Irão diz que avião ucraniano foi abatido devido a erro humano

Abedin Taherkenareh / EPA

Queda de um Boeing 737-800 no Irão

Um erro humano relacionado com um mau ajuste do radar militar foi a causa do acidente com o boeing ucraniano abatido em 8 de janeiro perto de Teerão, Irão, provocando 176 mortos, concluiu o relatório da aviação civil iraniana.

“Houve uma falha devido a erro humano no acompanhamento do procedimento de calibre do sistema de radar, “o erro de 107 graus”, não permitindo mais observar, de forma correta, a trajetória dos objetos no campo”, indica o relatório publicado no sábado.

A falha “está na origem de uma sequência perigosa [de eventos] e poderia ter sido dominada se outras medidas tivessem sido tomadas”. De acordo com o documento, apresentado como um “relatório sobre factos” e não como um relatório final de investigação, outros erros ocorreram nos minutos que se seguiram.

Apesar das informações erradas sobre a trajetória da aeronave, o operador do sistema de radar poderia ter identificado o alvo como um avião de passageiros, mas houve “erros de identificação”. O relatório também refere que o primeiro dos dois mísseis disparados contra o avião foi disparado pelo operador de uma bateria de defesa “sem ter recebido uma resposta do centro de coordenação” do qual ele dependia.

O segundo míssil foi disparado trinta segundos depois, tendo em consideração “a continuidade da trajetória do alvo detetado”, acrescenta-se no relatório.

O avião que efetuava o voo PS-752 da Ukraine International Airlines, de Teerão para Kiev, foi abatido em 8 de janeiro por dois mísseis. As 176 pessoas que seguiam a bordo, a maioria das quais iranianas e canadianas, mas também 11 ucranianas (incluindo os nove tripulantes), morreram no desastre.

O acidente ocorreu horas depois do lançamento de 22 mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Al Assad e Erbil, no Iraque, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Taiwan vende vacinas da AstraZeneca a 17 euros para evitar que expirem

Com lotes da vacina da AstraZeneca em risco de expirarem, devido a resistência à sua toma entre grupos prioritários, Taiwan começou esta segunda-feira a administrá-las a qualquer pessoa, por 17 euros. Horas depois de o sistema …

Mourinho: "Não preciso de fazer uma pausa, estou sempre no futebol"

O treinador português disse, esta segunda-feira, que "não necessita de fazer uma pausa", após deixar o comando técnico do Tottenham, e frisou estar "sempre no futebol". Embora não se tenha alongado muito, José Mourinho falou pela …

Regime sírio acusado de crimes contra a humanidade na Suécia

Quatro organizações não-governamentais apresentaram uma queixa junto da polícia da Suécia contra altos responsáveis do regime sírio por crimes contra a humanidade pelos ataques com armas químicas na Síria, em 2013 e 2017. A queixa foi …

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países da UE sem 5G

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países na União Europeia (UE) que ainda não têm qualquer oferta comercial de 5G, revelou o último relatório trimestral do Observatório Europeu do 5G, um organismo da Comissão …

Jair Bolsonaro diz que quem votar em Lula da Silva "merece sofrer"

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Lula da Silva pode voltar a candidatar-se à presidência do Brasil e Jair Bolsonaro, o atual presidente do país, considera que quem votar em Lula "merece …

Covid-19. Plano Nacional inclui testes em centros comerciais ou empresas

O Plano Nacional para a Testagem Massiva prevê a realização generalizada de testes para deteção precoce do coronavírus, passando a estar disponível em centros comerciais, estações de transportes públicos ou empresas, e podendo pode ser …

Seul vai aceitar descarga de água radioativa de Fukushima (se o Japão cumprir certas condições)

A Coreia do Sul aceitará, caso sejam cumpridas algumas condições, o plano do Governo japonês para despejar gradualmente no mar águas tratadas, mas ainda radioativas, da central nuclear destruída de Fukushima, segundo o Governo sul-coreano. O …

CDS vai apresentar projeto sobre enriquecimento ilícito. PSD só apoia medida que seja "eficaz e constitucional"

O CDS-PP vai apresentar no Parlamento um projeto sobre o enriquecimento ilícito, anunciou o presidente do partido esta terça-feira, antecipando que a iniciativa se debruçará sobre o poder político, o poder judicial e o funcionamento …

Deputada Cristina Rodrigues propõe campanha contra pirataria de jornais

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues recomendou, esta segunda-feira, ao Governo a divulgação de uma campanha nacional que promova o combate à pirataria de jornais e revistas e que aumente a fiscalização relativa ao crime …

Fuga a notificações judiciais deixa 15 mil pessoas à margem da lei

A Direção-Geral da Administração da Justiça (DGAJ) divulgou uma lista com 15.178 nomes de cidadãos e gerentes de empresas procurados por não prestarem contas dos crimes cometidos. Dessa lista, 7900 são homens, 1401 mulheres, 5665 pessoas …