Irmã de Kim Jong-un ameaça “inimiga” Coreia do Sul com ação militar

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Note, Kim Jong-un, com a irmã mais nova, Kim Yo-jong

A irmã do líder norte-coreano ameaçou, este sábado, avançar com uma ação militar contra a Coreia do Sul, como forma de protesto contra ativistas que enviam folhetos contra o regime de Pyongyang.

Kim Yo Jong, irmã do líder da Coreia do Norte, descreveu a Coreia do Sul como “inimiga” e repetiu uma ameaça que vinha fazendo de uma ação militar contra Seul, criticando o declínio das relações bilaterais e denunciando a prática de distribuição de folhetos contra o regime de Kim Jong-un, na zona de fronteira entre os dois países da península.

Na semana passada, a Coreia do Norte declarou que cortaria todos os canais de comunicação governamentais e militares com a Coreia do Sul e que abandonaria os principais acordos de paz inter-coreanos alcançados pelos dois líderes, em 2018.



Kim, que é a primeira diretora do vice-departamento do Comité Central do Partido dos Trabalhadores, avisou que deixará nas mãos dos líderes militares da Coreia do Norte o próximo passo de retaliação contra a Coreia do Sul.

“Ao exercer o meu poder autorizado pelo líder supremo, o nosso partido e o Estado, dei uma instrução ao departamento encarregado dos assuntos com o inimigo para executar decisivamente a próxima ação”, disse Kim Yo Jong, num comunicado divulgado pela agência estatal noticiosa.

“Se eu der uma pista sobre o nosso próximo plano, que as autoridades (sul-coreanas) desejariam, o direito de tomar a próxima ação contra o inimigo será confiado ao Estado-Maior do nosso exército”, acrescentou a irmã do líder norte-coreano.

Kim Yo Jong é vista como a mais poderosa mulher do regime e a confidente mais próxima do líder, sendo responsável pelas difíceis relações com a Coreia do Sul.

O Governo do líder sul-coreano, Moon Jae-in, tem procurado melhorar as relações com os vizinhos do norte, ao mesmo tempo que procura estreitar as relações diplomáticas entre a Coreia do Norte e os EUA, através de cimeiras que tem promovidos nos últimos anos.

Contudo, nos últimos meses, a Coreia do Norte suspendeu praticamente toda a cooperação com o Sul, ao mesmo tempo que expressou frustração com a falta de progresso nas negociações para tratados nucleares com os Estados Unidos.

Numa declaração da passada semana, Kim Yo Jong disse que a Coreia do Norte cancelará os acordos militares com o Sul, criticando de forma severa os “desertores” norte-coreanos que acusou de enviarem folhetos flutuantes, com mensagens contra o regime de Pyongyang, sobre a fronteira.

A declaração de hoje ocorre horas depois de uma alto funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte ter dito que Seul deveria “abandonar a conversa sem sentido” dos acordos nucleares e que o seu país continuaria a expandir o seu poderio militar para combater os Estados Unidos.

Em resposta às acusações sobre os folhetos flutuantes, o Governo da Coreia do Sul já disse que vai apresentar queixa contra dois grupos de desertores norte-coreanos e que preparará novas leis para proibir os ativistas de lançarem esse género de mensagens.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …