Rainha de Inglaterra apoia o movimento “Black Lives Matter”

UK Ministry of Defence / Flickr

Rainha Isabel II

A Rainha Isabel II e toda a Família Real Britânica apoiam o movimento “Black Lives Matter”. A garantia é dada por Ken Olisa, o primeiro sargento afro-descendente condecorado com a Ordem do Império Britânico de Londres.

De acordo com o funcionário da Casa Real, o racismo é um tema constante entre os membros da família, que revela, inclusive, que já teve conversas sobre as manifestações sobre o “Black Lives Matter” com diversos elementos, que mostram sempre uma posição de apoio ao tema.

O representante da monarca esclareceu ainda que após a morte de George Floyd, em maio de 2020, nos Estados Unidos, foram recorrentes no palácio das discussões sobre racismo, o que preocupou a Família Real.

“A questão é o que podemos fazer mais para ajudar a sociedade a quebrar estas barreiras. Eles preocupam-se apaixonadamente em unir cada vez mais a nação em torno dos mesmos valores”, referiu Olisa, citado pela CNN, que ao ser questionado se a Casa Real apoia o movimento Black Lives Matter respondeu: “sim, sem dúvida”.

A atitude da monarquia britânica em relação a questões raciais tem estado a ser observada de perto depois da entrevista que os Duques de Sussex deram no início deste ano.

Meghan Markle, que é afro-americana, admitiu que foi vítima de racismo por parte de um elemento da monarquia quando informou que estava grávida do seu primeiro filho. Segundo a esposa de Harry, foram levantadas questões sobre a cor de pele da criança que ainda estaria para nascer.

Após este episódio, a Família Real foi duramente criticada e surgiram até várias apostas para tentar adivinhar qual dos membros da monarquia teria proferidos tais afirmações.

Mais tarde, em junho deste ano, uma investigação do jornal britânico The Guardian revelou documentos que mostram que o Palácio de Buckingham proibiu “imigrantes de cor ou estrangeiros” de servir em funções clericais na casa real até ao final dos anos 1960.

A história colonial britânica está intrinsecamente ligada à família real que explorou países e povos durante anos. O racismo sistémico radica na prática da escravatura aquando da construção e manutenção da Commonwealth, o império britânico, por isso, estes novos detalhes não foram uma grande novidade para os britânicos, mas ainda assim não caíram bem aos olhos da opinião pública.

No meio de tanta controvérsia em torno deste tema, a monarquia também se tem destacado de forma positiva na luta contra o racismo.

Em julho deste ano, altura em que o Reino Unido recebeu vários jogos do Euro2020, foi notório que o país ainda é alvo de ataques racistas, sobretudo por parte dos fãs de futebol. Na altura, o príncipe William veio a público dizer que se tinha sentido “doente” com os insultos racistas que os jogadores ingleses receberam nas redes sociais após perderem a final de futebol.

O neto da Rainha de Inglaterra também desprezou este tipo de comportamentos após a entrevista dos Sussex a Oprah Winfrey, declarando que a monarquia “não é uma família racista”.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A seleção inglesa perdeu a final devido a racismo. O selecionador escolheu três miúdos que nunca tinham marcado um penálti em jogos oficiais por causa da cor da pele, deixando de fora jogadores mais experientes (brancos). Ora discriminação com base na cor da pele é a definição de racismo. Selecionador foi racista, e perdeu o jogo, pois misturou futebol com política e activismo. Final feliz.

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …