Isabel dos Santos admite candidatar-se à presidência de Angola

Eneias Rodrigues / Lusa

Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos, assumiu em entrevista à RTP que se pode vir a candidatar à presidência do país.

A empresária angolana Isabel dos Santos acusou na quarta-feira o Presidente de Angola, João Lourenço, de estar a instrumentalizar a justiça numa perseguição pessoal e política para a neutralizar politicamente — e não recusou ambições políticas.

“Tenho um grande sentido de dever em relação a Angola. Farei tudo o que terei de fazer para defender e prestar os serviços à minha terra e ao meu país”, disse em entrevista à RTP. Incluindo ser candidata presidencial, questionou o jornalista: “É possível”, assumiu.

“Se nós quisermos lutar contra a corrupção em Angola devemos olhar para onde ela está” e “não podemos usar a suposta luta contra a corrupção de forma seletiva para neutralizar o que achamos que possam ser futuros adversários políticos”, disse Isabel dos Santos, reagindo ao arresto dos seus bens por parte das autoridades judiciais angolanas, decretado de modo preventivo.

“O que se está a fazer hoje em Angola são processos políticos, são processos seletivos e que têm a ver com a luta de poder dentro do próprio MPLA”, acrescentou.

O objetivo da luta contra a corrupção, anunciada pelo Presidente João Lourenço, é visar “pessoas que possam entrar no futuro no campo político e possam representar alguma influência ou alguma popularidade dentro do próprio MPLA”, considerou a empresária.

Isabel dos Santos afirma-se, assim, alvo de uma “perseguição política e pessoal” por parte da justiça, por indicação da liderança atual do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA). As próximas eleições presidenciais estão agendadas para 2022.

Suspeitas de branqueamento de capitais

“[O] meu pai deixou um grande legado político em Angola. É um legado que eu e muitos angolanos gostaríamos de ver respeitado”, justificou a empresária, acrescentando que “hoje o MLPLA tem um problema porque o seu balanço económico e social nos últimos três anos é muito fraco, não apresenta resultados. Estamos a chegar a um sistema em que o país pode entrar em banca rota”.

A empresária disse ainda que aguarda ser chamada pela justiça portuguesa e pelo Banco de Portugal para esclarecer as suspeitas de branqueamento de capitais que estarão na origem do dinheiro que levou à compra do BPN, hoje Eurobic.

“Quero acreditar que a justiça portuguesa é uma justiça real e que funciona e que há um Estado de direito em Portugal”, disse a empresária.

Isabel dos Santos acrescentou que está a ser perseguida por ter estado à frente da petrolífera angolana Sonangol e ter tentado alterar os procedimentos internos na empresa, que “eram muito opacos”, nomeadamente na questão da venda de petróleo ao estrangeiro, a partir do escritório de ‘trading’ em Londres.

“Não há vontade de lutar contra a corrupção”, referiu, comentando o facto de ter sido nomeado como seu sucessor Carlos Saturnino, o mesmo gestor que, segundo Isabel dos Santos, foi o último responsável de um processo que deixou a Sonangol na falência, com dívidas de 20 mil milhões de dólares (18 mil milhões de euros).

A Sonangol era um estado dentro de um estado” e “todos os conselhos de administração anteriores aos meus eram nomeados pelo anterior”, criando um “sistema opaco” de controlo das contas, resumiu.

// Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Ela tem um “grande sentido de dever” em relação a Angola! Sentido de dever ou sente estar a dever?! Deve certamente estar a dever porque ela e a família não fizeram mais nada senão se aproveitar, explorar e expoliar Angola e o povo Angolano de inúmeros recursos e das respectivas avultadíssimas quantias inerentes aos mesmos. Não passa de uma sanguessuga a querer banhar-se ainda mais no sangue do povo Angolano e deixá-lo ainda mais na miséria e na desgraça, não roubou e desviou o suficiente com a ajuda do paizinho. Lixo, parasita miserável, nojenta corrupta, podre, merece morrer da pior maneira possível!

  2. A entrevista desta ratazana à RTP foi bastante esclarecedora…
    Ela deve ter algum problema porque vê tudo ao contrário… na cabeça dela, Angola é que lhe deve!…
    Deve ser influência de algum gene russo….

  3. Os procedimentos que estão a ser adotados pelos governantes de Angola envergonham toda a África. João Lourenço e a sua “entourage”, quais portadores do síndrome do colonizado, quer fazer as coisas que parecem bem aos europeus que, deste modo, lhe conferem legitimação com a qual se pode ufanar, tal como o pseudo jornalista Rafael Marques. Os dirigentes angolanos deveriam ter orgulho numa cidadã que acumulou capital com o seu talento e trabalho, investe no seu país e gera muitos postos de trabalho. Mas ao mesmo tempo que persegue esta senhora colocou como seu conselheiro principal o sr. Manuel Vicente que deveria ter sido julgado cá em Portugal por corrupção comprovada, mas a África é isso muita inveja entre os seus e toda a deferência para os europeus e americanos. De resto eles perdem o seu tempo, porque para os europeus e americanos, só há dois tipos de africanos, os indigentes e os corruptos. Vamos ficar à espera, pois da mesma forma que eudeusaram José Eduardo dos Santos e os seus quando servia um dia Lourenço também será atirado para a sarjeta. É só uma questão de tempo.

  4. Como será possível uma “Senhora” com tantas nacionalidades e agora ter escolhido a nacionalidade Russa para fugir, ser presidente de Angola????

    Só mesmo dela (desta “Senhora”)

    Se calhar estou enganado e ela vai tentar ser presidente da Rússia????

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …