ubérrimo de bom gosto. Não pense, pois, que são meninas, como a filha da maria cachucha ou como o anormal do filho do zé do pífaro, que tem os olhos vesgos e uma perna mais curta do que a outra. Seja como for, merece a sr.ª dos santos um forte e efusivo aplauso, pelo exemplo que dá ao mundo de nunca baixar os braços, para mais numa altura em que o presidente Lourenço, homem com tino e sentido de justiça, a proibiu terminantemente de voltar o por os beiços (poder-se-á dizer lábios) na coisa pública (res publica) angolana.

  2. Só não entendo como é que o herdeiro “designado” está agora a morder a mão que o lá colocou… não faz muito sentido…….

  3. É para “inglês ver”… e como Angola precisa urgentemente de investimento externo, tem que dar sinais para o exterior que já não é o país mais corrupto do mundo e assim tentar cativar investidores ocidentais que sempre tiveram muito receio de investir em Angola (e com razão – que o diga a Sonae, a PT, etc)…
    Portanto alguma coisa terá que mudar – mas eu só acredito quando começarem a pagar o que devem às empresas portuguesas e quando começarem a deixar tirar de lá o dinheiro que está retido.

RESPONDER

Bancos dos Emirados estão a congelar contas da família dos Santos

Os bancos dos Emirados Árabes Unidos estão a congelar os bens da família dos Santos e de pessoas a ela relacionadas, respondendo a um pedido da justiça angolana efetuado a 13 de abril, avançou a …

A pedido da Comissão Europeia, EMA volta a rever dados da vacina da AstraZeneca

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou esta quarta-feira que está a rever os dados sobre a vacina Vaxzevria a pedido da Comissão Europeia. Segundo um comunicado citado pelo Observador, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) …

João Leão prevê para este ano défice de 4,5%. Ministro afasta aumento de impostos e austeridade

A terceira vaga da pandemia forçou o Governo a rever em baixa a previsão de crescimento da economia portuguesa para este ano. Assim, o ministro das Finanças antecipa um défice de 4,5% e crescimento de …

Já não é preciso isolamento para idosos que saiam dos lares por mais de 24 horas

Os idosos que vivem nos lares e que saiam por períodos superiores a 24 horas já não precisam de fazer o isolamento de 14 dias, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Na orientação atualizada nesta quinta-feira, …

Mais duas mortes e 501 casos nas últimas 24 horas em Portugal

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que Portugal registou, nas últimas 24 horas, 501 novos casos de covid-19. O relatório desta quinta-feira (15 de abril) dá também conta de mais duas mortes …

PCP quer criar crime de enriquecimento injustificado com pena agravada para políticos

O PCP propôs esta quinta-feira, no Parlamento, a criação do crime de enriquecimento injustificado, com penas até três anos, mas que é agravado para titulares de cargos políticos e públicos, até aos cinco. O projeto dos …

Câmara de Lisboa estende testagem gratuita a todos os moradores

A Câmara de Lisboa decidiu alargar, a partir de quinta-feira, a testagem gratuita nas farmácias à covid-19 a todos os moradores, deixando o programa de estar limitado às freguesias com maior incidência da doença, foi …

"Fechaduras", testemunha do julgamento de Tancos, está em parte incerta

Paulo Lemos, conhecido como "Fechaduras", testemunha da acusação e da defesa no caso de Tancos, não compareceu em 08 de março à audiência e voltou a não aparecer esta quinta-feira, com o Tribunal de Santarém …

General que lidera o SIRESP apresenta demissão

O Diário de Notícias avança, esta quinta-feira, que o general que lidera o SIRESP apresentou demissão, tendo invocado "razões pessoais". De acordo com o Diário de Notícias, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já recebeu …

Agente que matou Daunte Wright vai ser acusada por homicídio de segundo grau

A polícia que matou a tiro, no domingo, um jovem afro-americano em Brooklyn Center, no Minnesota, Estados Unidos, vai ser acusada por homicídio de segundo grau. Depois de ter apresentado a demissão da polícia de Brooklyn …