Irão anuncia reunião extraordinária para salvar acordo de Viena

(h) rouhani.ir

Uma nova reunião extraordinária para tentar salvar o acordo sobre o programa nuclear iraniano vai realizar-se em Viena no domingo, anunciou esta terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão.

De acordo com o comunicado do chefe da diplomacia iraniana, os países que compõem o acordo (Alemanha, China, França, Grã-Bretanha e Rússia) vão-se reunir a nível ministerial. A próxima reunião extraordinária da Comissão Conjunta do acordo nuclear do Irão, sem a presença dos EUA vai decorrer um mês depois do último encontro na capital austríaca.

Sobre o contexto da reunião do dia 28 de julho, o Irão nota “alguns progressos” no sentido de ver amenizados os efeitos provocados pelas sanções norte-americanas, apesar de considerar “insuficientes” os últimos desenvolvimentos. Entretanto, agravam-se as tensões na região do Golfo.

O acordo de Viena está ameaçado após a saída dos EUA, em maio de 2018, e pela imposição de sanções contra o Irão. O Irão acusa os EUA de violação do direito internacional pela saída unilateral do acordo e recusa-se a negociar com Washington sob a pressão das sanções que foram impostas.

O acordo de Viena determina o afastamento de Teerão do programa de desenvolvimento de armamento atómico tendo o Irão aceitado abandonar o programa nuclear em troca do levantamento de sanções que afetavam a República Islâmica.

O restabelecimento das sanções norte-americanas atingiu a economia iraniana provocando uma recessão. Para continuar a cumprir o acordo, o Irão exige dos parceiros, e sobretudo dos países europeus, a tomada de medidas eficazes que possam garantir os interesses de Teerão. Para o Irão, os países europeus devem colaborar no sentido de ultrapassar os problemas provocados pelas sanções impostas pelos EUA, sobretudo no que diz respeito à venda de petróleo aos países estrangeiros.

Em resposta à decisão norte-americana de se retirar do acordo, o Irão, que esteve submetido a um regime de inspeções, começou a afastar-se dos compromissos alcançados em Viena em 2015.

O Irão ameaça não respeitar o limite imposto pelo acordo sobre as reservas de urânio enriquecido (300 quilogramas) assim como não cumprir o plafond sobre o enriquecimento de urânio com 3,67% de pureza.

Teerão ameaça abandonar em setembro a próxima etapa suplementar do “plano de redução” prevista nos compromissos de Viena caso as condições não sejam cumpridas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

SEF recorre ao Ministério Público por suspeita de venda de vagas de atendimento

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) apresentou uma participação ao Ministério Público, por indícios de crime de auxílio à imigração ilegal, devido à alegada venda de vagas de atendimento em portais de anúncios classificados. A …

Cientistas desmascaram teoria comum sobre canhotos

Desde sempre houve muitas alegações sobre o que significa ser canhoto e se muda o tipo de pessoa que alguém é — mas a verdade é quase um enigma. Mitos sobre a lateralidade aparecem ano após …

Arranca a greve na Ryanair. Empresa não descarta atrasos ou mudanças de voos

Os tripulantes da Ryanair começam esta quarta-feira uma greve de cinco dias, até domingo, convocada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e que conta com serviços mínimos decretados pelo Governo. Nesta …

O navio Open Arms já atracou em Lampedusa

O navio Open Arms chegou ao porto da ilha de Lampedusa por volta da meia-noite, hora italiana, depois do procurador de Agrigento, Luigi Patronaggio, ter ordenado a apreensão do navio e o desembarque imediato dos …

Fernando Haddad condenado a quatro anos e meio de prisão

O ex-prefeito de São Paulo e antigo candidato às Presidenciais brasileiras foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, por recursos financeiros não declarados durante a eleição municipal de 2012. Fernando …

Reunião com motoristas termina sem acordo. Há troca de acusações e uma nova greve à vista

Falhou esta terça-feira o acordo para iniciar um processo de mediação entre Antram, que representa as empresas, e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP). A Antram acusou, esta terça-feira, o Sindicato dos Motoristas …

Alzheimer ataca regiões do cérebro que nos mantêm acordados durante o dia

Demasiadas sonecas durante o dia são um dos primeiros sinais externos do Alzheimer, embora seja difícil dizer por que isso acontece. Alguns cientistas sugeriram que a doença perturba as regiões do cérebro que promovem o …

Caminhar e correr torna-se agora mais fácil com estes novos calções robóticos

Cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, criaram uns calções robóticos que nos fazem sentir até sete quilos mais leves quando estamos a caminhar ou a correr. Esta invenção poderá ajudar pessoas que caminhem …

Imagens da NASA mostram que a Lua brilha mais do que o Sol

Se os nossos olhos pudessem ver radiação altamente energética chamada raios-gama, a Lua pareceria mais brilhante do que o Sol. É assim que o Telescópio Espacial de Raios-gama Fermi da NASA tem visto o nosso …

Novo estudo adensa mistério sobre "Lago dos Esqueletos" nos Himalaias

Esqueletos humanos encontrados no lago Roopkund, na Índia, pertenceram a pessoas de origens várias, algumas do Mediterrâneo, que morreram em eventos separados por mil anos. O lago Roopkund, na Índia, é famoso por terem sido descobertos …